Mark Zuckerberg quer entender “o papel da igreja”

O fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, tem se reunido com líderes religiosos e professores de teologia no Texas. Ele não foi dar uma palestra sobre novas tecnologias, mas está lá para ouvir e aprender.

“Todos os anos, eu assumi um desafio pessoal de aprender coisas novas e crescer para fazer melhor o meu trabalho”, disse ele em sua nova página do Facebook, a “Mark’s Year of Travel”.

“Minha esperança com este desafio é sair da rotina para falar com mais pessoas sobre como elas estão vivendo, trabalhando e no que pensam para o futuro”, disse ele.

Zuckerberg postou fotos de um encontro com pastores em uma cafeteria na cidade de Waco na semana passada. O assunto foi as tendências religiosas do momento, noticia a CBN News.

O bilionário de 32 anos afirma estar interessado em aprender como as igrejas criam uma comunidade. Judeu de nascimento, ele passou alguns anos se considerando ateu, mas recentemente afirmou ter mudado de ideia e que considerava a religião algo “importante”.

Aaron Zimmerman, um pastor episcopal que participou da reunião explicou a Zuckerberg que na maioria das igrejas há um encontro de toda a comunidade para adorar e atrair pessoas para Deus e também espaços menores, onde as pessoas se relacionam com mais profundidade.