Julho amarelo lembra as hepatites virais

Foto: Reprodução

Dia 28 de julho é celebrado o Dia Mundial de Luta contra as Hepatites Virais. Para todos os tipos de hepatites, o Sistema Único de Saúde oferece tratamento gratuito

Dados divulgados pelo Ministério da Saúde apontam que no Brasil mais de 70% das mortes por hepatites virais são decorrentes da Hepatite C, seguido da Hepatite B, com 21,8% e a Hepatite A, com 1,7%. Visando reduzir os índices no início do ano foi instituído no país o ‘Julho Amarelo’. A Lei 13.802 sancionada prevê que o mês seja voltado para a luta contra as hepatites virais.

De acordo com a Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) de Santa Catarina o principal objetivo é estimular as pessoas a se vacinarem contras as hepatites A e B e a buscarem o diagnóstico precoce. Em Santa Catarina foram distribuídos 969.100 testes rápidos para hepatite B e 985.875 para hepatite C. Para todos os tipos de hepatites, o Sistema Único de Saúde oferece tratamento gratuito.

Segundo a enfermeira e coordenadora do Programa de Hepatites Virais da Administração Municipal, Fabiana de Brida, a cidade de Criciúma é a terceira no estado que apresentou casos novos. Em 2018 foram 69 casos novos de Hepatite C e 37 casos novo de Hepatite B. Durante 30 dias no mês de julho do ano passado surgiram 24 casos novos (17 de Hepatite C e 7 de Hepatite B).

“Orientamos que a população procure a unidade de saúde para fazer os testes, a vacina e receber as orientações”, ressaltou.

Testes rápidos

Através dos testes rápidos é possível saber em até 30 minutos se você tem algum tipo de hepatite, sem a necessidade de realizar exames laboratoriais. Para fazer o teste é só procurar uma unidade de saúde. O exame é feito com a coleta de uma gota de sangue da ponta do dedo, depois é só esperar o resultado e iniciar o tratamento, caso seja necessário.

Transmissão

Hepatite B: É transmitida pelo sangue e/ou nas relações sexuais sem preservativo. É possível contrair a doença por meio do compartilhamento de objetos como agulhas e seringas, lâminas de barbear, materiais cirúrgicos e odontológicos, materiais de manicure sem adequada esterilização ou por meio de materiais para confecção de tatuagens e colocação de piercings.

Hepatite C: É transmitida pelo sangue, uso de drogas com compartilhamento de seringas, agulhas e canudos de inalação e materiais perfurocortantes contaminados. Quem recebeu transfusão de sangue e/ou hemoderivados antes de 1993 deve fazer o teste.

Saiba mais

Fonte: Dive


Leia mais

“Julho amarelo” – Será o mês de combate à hepatite viral