22.1 C
Vitória
quarta-feira, 6 julho 2022

Ludmila Ferber é homenageada por familiares, amigos e admiradores

Foto: Divulgação

“É uma noite de milagres, de colocar todo mundo de volta ao eixo do propósito. (…) Buscar a face de Deus é preciso”, disse a filha da cantora

Por Patricia Scott 

Um momento marcado por emoção e comoção. Para agradecer a Deus os anos que Ele concedeu de vida à pastora, amigos, familiares e admiradores da cantora estiveram reunidos no último dia 4 de fevereiro. O encontro aconteceu na Nova Igreja, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro. Devido à pandemia, o número de pessoas foi limitado. No entanto, o momento marcante teve transmissão online.

“Não tá fácil pra ninguém. Mas quando Deus está conosco, fica melhor. Ele ajuda a gente a respirar. Se não fosse Deus pra ajudar, realmente… Mas é o Senhor que faz a diferença. (…) Essa é uma noite de milagres, de colocar todo mundo de volta ao eixo do propósito. (…) Buscar a face de Deus é preciso”, ressaltou Daniela, uma das filhas de Ludmila. Ela cantou algumas canções da mãe, como “Sopra Espírito”, “Buscar Tua Face é Preciso”, “Recebe a Cura” e “Nunca Pare de Lutar”.

O pastor Bené Gomes contou que conheceu Ludmila, em 1988, quando ela se uniu ao Ministério Koinonya. “A gente fica feliz de ver que ela marcou a história de sua geração. (…) A pregação da Palavra é a coisa mais importante”.

Já Ana Paula Valadão gravou um vídeo emocionante para falar da amiga. “Escolhi o volante para falar da Mila porque eu venci o medo de dirigir, e ela fez parte dessa e de tantas outras superações na minha vida. (…) Ela ministrava a partir de sua própria fragilidade. (…) Sou muito grata. Sei que o Senhor já enxugou todas as lágrimas dela, que foram muitas, e vai enxugar as nossas também. Estamos num tempo de chorar, mas também de sermos consolados por tantas lembranças boas que cada um de nós tem com ela”.

Foto: Divulgação

O apóstolo César Augusto, da Igreja Fonte da Vida, enfatizou o legado de Ludmila. “As pessoas, muitas vezes, não entendem o que Deus está fazendo e o que Deus está profetizando sobre o futuro. O legado ninguém tira. O legado é o que a pessoa constrói durante a vida e, depois, quando ela parte, [o legado] fica”.

Ele salientou ainda que o adorador profético tem a capacidade de chegar diante do Pai para ouvir o que está no coração do Pai, e ele percebe essa mensagem. “Além de adorá-lo, ele traz essa mensagem do Pai. E eu dizia para a Mila: ‘você é uma adoradora profética’. O adorador profético, além de exaltar [a Deus], ele traz a mensagem do Senhor. (…) Deus deu tantas mensagens proféticas para a Ludmila. Esse país foi tão abençoado pelas mensagens proféticas. Escrever uma música profética não é pegar frases”, finalizou o apóstolo César Augusto. 

 

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se