25.4 C
Vitória
sexta-feira, 25 setembro 2020

Max Lucado e o abuso sexual na infância

Leia também

Governo de SP irá subsidiar 161 mil computadores a professores

Doria anunciou também o repasse de R$ 352 milhões a 166 mil servidores da rede pública de ensino, entre professores, diretores e agentes da educação

Em meio a ‘atropelo’ de Marco Aurélio, Celso de Mello antecipa retorno ao Supremo

Marco Aurélio antecipou a divulgação de seu voto no qual defendeu a possibilidade de uma oitiva por escrito de Bolsonaro

São Paulo registra 964.921 casos confirmados de covid-19 e 34 877 óbitos

Nessa semana tivemos ainda índices que mostraram quedas expressivas tanto no número de óbitos, quanto de internações", afirmou o secretário estadual de Saúde

Em uma entrevista a um jornal nos EUA, o renomado escritor evangélico, Max Lucado, revelou detalhes do abuso sexual que sofreu na infância

Um dos autores evangélicos mais renomados e versáteis da atualidade, o pastor Max Lucado, residente no Texas, EUA, trouxe à tona um episódio traumático da infância: o abuso sexual. Ele contou detalhes do que sofreu em uma coluna publicada no domingo (13) no jornal The Dallas Morning News.

“Eu tinha idade para jogar beisebol, futebol americano e andar de bicicleta, mas não para processar o que cruzou meu caminho naquele ano: o abuso sexual nas mãos de um homem adulto”, disse Lucado.

Lucado revelou que o abusador entrou em sua vida “disfarçado de mentor”, depois de fazer amizade com várias famílias, em Andrews, no Texas. “Me lembro dele como alguém engraçado, charmoso e generoso. O que eu não sabia é que ele era um predador”, conta.

Segundo ele, o abusador usava diversos meios para atrair as crianças.“Ele nos chamava para comer hambúrguer na casa dele. Nos levava para passear no caminhão dele. Nos levou para caçar e fazer caminhadas. Se ofereceu para responder a todas as perguntas sobre a vida, o amor e as meninas. Ele fazia, e fez a gente fazer coisas que não vou repetir e não consigo esquecer”, revelou.

O fim de semana em um acampamento foi “especialmente perverso”, lembra Lucado. “Ele colocou cinco de nós em uma picape e dirigiu até a área de camping. Entre seu pacote de barracas e sacos de dormir, havia algumas garrafas de uísque. Ele bebeu durante todo o fim de semana e foi até a tenda de cada menino. Ele disse para não contarmos a nossos pais, sugerindo que éramos os culpados por seu comportamento. Ao nos fazer jurar segredo, ele disse que estava nos impedindo de ter problemas. Que canalha”.

Vergonha

Lucado lembra que voltou para casa no domingo à tarde se sentindo envergonhado. Por causa do acampamento, ele tinha perdido o culto de ceia na igreja naquele dia. “Se alguma vez precisei da comunhão, foi naquele dia. Então, encenei minha própria Eucaristia.

“Esperei meus pais irem para a cama e fui para a cozinha. Não consegui encontrar nenhum biscoito, mas encontrei algumas batatas do almoço de domingo. Não consegui encontrar nenhum suco, então usei leite. Coloquei as batatas em um pires e despejei o leite em um copo e celebrei a Crucificação de Cristo e a redenção da minha alma”, continua.

O consolo de Deus

Foi neste momento que ele foi tocado pelo consolo de Deus. “O que faltou no sacramento foi compensado com ternura. Jesus me encontrou naquele momento. Eu o senti seu amor, sua presença. Não me pergunte como eu sabia que Ele estava perto. Eu apenas sabia. Jesus estava presente na minha tempestade”, afirma.

“Não podemos ir aonde Deus não está. Olhe por cima do seu ombro, é Deus te seguindo. Olhe para a tempestade, é Cristo vindo em sua direção. Ele ainda é o grande Eu Sou. Quando nos vemos no meio das águas da Galileia, sem a praia à vista, Ele vem até nós”, finalizou.

*Com informações de The Dallas Morning News

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Bíblia, o consolo da dor: “quando escrevo eu aprendo”

Dona Maria Petrina, 79 anos, resolveu não apenas ler, mas copiar a Bíblia na íntegra, para ajudar a superar o luto pela morte do marido.

Uma história real: “Já não sou eu quem vive”

"Já não sou eu quem vive", é uma história baseada no diário de uma jovem cristã, em meio à pandemia, em Manaus (AM). Saibamais!

Poste cai em cima de um carro e homem sai ileso: “livramento de Deus”

Jorgino da Silva, 59 anos, poderia ter ficado gravemente ferido no acidente, mas reconhece que Deus o livrou! Saiba mais!

Itália: dos cultos online aos batismos presenciais

Missionários brasileiros, da Junta de Missões Mundiais realizaram diversos batismos de italianos que foram evangelizados nesse período de pandemia.

Júlia Vitória em mais um clássico da música cristã

Depois dos sucessos "Além do rio azul" e "Ele vem/Cidade Santa", Júlia Vitória apresenta um medley com um consagrado hino do Cantor Cristão "Meu deixe aqui/ Tudo entregarei"

Fred Arrais: “quero deixar a minha marca”

Com história na música cristã através do movimento worship, Fred Arrais inicia um novo momento na sua carreira com a Sony, com um objetivo: "vou cantar minha vida, minha história", diz

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

Live: Lançamento do Evangelho de João em Libras

Lançamento do evangelho de João em Libras será nesta sexta-feira, 25, pelo Youtube. Saiba mais!

Live Elementos Essenciais do Discipulado

Como os Estudos da Bíblia de Discipulado podem ser usados em microgrupos de discipulado entre pessoas recentes na fé. Saiba mais!

Live solidária: artistas em favor da Igreja Perseguida

Denominado de "Seja um com eles", a live solidária é um grito de ajuda a igreja perseguida. Paulo César Baruk, Rebeca Nemer, Eyshila, André Aquino são alguns dos convidados. Saiba mais!

Arte da Graça em casa; Conscientização do setembro amarelo

Em formato online, o evento une shows e workshops incentivando a tolerância, paz e música. Saiba mais!
- Publicidade -

Plugue-se

Priscilla Alcântara dá voz a trilha sonora de “A caminho da Lua”

"Vou voar", canção-tema da animação "A Caminho da Lua" está disponível em todas as plataformas na voz de Priscilla Alcântara. Filme estreia na Netflix...

Uma história real: “Já não sou eu quem vive”

"Já não sou eu quem vive", é uma história baseada no diário de uma jovem cristã, em meio à pandemia, em Manaus (AM). Saibamais!

Fred Arrais: “quero deixar a minha marca”

Com história na música cristã através do movimento worship, Fred Arrais inicia um novo momento na sua carreira com a Sony, com um objetivo: "vou cantar minha vida, minha história", diz

“Jesus” se torna a novela mais vista na Argentina

Exibida no horário nobre, a trama, escrita por Paula Richard, venceu, com 12,5 pontos de média: a novela teen 'Floricienta'. Saiba mais!