Mãe: maior influência de fé para os filhos

Foto: Reprodução

Estudo recente feito com jovens nos EUA apontou que a influência materna é de 68%, enquanto os pais ficam com 46%. “Nossas atitudes influenciam nossos filhos”, afirma a pastora Isabela Linhares

O que já era dito por teólogos e pesquisadores se confirmou. Um estudo realizado pelo instituto Barna, dos EUA, apontou que 68% dos cristãos indicam que as mulheres influenciam a fé cristã nos seus lares. Na família cristã, os pais ficaram com 46% e um dos avós com 37%.

Segundo a pesquisa, elas possuem mais influência sobre a educação religiosa de seus filhos do que os maridos, especialmente em famílias inter-religiosas (onde cada um possui uma fé distinta).

“Ser mãe é algo de Deus, um laço tão forte que se torna algo praticamente indissolúvel. Nossas atitudes influenciam nossos filhos. Nossa fé e maneira de ver e viver essa fé deve falar alto ao coração. Esta é a nossa missão como mães e isso não podemos perder de vista”, confirma a pastora Isabela Linhares.

O estudo examinou os papéis que mães e pais desempenham no desenvolvimento das crianças. E mostrou que os cristãos são muito mais propensos a dizer que suas mães tiveram uma influência maior sobre sua fé do que seus pais. O mesmo resultado foi apontado entre os adolescentes, que são mais propensos a dizer que oraram ou falaram sobre Deus com sua mãe do que com o seu pai.

Foto: Reprodução
Pesquisa

A pesquisa foi realizada em 2018 e faz parte de um novo livro, Households of Faith. “Somos incrivelmente bons como igrejas no apoio, capacitação e incentivo à maternidade, e encorajamos as mães a assumir esse papel ativo na vida de fé de seus filhos.

Parece que estamos ficando para trás em como estamos apoiando e capacitando pais para realmente se tornar uma parte da orientação espiritual, bem como a orientação emocional para seus filhos”, disse Roxanne Stone, de Barna assim que a pesquisa foi revelada.

O estudo apontou que os adolescentes cristãos também disseram que sua mãe conversa sobre perdão, ensina sobre a Bíblia e encoraja os filhos a irem a igreja. Segundo a escritora cristã Priscila Laranjeiras, que ministra para adolescentes, eles são mais propensos a buscar encorajamento e conselhos com a mãe do que com o pai. Além do mais, vínculo com a mãe não se desfaz.

“O exemplo materno de fé e de confiança em Deus sempre influencia. Ainda mais quando a fé é professada de maneira natural, transparente e verdadeira. Por quê? Porque apesar da mídia tentar desfazer e diminuir a importância das mães o vínculo criado desde o útero não se desfaz, apenas se intensifica”, declarou Priscilla Laranjeira.

*Com informações de Christian Headlines 


Leia mais

Pais novamente em alerta com o “Desafio Momo”
Os filhos do quarto
Guarde a Palavra de Deus no coração dos filhos
O ensino bíblico para a criação das “filhas”