Wellington Jr. toma posse na CGADB

Em uma postagem na sua página no Facebook, o pastor Wellington Júnior celebrou a decisão do juiz Thomas de Souza e Melo

Depois de um conturbado processo eleitoral, a Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB) nomeou sua mesa diretora, que tem o pastor José Wellington Junior como novo presidente.

Em uma postagem na sua página no Facebook, o pastor Wellington Júnior celebrou a decisão do juiz Thomas de Souza e Melo, da 1ª Vara Civil do Rio de Janeiro, que reconheceu a validade das eleições da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB). Ele postou uma foto ao lado de seu pai, o Pr. José Wellington, com a frase: “A alegria do Senhor é a nossa força”.

Ainda na postagem ele escreveu: “A decisão foi anunciada e temos a honra de comunicar a vitória do Pastor Wellington Junior para a presidência da mesa diretora pra o próximo quadriênio (2017-2021), eleito com 14.675 votos”, diz a postagem.

A decisão finaliza disputa jurídica que pedia a anulação primeiramente da candidatura do pastor Wellington Júnior, seguindo para a sua eleição com a maioria dos votos no pleito do dia 9 de abril de 2017. A CGADB descumpriu uma série de decisões judiciais, desde as que impedia Wellington Junior de concorrer ao cargo, até a participação de um interventor judicial que teria que acompanhar o pleito, eleição esta suspensa por um juiz.

Porém, durante o julgamento dos casos, o juiz entendeu que não houve fraude no processo eleitoral por meio de provas que foram apresentadas pela CGADB. E conforme foi acordado, o juiz liberou a nomeação dos eleitos.

Entre os vários processos abertos que foram remetidos à comarca de Madureira, o juiz entendeu que: novas eleições não seria viável, seria prejudicial e ainda insegurança para a Convenção; suspender as eleições “não se sustenta por lastreada em inexistente descumprimento judicial”; as eleições transcorreram dentro da normalidade; e, por fim, não pode ser presumida a fraude.

“Decido: Reconhecer a validade do pleito realizado aos 09/04/2017, autorizando a posse dos eleitos para os cargos da mesa diretora e conselho fiscal, de acordo com cronograma estabelecido pela própria entidade”, declarou o juiz.

Novas etapas

Embora a decisão tenha saído e os eleitos tomado posse, o caso pode estar longe de um final. Samuel Câmara, que teve menos votos que Wellington Jr., vai recorrer. “Amigos e irmãos, ante a decisão judicial, quero tranquilizá-los de que estou em paz e firmados em Deus! Claro que haverá recurso desta decisão. Não esperávamos essa decisão porque o juiz contrariou tudo o que havia dito no passado. Agora vamos para a briga no Tribunal”, disse.

Entenda o caso

O pastor José Wellington Júnior, filho do atual presidente, havia sido retirado da disputa pelo cargo em 8 de fevereiro pelo juiz Levine Raja Gabaglia Artiaga, que cassou por meio de liminar sua candidatura e também afastou o presidente e vice-presidente da comissão eleitoral Antonio Carlos Lorenzetti de Melo e Wilson Pinheiro Brandão. Porém, na sexta- feira (7) conseguiu voltar a disputa após nova liminar, emitida por tribunal do Rio de Janeiro.

O Supremo Tribunal de Justiça decidir juntar no fórum de Madureira, no Rio de Janeiro, os 14 processos em andamento. Nesta sexta, o Juiz Thomas Souza decidiu manter todas as intervenções e punições em caso de desobediência ou obstrução da justiça, e o cancelamentos das inscrições irregulares. Também devolveu a José Wellington da Costa Jr. o direito de concorrer no pleito de domingo.

Mas novo capítulo na batalha jurídica no pleito pelo comando da CGADB teve lugar na manhã deste domingo (9), dia da eleição. A juíza Angélica dos Santos Costa, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, emitiu uma nova liminar, determinando a suspensão das eleições da mesa diretora e do conselho fiscal da Convenção Geral das Assembleias de Deus do Brasil (CGADB).

Ela determina que deve “ser designada nova data com a observação de todas as ordens judiciais proferidas.”

“Determino a suspensão das eleições da Mesa Diretora e do conselho fiscal da Convenção Geral das Assembleias de Deus do Brasil para o quadriênio 2017/2021, devendo ser designada nova data com observação de todas as ordens judiciais proferidas”.

Ainda de acordo com a juíza Angélica dos Santos Costa em sua decisão, “o periculum in mora (A) evidencia-se no ambiente de instabilidade política e social que o ato atacado pode provocar se levado à deliberação na data designada, especialmente considerando o descumprimento a comandos judiciais”.

A magistrada afirmou ainda que ao analisar os requisitos para a concessão da liminar, observou que o fumus boni juris (B) demonstrado pelo impedimento do administrador judicial ao processo eleitoral, tendo em vista que a justiça nomeou um interventor judicial (Dr. Márcio José de Oliveira Costa), para comandar o processo eleitoral, no entanto, o mesmo não teria tido acesso aos processos.

