19.9 C
Vitória
quarta-feira, 25 maio 2022

Líderes utilizam cada vez mais Big Data para alcançar novos membros

Foto: FreePik

“A igreja está empenhada em sair a qualquer custo para encontrar aquela ovelha perdida que precisa de ajuda”, afirma o Pr. Randy Frazee

Por Patricia Scott 

As igrejas, ao redor do mundo, têm buscado novas ferramentas para impulsionar a evangelização. Uma delas é a coleta de dados online com o intuito de alcançar o púbico desejado.

Dentro desse contexto, mais de 30.000 igrejas recorreram à Gloo, pequena empresa que coleta dados virtuais. Segundo relatório recente do Wall Street Journal, a empresa deseja que as igrejas utilizem Big Data, ou conjuntos de dados extremamente grandes, que pode ser analisados para mostrar padrões, tendências e associações vinculadas ao comportamento humano e às interações.

O objetivo da Gloo, de acordo com o The Christian Post, é que as igrejas tenham como alvo as pessoas da mesma maneira que grandes corporações como, por exemplo, Amazon, Google e Netflix, que utilizam Big Data para atingir os consumidores com bens e serviços.

“Ao ajudar igrejas e pessoas a se conectarem entre si e, então, potencializar essas conexões com as ferramentas certas, estendemos a capacidade da Igreja de alcançar, conhecer e mover todas as pessoas a quem serve”, diz o site da Gloo.

Muitas igrejas percebem que os esforços evangelísticos têm sido mais bem-sucedidos ao alcançar pessoas em crise. Então, o Big Data é utilizado para ajudar as igrejas a atingir as pessoas necessitadas, sejam por questões de casamento, dependência de drogas, depressão ou ansiedade.

A Westside Family Church, que fica próxima ao Kansas, usou o Gloo para alcançar pessoas que lutavam com a pandemia da Covid-19 e com problemas financeiros a partir de anúncios online. “A igreja está empenhada em sair a qualquer custo para encontrar aquela ovelha perdida que precisa de ajuda”, afirmou o Pr. Randy Frazee, líder da Westside, ao WSJ, que frisou ainda: “Há muitas pessoas que estão sofrendo e isoladas. Se você não for à igreja, a igreja irá até você”.

No material de marketing Data & The Church, a empresa explicou como os dados podem beneficiar as igrejas. “Vamos examinar o exemplo a seguir para explicar claramente. A análise de dados pode revelar que uma pessoa é espiritual e tem alta propensão para a depressão”, ressaltam e continuam: “Com esses insights, ela pode decidir fazer parte de um pequeno grupo na igreja, trabalhar com um terapeuta e interagir semanalmente com um personal trainer. Cada um desses desempenha um papel importante no crescimento e desenvolvimento daquele indivíduo”.

Os representantes da Gloo disseram que a empresa parou de usar dados de saúde mental em sua análise. No entanto, não explicaram como mapearam quais indivíduos apresentavam problemas de saúde mental. Eles também se recusaram a informar a fonte de captação dos dados, referindo-se a acordos de confidencialidade com os provedores terceirizados.

Com informações Christian Headlines 

 

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se