26.3 C
Vitória
segunda-feira, 6 abril, 2020

Marcha pra satanás: perdeu-se o respeito?

- Continua após a publicidade -

Mais lidas

PIB da China deve ter no 1º trimestre a primeira queda em 40 anos, diz estudo

O Produto Interno Bruto (PIB) da China deverá registrar no primeiro trimestre a sua primeira queda em quarenta anos, mostra o estudo "Perspectivas do Desenvolvimento Econômico Chinês pós-Covid-19 e impactos para a economia brasileira"

Plataforma Inteligente no combate ao coronavírus no ES

O Centro de Comando e Controle para Ações e Prevenção ao Coronavírus no Estado do Espírito Santo lançou uma Plataforma Inteligente contra a Covid-19. Saiba mais!

Rainha Elizabeth II: “dias melhores virão”

Em 68 anos de reinado este foi o quinto discurso realizado por Elizabeth II, que destacou o esforço dos profissionais do sistema público de saúde na luta contra o covid-19

Igrejas de Cuba terão espaço na televisão nacional

Os evangélicos cubanos de diferentes denominações haviam compartilhado através das redes sociais um pedido dirigido ao Instituto Cubano de Rádio e Televisão (ICRT) , para incluir conteúdo cristão em sua programação regular.

Inspirado no Templo Satânico, evento será realizado em Belo Horizonte em março e pretende combater o cristianismo. “É desrespeitoso e ofensivo para nós cristãos”, declarou pastor Israel Belo

Belo Horizonte vai sediar, em março, a primeira edição da “Marcha para Satanás”. O evento é um pedido por Estado laico. A marcha acontece em 29 de março, na Praça da Liberdade, a partir de 14h.

O líder do movimento, que prefere o anonimato, afirmou ao BHAZ, que o objetivo é lutar contra o “conservadorismo medieval”. E diz que “se vai ter Jesus nas escolas públicas, vai ter Satanás nas escolas públicas”.

“Muita gente é perseguida por não se adequar aos padrões colocados pelas religiões. Homossexuais, travestis, pessoas de religiões de origem africana, são colocadas à margem da sociedade por causa desse conservadorismo medieval”, justificou.

Falta de respeito

Na onda de Portas dos Fundos, que faz apologias com imagens de Jesus e também a Escola de Samba da Mangueira, do Rio, que vai mostrar Jesus com rosto negro, sangue índio e corpo de mulher.

Agora a marcha pra satanaz, que pretende combater o cristianismo. Além de defender ideias contrárias e ridicularizando os evangélicos. A ideia é fazer algo como a “Marcha para Jesus”.

“É desrespeitoso e ofensivo para nós cristãos. É um elemento de provocação uma vez que a maioria não é evangélica. Nessa situação, cabe a nós como igreja pregarmos aquilo que acreditamos. Temos de orientar e mostrar a verdade com respeito. Mas a nossa oração é a mesma de Jesus: perdoa por que não sabem o que fazem. Nós nos defendemos com a vida e com a palavra”, explicou o pastor Israel Belo, da Igreja Batista Itacuruçá, no bairro da Tijuca, Rio de Janeiro.

Sobre o evento

A “Marcha para Satanás” pretende ser uma versão brasileira do movimento americano Templo Satânico dos EUA. E protesta contra o cristianismo E abre processos contra monumentos com símbolos cristãos em áreas públicas, nomes de ruas ligados à religião, oração em escolas, entre outras manifestações.

Outros eventos desse já aconteceram no país. Em janeiro de 2016, Rio e São Paulo realizaram a marcha em protesto contra a influência de bancada evangélica no congresso. Eles também contestaram sobre a ampliação da isenção de impostos para a igreja. Porém, na época, não teve muita adesão de pessoas.

“Como cristãos não concordamos, mas cada um tem o direito de se manifestar da forma que quiser. Infelizmente esses eventos são instrumentos de anti evangelização. Então temos é de orar e mostrar a verdade”, concluiu pastor Israel.
- Continua após a publicidade -

Revista Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

Live: “As perguntas cruciais a serem respondidas na crise”

Um dos 25 melhores CEO’s dos EUA, Craig Groeschel fará nesta quinta-feira (02), às 10h30, uma Live exclusiva para o Brasil com tradução simultânea

Vigília online ‘Há uma Luz’: um clamor contra o covid-19

Para levar paz e esperança à população afetada pela pandemia global da Covid-19, a plataforma cristã, InChurch, organizou a vigília online “Há uma Luz” nesta quarta (1º).

26 de março: live – Como inovar na igreja em tempos de disruptura

Nesta quinta (26), as 19h, vai acontecer a primeira live da série "O efeito da liderança na crise” com Josué Campanhã, diretor da Envisionar e Thiago Faria

Novo Som faz show online

Devido a quarentena por causa do coronavírus, a banda vai estar ao vivo no sábado (28) a partir das 20h. Será transmitido pelo Instagram e Facebook

Receber notícias

Gostaria de receber notícias em primeira mão? Assine gratuitamente agora:

Plugue-se

Vencendo o medo é tema de campanha da SBB

Nesses tempos difíceis que o Brasil e o Mundo têm enfrentado, a Sociedade Bíblica do brasil quer levar Esperança às pessoas. Por isso, foi lançada a campanha de evangelização "Vencendo o Medo", com o objetivo de compartilhar a Palavra de Esperança.

Danilo Franco traz o pop pentecostal em “Confio em Deus”

Em tempos de isolamento social, a mensagem da canção "Confio em Deus", de Danilo Franco, pode fazer grande diferença na vida de milhares de pessoas. 

Serginho, do Roupa Nova, em projeto gospel

Conhecido por integrar um dos maiores grupos musicais do Brasil, o Roupa Nova, Serginho agora lança "releituras", um projeto com louvores consagrados do meio evangélico

“Me aproximei mais de Deus”, desabafa Yudi Tamashiro

Chorando muito, Yudi Tamashiro contou que a doença foi descoberta há dois meses. Mas só esta semana foi confirmado que o tumor é maligno. Então ele fez um desabafo.