Lavrador missionário: “temos que evangelizar”

lavrador_missionário-1
Foto: Reprodução

O lavrador, que mora no interior do Espírito Santo, precisa cuidar da casa e dos dois filhos pequenos

Ao menos oito horas por dia, o lavrador Sandro Pereira se dedica a capitar e plantar em uma das propriedades rurais de Água Branca, interior do Espírito Santo. Além do trabalho pesado, ele ainda cuida sozinho da casa e dos dois filhos pequenos, depois da esposa ter deixado a família.

Mas, mesmo com tantas atividades, o lavrador não abre mão de evangelizar pessoas. “Minha rotina é corrida. Faço papel de pai e mãe, coloco os meninos para a escola, trabalho na roça e, no final do dia, ainda dou estudos bíblicos”, conta.

Evangelismo

O envolvimento de Sandro com o evangelismo começou há dez anos, logo após o seu batismo. Em 2019, ele manteve uma média de três estudos bíblicos por semana. Além de ter um dia reservado para suas reuniões do seu pequeno grupo.

E para evangelizar, Sandro usa sua moto. Percorre cerca de 10 km para levar a mensagem a quem ainda não conhece. Oito pessoas foram batizadas no ano passado, frutos diretos desse trabalho.

“Todos nós temos nossas lutas, dificuldade e provações. Mas se formos olhar isso, a gente nunca fala do amor de Deus para as pessoas. Temos que, mesmo em meio ao cansaço e as lutas, nos esforçar para sair e evangelizar”, explicou.

Conheça mais a história do lavrador misisonário