26 C
Vitória
terça-feira, 18 janeiro 2022

John Piper: o que a Bíblia diz sobre anjos e como atuam hoje?

“Não vos esqueçais da hospitalidade, porque por ela alguns, não o sabendo, hospedaram anjos”

Por Marlon Max

O renomado e teólogo pastor John Piper esclareceu durante episódio do seu podcast sobre o que a Bíblia diz sobre anjos (em inglês) e como eles atuava e ainda atuam. Em sua introdução, Piper usa o texto de Hebreus 13:2 para elaborar uma visão inicial desses seres celestiais. Ele apresenta a ideia bíblica de que Deus envia pessoas para atuar em nome Dele em determinadas situações. “Não sabendo, hospedaram anjos”, diz o pastor.

O teólogo explica para um dos ouvinte que há diferenças narrativas no Novo e Antigo testamento quando se fala de atividades angelicais. Piper esclarece que em cada tempo os anjos atuavam conforme a ordem de Deus para um propósito específico.

No Antigo Testamento, disse o pastor, “os anjos são mensageiros de Deus, são protetores do povo de Deus, são obedientes e fazem inúmeras coisas em resposta às ordens de Deus”. O cenário descrito por Piper envolve passagens bíblicas como Juízes 13:3, Salmos 34:7 e Daniel 6:22, entre outros.

“O Novo Testamento começa com uma grande onda de atividades angelicais em torno do nascimento de Jesus em Mateus e Lucas, relatados em (Mateus 1:20-25; Lucas 1:26-38; 2:8-14), e então há alguma atividade dos anjos durante a vida de Jesus (Marcos 1:13; Lucas 22:43)”, explica.

graficos ação dos anjos-01

Após elabora a vasta atividade de anjos em passagens bíblicas, Piper esclarece que não há como saber qual a atividade ou designação dos anjos nos dias atuais. Segundo o teólogo, a Bíblia não relata ou promete nenhuma atividade angelical para os dias de hoje. Mas isso não é motivo para desânimo, alerta.

“Você se volta para as cartas de Paulo, Tiago, João, Pedro e Judas, e não há nenhum ensino sobre a função dos anjos em nossa experiência atual, como mensageiros ou protetores. E eu só posso dizer que isso é incrível. E o mínimo que pode significar é que não precisamos saber. Essa é a minha conclusão”, disse.

Entendimento para os dias atuais

John Piper lembra que Jesus prometeu que as portas do inferno não resistiriam à Igreja. “Jesus está fazendo isso, não os anjos. Todo esse ensino sobre a proximidade do próprio Cristo nesta era, junto com a presença do Espírito Santo, é tão avassalador e glorioso, que substitui qualquer lugar de destaque que a atividade angelical na vida dos cristãos pudesse ter”, comentou.

Mesmo assim, o pastor ponderou que é preciso ter cautela na avaliação do tema: “dizer que não há lugar de destaque ou que o conhecimento sobre as atividades deles não é essencial, não significa que não haja lugar para os anjos, em nosso tempo”, frisa.

“O livro de Hebreus, de onde vem esta pergunta, é também o lugar onde encontraremos uma resposta mais pertinente. O texto fala sobre a atividade dos anjos entre nós”, lembrou. “Em Hebreus 1.14, existe uma uma declaração surpreendente de que os anjos são espíritos ministradores enviados ao mundo por Deus”, aponta Piper

“Em nossa era, eles estão aqui para servir os cristãos. Em outras palavras, em todos os lugares em que os anjos estão ativos no mundo, é para que tudo funcione para o bem dos cristãos (Romanos 8.28)”, reforçou.

Em sua conclusão, a resposta do pastor foi objetiva: “Sim, existem anjos entre nós. Eles podem assumir a forma de um estranho que precisa de sua hospitalidade. O objetivo de dizer isso é ressaltar a enorme importância dos cristãos serem generosos com todas as pessoas”, concluiu.

Com informações Desiring God podcast

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se