19.9 C
Vitória
sábado, 19 junho 2021

Líder da ONU elogia cessar-fogo entre Gaza e Israel

Guterres expressou condolências às famílias das vítimas da violência assim como a seus entes queridos

Por Marlon Max

De acordo com autoridades de saúde em Gaza, o conflito, que começou em 10 de maio, resultou na morte de 232 palestinos, incluindo 65 crianças. Mais de 1.900 ficaram feridos em ataques aéreos israelenses que visavam líderes de Gaza e redes de túneis subterrâneos.

Para o chefe das Nações Unidas, Gaza é uma parte integral do futuro de um Estado Palestino e por isso acredita que tudo deva ser feito para produzir uma reconciliação nacional que acabe com as divisões, explicou.

Guterres sublinhou também que há um compromisso profundo da ONU em trabalhar com israelenses e palestinos e com os parceiros internacionais e regionais, com a atuação do Quarteto do Oriente Médio —  que é composto pela Organização das Nações Unidas, a União Europeia, a Rússia e os Estados Unidos, para retornar ao caminho de negociações que terminem com a ocupação.

Ainda de acordo com Guterres, o ideal seria um passo que permita ainda a criação de dois Estados sob as bases dos acordos de 1967, de resoluções da ONU e de tratados mútuos e do direito internacional. Nas últimas décadas diversas tentativas de acordo permanente de paz e territorial foram tentado na região, mas até o momento, sem sucesso.

O cessar-fogo foi intermediado pelo Egito e foi aceito pelo Gabinete israelense em votação unânime. Um porta-voz do Hamas disse: “a resistência palestina se comprometerá com este acordo enquanto a ocupação estiver comprometida.”

Com informações da ONU – Perspectiva Global 

 

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se