22.9 C
Vitória
sexta-feira, 17 setembro 2021

Mais de 9 milhões de brasileiros em busca de emprego

Desde 2012, a taxa de desemprego brasileira não atingia patamar tão alto quanto ao registrado no quarto trimestre 2015, que ficou em 9%, totalizando 9,1 milhões de pessoas em busca de um trabalho, segundo a Pnad Contínua (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua) do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). No quarto trimestre de 2014 a taxa era de 6,5%. 

O indicador que mapeia o desemprego em cerca de 3.500 municípios, apontou que no trimestre anterior, a taxa de desocupação estava em 8,9% e, à época, a população desocupada havia crescido 7,9%, atingindo 8,8 milhões de pessoas, ou mais 647 mil pessoas desocupadas em relação ao trimestre de março a maio, quando a alta chegou a 29,6% (mais 2 milhões de pessoas, na comparação com igual trimestre de 2014). A média anual ficou em 8,5% 

O número de pessoas desocupadas saltou 40,8% em relação ao mesmo período de 2014, na maior alta da série histórica na comparação anual. No quarto trimestre de 2014, 77,9% dos empregados no setor privado tinham carteira de trabalho assinada, o que representa 0,2 % acima do observado no quarto trimestre de 2014.

O rendimento médio real habitual caiu 1,1% na comparação trimestral e recuou 2% na relação anual, para R$ 1.913.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se