18.8 C
Vitória
sábado, 20 agosto 2022

Evangélico Vitor Belfort quer presidir o UFC

Sempre empolgado com os assuntos que envolvem a parte da organização da Ultimate Fighting Championship (UFC), o assumido lutador evangélico Vitor Belfort falou sobre o mundo dos negócios na luta, para a revista Isto É Dinheiro.
Na entrevista concedida ao jornalista Rosenildo Gomes Ferreira, o lutador carioca fala das experiências que já teve com finanças e demonstra seu interesse em mandar na UFC. “Sai o lutador e entra em cena o CEO (Chief Executive Officer, ou diretor executivo) da UFC. Entre os lutadores brasileiros, sou o mais preparado para assumir o papel de CEO, porque sempre administrei minha carreira como se fosse uma empresa”, declarou Vitor Belfort.
Pela gigantesca quantia de dinheiro que a UFC movimenta, seria realmente necessário alguém com alta responsabilidade financeira para comandá-lo. Segundo dados da Isto É Dinheiro, o valor de mercado do evento está avaliado em um bilhão de dólares.
Belfort revela que para consolidar sua competência com mercado, busca inspiração com os bilionários Eike Batista (que controla a IMX, empresa responsável pela transmissão de lutas) e Warren Buffett, dono da Berkshire Hathaway. Além disso, procura reforçar seus conhecimentos teóricos ao tentar ler mais publicações sobre negócios.
“Para crescer e aumentar minha influência na categoria, tinha de estar perto do centro de decisões,” afirma Belfort.
E para chegar ao posto de CEO da UFC, Vitor já conta com o apoio de um de seus principais comandantes, Dana White, CEO e sócio dono da UFC. “O Vitor sempre foi um grande embaixador do esporte. Não poderia pensar em ninguém melhor para trabalhar conosco”, comenta White.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Entre para nosso grupo do Telegram

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se