Lula se lança como pré-candidato à presidência e se compara a “Jesus”

O ex-presidente Lula com a senadora Gleisi Hoffann, em anúncio da pré-candidatura à presidência. (Nelson Almeida)

Ex-presidente diz que não respeita a decisão do TRF-4. E se lança como pré-candidato á presidência da república. Lula também se compara a “Jesus”.

Mesmo após ser condenado a 12 anos e um mês de prisão pelo Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF-4) em segunda instância, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva lançou sua candidatura à presidente.

Ele afirmou que não respeitará a decisão da Justiça. Durante a reunião da Executiva Nacional do PT, nesta quinta-feira (25), conclamou os militantes de esquerda a fazerem uma ofensiva nas ruas para defendê-lo.

“Eu já nem queria mais fazer política. Eu já tinha sido presidente. Mas parece que tudo que eles estão fazendo é para evitar que eu seja candidato. Mas essa provocação é de tal envergadura que me deu uma coceirinha e agora eu quero ser candidato”, disse Lula.

Discurso de Inocência

Lula disse que “a única coisa que posso oferecer é a minha inocência” e, como já fez em outras ocasiões, comparou-se a Jesus.

“Eu às vezes acho que essa é a maior injustiça já cometida na humanidade… Jesus Cristo foi condenado à morte sem dizer uma palavra, recém-nascido. E, se o José não corre, ele tinha sido morto. E olhe que não tinha empreiteira naquele tempo, não tinha Lava Jato. Era a tentativa de julgar alguém que vinha pra fazer uma coisa boa”, asseverou.

Passaporte retido
Lula recebido por militantes do PT ao anuncia pré candidatura. Foto: Ricardo Stuckert

A Justiça Federal de Brasília determinou, nesta quinta-feira (25), a apreensão do passaporte do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Com isso, Lula fica impossibilitando de deixar o país. A decisão, do juiz Ricardo Leite, da 10ª Vara Federal, acolhe pedido do Ministério Público Federal (MPF) no âmbito do processo que apura supostas irregularidades na compra de caças suecos pelas Forças Armadas Brasileiras.

Lula tinha viagem internacional marcada hoje (26) para a Etiópia. Ele participaria  do Encontro Anual da União Africana, de combate à fome. O MPF entendeu que a viagem do ex-presidente poderia trazer riscos para investigação, como a fuga do país. No TRF4, outras ações foram protocoladas com a mesma intenção, mas até agora não haviam sido apreciadas.

Ficha limpa

A condenação deixa petista inelegível. Mas recursos podem garantir até o registro no Tribunal Superior Eleitoral para concorrer este ano. Porém, com base na Lei da Ficha Limpa, Lula pode se tornar inelegível.

A lei prevê que candidatos com condenação criminal a partir da segunda instância da Justiça ficam inelegíveis e não pode obter registro. Antes, a legislação só previa esse impedimento para condenações definitivas, na última instância. Esse caso, a decisão sobre o registro de candidatura será do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Com informações de Agência Brasil, Estadão e G1


LEIA MAIS
Defesa de Lula critica condenação
Antes do julgamento de Lula, líderes religiosos pediram por justiça
Lula é condenado por unanimidade