26 C
Vitória
quinta-feira, 7 julho 2022

Líderes religiosos pedem para Zuckerberg não criar Instagram Kids

Foto: Reprodução

Na carta, enviada ao CEO da Meta, é enfatizado os problemas que a rede social pode causar aos pequenos, que ainda possuem “cérebros imaturos” 

Por Patricia Scott 

Mais de 70 líderes religiosos solicitaram ao CEO da Meta, Mark Zuckerberg, que encerre o projeto da empresa de lançar uma versão do Instagram exclusiva para crianças. A carta foi enviada, nesta terça-feira (8), por intermédio do grupo de advocacia Fairplay e sua rede Children’s Screen Time Action Network, segundo a Reuters.

“Depois de muita meditação e oração, afirmamos que as plataformas de rede social que visam cérebros imaturos, praticam mineração de dados antiética e são inspiradas pelo lucro não são uma ferramenta para o bem maior das crianças”, ressalta trecho da carta, que pede para que Zuckerberg reconheça as preocupações espirituais e seculares em relação ao Instagram Kids.

Vale salientar que a Meta enfrenta muita polêmica em torno da criação de uma versão infantil do Instagram. A empresa é criticada por entidades ligadas aos direitos das crianças, como também por parlamentares e membros da sociedade civil.

Documentos vazados do Facebook, em 2021, apontaram que a Meta sabia que há problemas no Instagram, que podem causar danos à saúde mental de adolescentes. No entanto, não tomou nenhuma providência. Depois, a empresa divulgou que adiou os planos para a criação do Instagram Kids. No entanto, não informou oficialmente a desistência do projeto.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se