28.2 C
Vitória
quarta-feira, 1 abril, 2020

Cai o número de leitos hospitalares no Brasil

- Continua após a publicidade -

Mais lidas

Organização das Olimpíadas faz parceria com OMS

Governo do Japão e promotores dos Jogos de Tóquio estreitam laços com a Organização Mundial da Saúde para que coronavírus não comprometa em 2021

Elenco do Barcelona vai reduzir salários em 70%

Em comunicado oficial, Messi informou que o elenco do clube reduzirão seus salários em 70% enquanto continuar o estado de alarme na Espanha

Em tempos de isolamento, Santa Ceia ‘delivery’?

Em uma iniciativa inédita no Brasil, uma igreja de Campo Grande (MS), realizou a ceia delivery. "As pessoas estão alegres, felizes e se sentindo valorizadas’, afirma o pastor Edson

Coronavírus: ONGs doam cestas básicas em São Paulo

Visão Mundial, Igreja Batista de Águia Branca, em SP e projeto Novos Sonhos, da Junta de Missões Nacionais estão ajudando famílias paulistas que perderam renda na quarentena, por conta do coronavírus

É o que aponta o estudo da Confederação Nacional de Municípios. Em 10 anos, o país contava com 2,4 leitos (SUS e não-SUS) para cada mil habitantes. Hoje o índice está em 2,1 leitos

Um levantamento divulgado nesta terça (23) pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM) aponta que em dez anos o Brasil perdeu 40 mil leitos do Sistema Único de Saúde (SUS).

Em 2008, o total de leitos na rede pública era de 344.573. Em 2018, o total chegava a 303.185. A redução atingiu principalmente a pediatria e a obstetrícia de hospitais públicos.

De acordo com dados do estudo, é importante destacar os diferentes comportamentos na comparação quantitativa separadas em dois grupos: leitos SUS e não SUS.

“Enquanto o primeiro teve mais fechamentos que habilitações, o segundo grupo mostrou um aumento de aproximadamente 18.300 unidades. Isso significa que os leitos públicos diminuíram mais drasticamente”, destacou a CNM que usou a base de dados do próprio Ministério da Saúde para lançar o estudo.

Segundo a pesquisa, em 2008, o Brasil contava com 2,4 leitos (SUS e não SUS) para cada mil habitantes. Caiu para 2,1 leitos na mesma proporção de pessoas em 2018.

“Considerando a quantidade de leitos hospitalares segundo especialidade, identifica-se que os leitos denominados ‘outras especialidades, pediátricos e obstétricos’ apresentaram uma redução considerável”, apontou o levantamento.

Governo

Por meio de nota, o Ministério da Saúde informou que a redução de leitos públicos não afetou a oferta assistencial e a produção aprovada nos sistemas de informação do SUS. A quantidade de internações aprovadas no sistema em 2008, segundo a pasta, foi de 11,1 milhões e, em 2017, de 11,6 milhões.

Nesse mesmo período, a produção ambulatorial, de acordo com o documento, cresceu 34%, passando de 2,9 bilhões de procedimentos ambulatoriais para 3,9 bilhões.

“A redução de leitos de internação segue tendência mundial de desospitalização – com os avanços tecnológicos, tratamentos que exigiam internação passaram a ser feitos no âmbito ambulatorial e domiciliar, com ampliação da atenção básica e de ações de prevenção e promoção. Dados da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) apontam que o Reino Unido e Canadá, países que servem como referência para o SUS, apresentaram quedas de leitos hospitalares de 26% e 20,5%, respectivamente”, informou o ministério.

O ministério informou investir na habilitação de leitos de Unidade Terapia Intensiva (UTI), que exigem maior estrutura e esforço profissional, assegurando recursos federais para ampliação da oferta no SUS.

Em dez anos, de acordo com a nota, o número de leitos de UTI no país aumentou 66,4%, passando de 26.725 em 2008 para 44.484 em 2018. Dessa forma, do total de leitos exclusivamente SUS (332.089), 21.658 são de terapia intensiva, representando mais de 50% do total de leitos de UTI habilitados no país.

*Com informações da Agência Brasil


Leia mais

Novas regras dos planos de sáude
Saúde no trabalho: bata esse ponto!
Monitore sua saúde pela palma da mão

- Continua após a publicidade -

Revista Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

Live: “As perguntas cruciais a serem respondidas na crise”

Um dos 25 melhores CEO’s dos EUA, Craig Groeschel fará nesta quinta-feira (02), às 10h30, uma Live exclusiva para o Brasil com tradução simultânea

Vigília online ‘Há uma Luz’: um clamor contra o covid-19

Para levar paz e esperança à população afetada pela pandemia global da Covid-19, a plataforma cristã, InChurch, organizou a vigília online “Há uma Luz” nesta quarta (1º).

26 de março: live – Como inovar na igreja em tempos de disruptura

Nesta quinta (26), as 19h, vai acontecer a primeira live da série "O efeito da liderança na crise” com Josué Campanhã, diretor da Envisionar e Thiago Faria

Novo Som faz show online

Devido a quarentena por causa do coronavírus, a banda vai estar ao vivo no sábado (28) a partir das 20h. Será transmitido pelo Instagram e Facebook

Receber notícias

Gostaria de receber notícias em primeira mão? Assine gratuitamente agora:

Plugue-se

Gospel Challenge: o desafio do melhor clipe! Aberta votação

Projeto inédito realizado pela Sony Music, o Gospel Challenge, que vai até 24 de abril, traz vários desafios para os cantores. Público também pode escolher o melhor clipe por votação. Saiba como!

“Superação” é o 10º álbum de carreira de Damares

"Superação" é o primeiro projeto musical no formato digital de Damares. Novo álbum terá 12 faixas. E já está disponível nas plataformas de streaming

Programas on-line para mentoreamento de homens e mulheres

Ministérios vão transmitir série de lives com objetivo de fortalecer as famílias e oferecer aos pastores, líderes e cônjuges ferramentas para o cuidado intencional, discipulado e mentoreamento

Vem aí o Festival de Cinema Cristão 2020

Entre as novidades do Festival desse ano estão a abertura para a categoria de filmes para surdos e mudos. Inscrições começam dia 1º de abril e vão até 30 de junho