Confira a lista dos eleitos

PRESIDENTE:
PASTOR WELLINGTON JUNIOR – 14.675 votos (Eleito)
PR SAMUEL CÂMARA – 8.145 votos
CÍCERO TARDIM – 108 votos
Votos em Branco: 91

1º VICE-PRESIDENTE – REGIÃO CENTRO-OESTE:
PASTOR SEBASTIÃO RODRIGUES DE SOUZA – 14.547 votos (Eleito)
PR ANTONIO DIONÍZIO – 8.126 votos
Votos em Branco: 346

2º VICE-PRESIDENTE – REGIÃO NORTE:
PASTOR GILBERTO MARQUES – 14.725 votos (Eleito)
PR ISAMAR PESSOA RAMALHO – 7.822 votos
Votos em Branco: 472

3º VICE-PRESIDENTE – REGIÃO NORDESTE:
PASTOR PEDRO DAMASCENO – 15.288 votos (Eleito)
PR JOESER SANTANA – 6.842 votos
PASTOR IRAN TOMAZ – 396 votos
Votos em Branco: 493

4º VICE-PRESIDENTE – REGIÃO SUDESTE:
PASTOR TEMÓTEO RAMOS – 14.459 votos (Eleito)
PR SAMUEL RODRIGUES – 6.479 votos
PR. JESIEL PADILHA – 1224 votos
PASTOR GESSÉ ADRIANo – 459 votos
Votos em Branco: 398

5º VICE-PRESIDENTE – REGIÃO SUL:
PASTOR PERCI FONTOURA – 15.326 votos (Eleito)
PR IVAL TEODORO DA SILVA – 7.241 votos
Votos em Branco: 452 votos

1º SECRETÁRIO – REGIÃO CENTRO-OESTE:
PASTOR ELIENAI CABRAL – 16.031 votos (Eleito)
PR GEOVANI NERES – 6.700 votos
Votos em Branco: 288

2° SECRETÁRIO – REGIÃO NORTE:
PASTOR PEDRO ABREU DE LIMA – 13.826 votos (Eleito)
PR JÔNATAS CÂMARA – 8.290 votos
PASTOR BARRINHO DO PARÁ – 494 votos
Votos em Branco: 409

3º SECRETÁRIO – REGIÃO NORDESTE:
Pr. Roberto José dos Santos – 14.755 votos (Eleito)
Pr. Raul Cavalcante – 6.694 votos
Pr. Everaldo da Paraíba – 1.131 votos
Votos em Branco: 439 votos

4º SECRETÁRIO – REGIÃO SUDESTE:
PASTOR ALBERTO SERAFIM – 13.979 votos (Eleito)
PR CARLOS ROBERTO SILVA – 7.474 votos
PR. NILSON O ABENÇOADO – 946 votos
Votos em Branco: 620

5º SECRETÁRIO – REGIÃO SUL:
PASTOR ADALBERTO DUTRA – 14.687 (Eleito)
PR JOSUÉ CIPRIANO – 7.765 votos
Votos em Branco: 567

1º TESOUREIRO:
PASTOR ÁLVARO SANCHES – 15.195 votos (Eleito)
PR IVAN BASTOS – 7.378 votos
Votos em Branco: 446

2º TESOUREIRO:
PASTOR NEHEMIAS ARAÚJO – 14.814 votos (Eleito)
PR JONAS FRANCISCO DE PAULA – 7.650 votos
Votos em Branco: 555

3º TESOUREIRO:
PASTOR EDSON VICENTE – 13.643 votos (Eleito)
PR ADAILTON ARAÚJO – 6.437 votos
PR. ALEXANDRE GUEDES – 1.664 votos
PR. ANTONIO MANOEL – 674 votos
Votos em Branco: 601

CONSELHO FISCAL 1ª REGIÃO – REGIÃO CENTRO OESTE:
PASTOR RINALDO ALVES – 14.212 votos (Eleito)
PR EFRAIM DE MOURA – 7.067 votos
PASTOR JEZIEL GUSMÃO – 1.140 votos
Votos em Branco: 600

CONSELHO FISCAL 2ª REGIÃO – REGIÃO NORTE:
PASTOR PAULO MARTINS NETO – 14.855 (Eleito)
PR ENALDO BRITO – 7.569 votos
Votos em Branco: 595

CONSELHO FISCAL 3ª REGIÃO – REGIÃO NORDESTE:
PASTOR ISRAEL FERREIRA – 14.221 votos (Eleito)
PR EDUARDO LEANDRO – 7.122 votos
PR. ORLEDE – 1.078 votos
Votos em Branco: 598

CONSELHO FISCAL 4ª REGIÃO – REGIÃO SUDESTE:
PASTOR LUIZ CEZAR MARIANO – 14.987 votos (Eleito)
PR OTONI DE PAULA – 7.454 votos
Votos em Branco: 578

CONSELHO FISCAL 5ª REGIÃO – REGIÃO SUL:
PASTOR JAMIR BRITO – 14.470 votos (Eleito)
PR PAULO TERRA – 7.838 votos
Votos em Branco: 711

NOTA DO EDITOR
Como um veículo de comunicação cristão, a revista Comunhão deseja que esse processo seja resolvido da melhor forma possível.

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!