26 C
Vitória
quarta-feira, 6 julho 2022

Josué Gonçalves: “Casamento exige mudanças radicais”

casamento12
Foto: Unsplash

O casamento na atualidade nos remete a refletir nas diferenças entre os cônjuges, nas responsabilidades de cada um sabendo da suas obrigações dentro do matrimônio

Por Marlon Max

O casamento é repleto de surpresas, muitas delas não são agradáveis e chegam a abalar as estruturas do matrimônio. Porém, como diz o dito popular “ninguém se casa pensando em se separar”. Apesar da verdade que esse saber popular carrega, a realidade é que a cada ano mais casais se separam, por motivos adversos, sendo alguns mais graves do que outros.

O pastor e terapeuta familiar, Josué Gonçalves, destaca que é totalmente possível superar as diferenças e viver a vida a dois e escrever uma história digna de ser contada pelos filhos e gerações vindouras. “Não é difícil casar, o complicado é permanecer casado e feliz”, alerta.

De acordo com Gonçalves, o casamento exige mudanças radicais. São essas mudanças que remodelam o casal e pavimentam um caminho longo de amor mútuo, respeito e felicidade. O pastor destaca três mudanças urgentes que precisam ocorrer nos casamentos.

Pastor Josué Gonçalves (Foto: Reprodução)
Pastor Josué Gonçalves // Foto: reprodução

A primeira, é se desprender da vida passada, sob a tutela dos pais e deixar nascer uma nova dinâmica à dois, sem a interferência de terceiros. “A Bíblia é clara quando diz: por isso deixa o homem o seu pai e sua mãe e se une a sua mulher”, cita. Deixar o lar dos pais acontece em três instância, argumenta o pastor: é um deixar geográfico, emocional e financeiro. “Esse é o segredo para começar a escrever uma história a dois digna de ser contada”, frisa.

A segunda mudança que o casamento exige, esclarece Gonçalves, é assumir a família do outro como parte da história que vão escrever. “É impossível casar sem levar a família do outro junto. Casamento é como comprar um CD, você gosta de uma música, mas leva todas as outras junto”, explica.

Casar é unir famílias, é tornar duas famílias em uma. O pastor Josué é direto ao dizer que é incoerente dizer para o cônjuge: “eu te amo, mas odeio sua mãe”. A vida do casal estará diretamente ligada à vida de suas famílias. Essa é uma oportunidade de honrar, melhorar e construir novos capítulos das famílias de origem. “É o casal que levará adiante os princípios da família, recai sobre o casal a responsabilidade de nutrir bons relacionamentos e assim escrever uma história de união e amor pelas famílias”, destaca.

A terceira mudança que o casamento exige e impõe é compartilhar a vida com o outro respeitando as diferenças. “Sem compreensão das diferenças, a gente acaba construindo nosso próprio inferno”, ressalta Josué Gonçalves. Segundo o pastor, as diferenças não devem ser somente respeitadas, mas celebradas como um fator de enriquecimento do casal. “Essa mudança impõe que haja perdão, paciência e humildade para aprender com as diferenças entre o casal, não é motivo para discórdia, pelo contrário, é da onde surgem as melhores qualidades do casal”, explica.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se