27.5 C
Vitória
terça-feira, 26 janeiro 2021

Justiça bloqueia R$ 420 mi e manda PF fazer buscas contra ex-fiscal da Receita

A Receita informou que iniciou investigação sobre o ex-servidor em 2015, tendo identificado suposto esquema de sonegação de tributos

A Polícia Federal (PF), a Receita e Ministério Público Federal (MPF) deflagraram na manhã desta quarta-feira, 11, a Operação Coletor para investigar supostos crimes de lavagem de dinheiro, sonegação fiscal e ato de improbidade administrativa, que teriam sido cometidos por ex-auditor-fiscal da Receita Federal em conluio com seu grupo familiar.

Agentes cumprem 13 mandados de busca e apreensão, em São Paulo, Sorocaba, Araçoiaba da Serra, Ibiúna e Guarujá, cidades paulistas. As ordens foram expedidas pela juíza Fabiana Alves Rodrigues, da 10ª Vara da Justiça Federal em São Paulo, que determinou ainda o bloqueio de contas bancárias dos investigados, além de veículos e mais de 130 imóveis, até o limite de R$ 421.175.847,23.

Segundo o Fisco, o valor é equivalente ao patrimônio do ex-servidor “construído com indícios de irregularidades”. No início deste ano, o investigado foi expulso por determinação da Corregedoria da Receita em razão de improbidade administrativa, informou o fisco.

A Receita informou que iniciou investigação sobre o ex-servidor em 2015, tendo identificado suposto esquema de sonegação de tributos mediante a omissão da verdadeira origem dos recursos auferidos, além de “um sofisticado sistema de lavagem de dinheiro teria sido construído com o uso de 52 empresas, todas com atuação preponderante no ramo imobiliário”.

“A criação de tantas empresas visava fragmentar entre elas o patrimônio imobiliário do investigado, dificultando a atuação do Fisco. Para dar aparência de legalidade, uma parte dos tributos incidentes era recolhida. Os recursos eram divididos como supostos lucros lícitos aos sócios. A Receita Federal identificou, inclusive, empresas que distribuíram lucros em valores maiores do que os movimentados em suas contas bancárias”, informou o Fisco.

Em 2018 foi instaurado inquérito policial sobre o caso na Delegacia de Polícia Federal em Sorocaba para apuração de possíveis crimes de lavagem de dinheiro, evasão de divisas, associação criminosa, dentre outros. O objetivo da Operação Coletor é juntar provas acerca de possível crime de lavagem de dinheiro, tendo por base eventuais crimes antecedentes de corrupção passiva, sonegação fiscal ou outros crimes contra a Administração Pública, afirmou a PF.

A corporação indicou que o nome da operação, “Coletor”, faz menção à “denominação utilizada, no passado, para designar arrecadadores de tributos”. (AE)

- Publicidade -

Matérias relacionadas

PF faz operação para investigar ameaças a ministros do STF

O alvo da operação foi um morador da cidade de Paranatinga (MT) identificado no Twitter como Ezequiel Souza Lopes

PF faz operação em 14 Estados contra fraudes

Os trabalhos de investigação do grupo consistem no processamento de pagamentos indevidos e tentativas de cadastramento irregulares

PF investiga superfaturamento na compras de máscaras

o Ministério Público de Contas do Estado observou superfaturamento por parte dos fornecedores, totalizando prejuízo de R$ 724.620,00

O STF definirá como será depoimento de Bolsonaro

Na avaliação do ministro, o direito ao silêncio só pode ser exercido após a definição de data, horário, local e modalidade do interrogatório

Bolsonaro abre mão de depoimento presencial

A controvérsia em torno da forma como deveria ser o depoimento do presidente da República gerou desgaste não apenas entre o STF

PF faz ‘maior operação do ano’ contra o tráfico

Durante as investigações, que começaram em 2017, foram apreendidas 50 toneladas de cocaína nos portos do Brasil, da Europa e da África

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

Encontro para a Consciência Cristã em fevereiro; Saiba mais!

Pela primeira vez em mais de duas décadas, o tradicional encontro para a Consciência Cristã será realizado online.

The Send online será neste sábado, 9

Um dos maiores eventos de louvor, adoração evangelismo no mundo, o The send, costuma reunir milhares de pessoas. Saiba mais!

Passion Conference no último dia do ano; Saiba mais!

O cantor Fernandinho é o único artista brasileiro a participar da Passion Conference. Saiba mais!

Aulas criativas e transformadoras sobre a Bíblia

Para quem ensina a Bíblia, mas tem dificuldade no preparo das aulas, um workshop gratuito será apresentado pelo pastor Lécio Dornas, em janeiro. Saiba mais!
- Publicidade -

Plugue-se

Glorify, o app para meditações e devocional diário

Criado em 2019 na Inglaterra, o app Glorify acaba de chegar ao Brasil na versão em português. Trata-se de um app voltado para reflexões, meditações guiadas, orações e passagens bíblicas.

Fé na caminhada cristã! Fernandinho batiza os filhos

Ao lado do pastor Rodrigo Oliver, Fernandinho batizou seus filhos neste domingo, 17 e escreveu no instagram: "Um dos melhores dias das nossas vidas", escreveu o artista.

Vietnã ganha a primeira Biblioteca pública cristã

Vietnã ocupa a 19 colocação na Lista Mundial da Perseguição de 2021, da Portas Abertas. Saiba mais!

“A Deus seja a glória”, Nani Azevedo sai do hospital

Internado há vários dias por complicações de covid-19, o cantor Nani Azevedo recebeu alta hospitalar nesta sexta-feira, 15.