18.5 C
Vitória
quinta-feira, 9 julho, 2020

Mais achados arqueológicos sobre a Bíblia em Israel

Mais lidas

Queimadas na Amazônia será proibido por quatro meses

Sob pressão de empresários e fundos de pensão internacionais, governo Bolsonaro prepara decreto com moratória para queimadas legais

Correios lançam selos em homenagem a ações de combate à pandemia

Em parceria com a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), são seis selos assinados pelo artista Alan Magalhães.

Celso de Mello arquiva notícia-crime contra Augusto Heleno

Ministro do Supremo disse ser obrigado a seguir parecer da PGR. Saiba mais!

Reabertura das agências do INSS é adiada para dia 3 de agosto

Medida foi publicada hoje no Diário Oficial da União. Confira!

Uma descoberta de 2500 anos tem feito com que alguns estudiosos acreditem que a Bíblia foi escrita anos antes do que se pensava. A descoberta trata-se de uma cerâmica com uma lista de tarefas pendentes.

A Autoridade de Antiguidades de Israel publicou seus resultados no que se chama de “ostraca” (fragmento de cerâmica) nos Anais da Academia Nacional de Ciências com foco em 16 inscrições encontradas em uma fortaleza do deserto de Negev, próximo ao Mar Morto.
A ostraca, escrita por seis autores há cerca de 600 a.C., indica uma ‘proliferação da alfabetização’, ou um grande número de cidadãos alfabetizados.
“A proliferação da leitura é considerada uma condição prévia para criação de tais textos”, escreveram os autores do estudo.
Inclusive os soldados em níveis inferiores do exército de Judá poderiam ler e escrever, de acordo com estas conclusões. As inscrições são apenas simples listas de tarefas diárias e instruções.
“Para Eliasib: E agora, dar três banhos de vinho a Kittiyim, e escreva o nome do dia”, diz um dos textos em hebraico antigo usando o alfabeto hebraico arcaico, e aparentemente se refere a uma unidade mercenária grega na região.
Os estudiosos têm debatido quando foi realizada a primeira fase importante da compilação dos textos bíblicos; antes ou depois da destruição de Jerusalém em 586 a.C. O descobrimento destes 16 textos lança luz sobre o possível calendário da composição dos textos bíblicos.
“Isso indica um alto grau de conhecimento no aparato administrativo da Judeia e fornece uma encenação possível para a compilação dos textos bíblicos”, acrescentaram. “Após o desaparecimento do reino, um nível de alfabetização semelhante reaparece apenas em 200 a.C.”.

- Continua após a publicidade -

Comunhão Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

Show drive-in do 3 Palavrinhas esse mês; Saiba mais!

O grupo infantil 3 palavrinhas vai se apresentar na Arena Sessions, no estádio Allianz Parque, em São Paulo dia 19 de julho Atenção criançada! O...

Artistas cristãos na ação social “Eu Soul VC”

Entre os artistas cristãos confirmados estão Casa Worship, Renascer Praise, André e Felipe, Rebeca Carvalho e Leandro Borges

The send Argentina é adiado para 2021

Em comunicado, os organizadores do The Send disseram que a data exata será definida assim que o governo tiver o poder de reativar eventos maciços

Em agosto, 16º Fórum de Ciências Bíblicas

Com o tema “A Bíblia para as novas gerações”, evento será realizado nos dias 13 e 14 de agosto, no Centro de Eventos de...

Plugue-se

“Cristo em você”: Como a mudança de Deus vive através de milagres

 Filme até destaca como Deus trabalha nas nações europeias seculares.

Ator TC Stallings relata como conheceu Jesus em documentário

O filme vem após TC Stallings perder sua mãe e avó neste ano. Ele dedicou o documentário à sua mãe que morreu em 15...

Tito e Gabriella e Casa Worship cantam “Máscaras”

Música já está disponível em todas as plataformas de streaming. Tito e Gabriella e Casa Worship gravaram a música ao vivo em Goiânia

“Bíblia de Estudo Swindoll”: mais compreensão e curiosidades

Além de facilitar a compreensão, a "Bíblia de Estudo Swindoll" traz curiosidades sobre o livro mais vendido do mundo