Mais que vencedores em primeiro lugar nas bilheterias

Foto: Divulgação

Filme, que estreou no dia 21 nos cinemas é o mais visto no Brasil. A expectativa é de que o longa permaneça em cartaz até dezembro

Mais que vencedores está em primeiro lugar nas bilheterias dos cinemas do Brasil. Um feito inédito para um filme cristão. O longa, dirigido e estrelado por Alex Kendrick se mantém na primeira posição e está em exibição em mais de 400 salas de cinemas do país.

Mais de 100 mil brasileiros ocuparam as sessões dos cinemas no Brasil nos quatro primeiros dias desde a estreia. Mais Que Vencedores é sexta obra cinematográfica dos irmãos Kendrick, responsáveis pelos sucessos de Desafiando Gigantes, Corajosos, Quarto de Guerra e À Prova de Fogo.

Todos esses filmes são conhecidos do público cristão. Segundo Ygor Siqueira, CEO da 360 Way up, esse foi um dos motivos para que Mais que vencedores fizesse sucesso nos cinemas. “As pessoas já conheciam as produções dos irmãos Kendrick. E isso fortaleceu muito o fato de as pessoas quererem ver a nova produção deles”, explicou.

Campanha nacional

Mais que vencedores começou a ser divulgado no Brasil em junho.

Até o lançamento, em novembro, foram muitos encontros com pastores e influenciadores de mídia cristã sobre a proposta do filme.

“O filme foi muito bem trabalhado no Brasil durante quatro meses. Fizemos um trabalho incansável com a liderança da igreja, incentivando as pessoas a conheceram a produção. Até mesmo nas pré-estreias”, contou.

Uma semana antes de lançar no cinema, o produtor do filme, Alex Kendrick, veio ao Brasil pela primeira vez. Passou por várias igrejas do país divulgando a produção cinematográfica. E ainda participou das duas pré-estreias, no Rio e em São Paulo. Encantado com o país, ainda revelou seu desejo de filmar uma produção no Brasil.

“A vinda do Alex foi importante, pois credenciou ainda mais o filme. Ele também saiu apaixonado pelo Brasil. E chegou a sinalizar a realização de uma produção no país. E pediu a igreja para orar perguntando para Deus se pode gravar uma obra aqui”, explicou.

Depois dos EUA, o Brasil é o território mais importante do cinema cristão no mundo. Praticamente todas as produções que chegam ao país tem tido boa repercussão.

“Esse resultado de Mais que vencedores nos cinemas é uma alegria muito grande. Esse filme é uma bomba-atômica no inferno, para igreja ganhar vidas, a pessoa tem convicção de quem ela é de verdade. E muitas vidas são restauradas. É espetacular. Esse também é o que faz dele também um sucesso”, declarou Ygor.

Expectativas

Com a rápida projeção do filme, a expectativa é de que Mais que vencedores continue em cartaz nos próximos dias. Ygor vai ainda além. “Acredito que este filme pode ficar nos cinemas até janeiro se continuar nesse ritmo de procura. O boca a boca dele ainda vai crescer”.

Mas destacou a importância de uma força-tarefa contínua das igrejas para a divulgação do filme. “Quem assistiu o filme tem que falar dele, incentivar outras pessoas a assistirem, reunir grupos pra ir ao cinema. É importante que a liderança da igreja continue divulgando. E isso vai abrindo novas salas de cinema no país”, concluiu.

HISTÓRIA
“Mais que vencedores” conta a história do técnico de basquete John Harrison, que tem seus sonhos arruinados quando a maior fábrica da cidade é fechada.
E faz com que centenas de famílias precisem se mudar. Forçado a treinar um esporte do qual ele não gosta, a corrida, ele supera limites com uma atleta improvável.

Ingressos aqui

TRAILER DO FILME


LEIA MAIS

Mais que vencedores em devocional
Mais que vencedores: a relação de Deus com seus filhos
Mais que vencedores: impacto e conversões