back to top
26.9 C
Vitória
quarta-feira, 29 maio 2024

Juventus sofre punição por atos racistas contra Lukaku

Romelu Lukaku se pronunciou na quarta-feira e pediu à Liga Italiana de Futebol que tomasse medidas para punir os responsáveis

A Juventus foi punida pela Liga Italiana por causa de cânticos racistas proferidos por parte de sua torcida ao atacante Lukaku, da Inter de Milão. O incidente aconteceu no confronto válido pela partida de ida da semifinal Copa da Itália, ocorrido na última terça-feira. O saldo do episódio é o fechamento do setor sul do estádio da equipe de Turim, que ficará fechado por um jogo.

Pivô da confusão, Lukaku foi punido com um segundo cartão amarelo depois de o ábitro entender que ele provocou adeptos da Juventus na comemoração. Após converter o pênalti que garantiu o empate de 1 a 1, nos acréscimos, o artilheiro levou o dedo aos lábios como se quisesse silenciar o estádio e bateu continência com a outra mão. O jogador alega que a comemoração, já realizada por ele em outra ocasião, é uma homenagem ao colega de seleção Comrade Doku, que celebra gols dessa maneira e não foi convocado pela Bélgica na última Data Fifa porque está lesionado.

Além de ter sido respondido com gritos racistas que vieram das arquibancadas, o gesto irritou os jogadores da Juventus e o clássico terminou em pancadaria. O tumulto gerou ainda as expulsões do atacante Juan Cuadrado, da Juventus, e a do goleiro Handanovic, da Inter. O centroavante da equipe de Turim levou um gancho de três partidas, enquanto o arqueiro pegou uma partida de suspensão. Cada atleta ainda foi multado em dez mil euros (pouco mais de R$ 55 mil.)

A punição acaba prejudicando a Inter na para a partida de volta, já que seu atleta vai ficar de fora do duelo que define uma das vagas para a decisão da Copa da Itália. O embate está marcado para o dia 26 de abril, uma quinta-feira.

- Continua após a publicidade -

Romelu Lukaku se pronunciou na quarta-feira e pediu à Liga Italiana de Futebol que tome medidas para punir os responsáveis. “A história se repete. Passei por isso em 2019, e agora novamente em 2023”, escreveu o jogador de 29 anos em sua página no Instagram, lembrando do episódio em que torcedores do Cagliari imitaram macacos para provocá-lo em seu primeiro ano no futebol italiano. “Eu espero que a Liga realmente tome ações de verdade desta vez porque esse lindo jogo deve ser aproveitado por todos. Agradeço a vocês pelas mensagens de apoio. F… o racismo”, completou.

A Inter chegou a pedir que o segundo amarelo seja invalidado, usando como argumento o precedente do nigeriano Ademola Looka, jogador do Atalanta que recebeu amarelo, no ano passado, por causa de uma celebração considerada provocativa, mas teve a punição retirada após nova avaliação. A Juventus, por sua vez, prometeu colaborar na identificação dos racistas. Sem citar Lukaku a Liga Italiana de Futebol emitiu um comunicado no qual diz que “condena qualquer episódio de racismo e todas as formas de discriminação”.

Com informações Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Publicidade

Comunhão Digital

Publicidade

Fique por dentro

RÁDIO COMUNHÃO

VIDA E FAMÍLIA

- Publicidade -