22.9 C
Vitória
terça-feira, 22 setembro 2020

Israel devolve 10 toneladas de cartas retidas à palestinos

Leia também

‘Mistura de ceticismo com desconhecimento’ afeta soluções ambientais, diz Barroso

Ministro chegou a indicar que, em razão da semelhança dos assuntos, as ações poderão até ser levadas a julgamento juntas

Aras se diz contra pedido da prefeitura do RJ para volta às aulas na rede privada

De acordo com o procurador-geral, o deferimento dos pedidos de suspensão de segurança, de liminar e de tutela provisória tem caráter excepcional

Doria diz ter plano estadual alternativo à vacinação contra covid-19

O governador porém ressalvou: "tenho certeza que Ministério da Saúde não caminhará, não trilhará um caminho ideológico, partidário e eleitoral"

As cartas e pacotes estavam retidos a quase uma década

Autoridades israelenses entregaram as encomendas, nesta semana, na cidade palestina de Jericó, cerca de dez toneladas de cartas, pacotes e compras pela internet que já deveriam ter sidas enviadas à Palestina, mas estavam retidas, em alguns casos, há oito anos.

Os funcionários do serviço postal de Jericó passaram os últimos dias entre montanhosas pilhas de correspondências, classificando por cidades as inúmeras cartas e pacotes de todos os tamanhos que pertencem a palestinos, apesar de nunca terem chegado aos palestinos.

Foto: EFE/ Atef Safadi

Os invólucros empregados, sujos, uma cadeira de rodas enviada em 2015 e coletânea de livros lacrados, que saíram da Jordânia para universidades na Faixa de Gaza e Jerusalém, são só uma parte dos milhares de encomendas que serão enviados aos serviços postais locais em Gaza e Cisjordânia, então sim, serem distribuídas.

“Não sabemos se há postagens para a Jerusalém Oriental, pois ainda não revisamos tudo, mas se encontrarmos o entregaremos às autoridades israelenses para que enviem a seus remetentes”, disse o diretor do serviço postal palestino, Hussein Sawafta.

O problema está sendo solucionado por uma decisão da Coordenação de Atividades Territorial do Governo, (Cogat, sigla em inglês), órgão militar israelense encarregado de tramitar a ocupação, que com apoio do Ministério de Comunicações e da Autoridade de Alfândegas, “permitiu a transferência de uma só vez de aproximadamente dez toneladas e meia de correspondências que tinham sido retidas na Jordânia”, completou Sawafta.

A medida foi tomada em razão de um acordo assinado em 2016 entre o órgão e a Autoridade Nacional Palestina para que esta pudesse receber os postais de maneira direta, sem passar por Israel como ocorria até então, já que o país controla as fronteiras dos territórios palestinos, que ocupa desde 1967.

O memorando regularia progressivamente o translado direto de correspondência de todo o mundo para a Autoridade Palestina através da Jordânia, pela ponte Allenby, algo que hoje, ainda não acontece.

Agora resta a árdua tarefa de distribuir anos de correspondências que incluem também, por erro, pacotes enviados a outros países árabes.

*Com informações da agência EFE


Leia mais

ONU condena violência de Israel em Gaza
ONU penaliza Israel por ataque na Faixa de Gaza

- Publicidade -

Matérias relacionadas

O batismo nas águas é indispensável à salvação?

Pergunta anônima Batismo nas águas, segundo as escrituras, é uma ordenança do Senhor Jesus: “Portanto, ide e fazei discípulos de todos os povos, batizando-os em...

Estou livre para me casar novamente?

Pergunta anônima O padrão divino para o casamento é, segundo as palavras de Jesus, que seja indissolúvel (Mc 10:9). Entretanto, no caso em tela, uma...

A igreja deve se posicionar sobre as eleições?

A FAVOR Se a natureza institucional da igreja tem correlação direta com o exercício da cidadania, pois a mesma se constitui de cidadãos, parece-nos razoável...

Preciso ter o chamado para fazer Missões?

Pergunta anônima de um leitor Comunhão "O chamado de Jesus para todos os cristãos, descrito em Mateus 28:19 e 20, “Ide por todo mundo e...

Setembro amarelo: cartas sobre esperança

Grupo de alunos da Escola Adventista da Serra (ES), preencheu um varal com cartas e livros sobre esperança. Iniciativa é para lembrar a campanha Setembro Amarelo.

A Reforma Protestante trouxe benefícios para a sociedade?

Pergunta enviada pelo leitor A Reforma Protestante, marcada pelo 31 de outubro de 1517, foi fundamental para a educação. Antes, a Igreja Católica monopolizava o...

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

Live solidária: artistas em favor da Igreja Perseguida

Denominado de "Seja um com eles", a live solidária é um grito de ajuda a igreja perseguida. Paulo César Baruk, Rebeca Nemer, Eyshila, André Aquino são alguns dos convidados. Saiba mais!

Arte da Graça em casa; Conscientização do setembro amarelo

Em formato online, o evento une shows e workshops incentivando a tolerância, paz e música. Saiba mais!

Aquecimento Sepal 2020, com Edméia Williams e Rodrigo Gomes

Transmissão acontecerá nesta segunda-feira, 14 de setembro, às 19 horas. Saiba como participar!

Encontro nacional Renas: “Ser criança em tempos de incerteza”

É a 13ª edição do Encontro Nacional da Rede Evangélica Nacional de Ação Social (Renas). Evento, que acontece em outubro, será online. Saiba mais!
- Publicidade -

Plugue-se

Vídeos sobre a Bíblia alcançam 1 milhão de pessoas no Tik Tok

Produzidos por Jey Reis, 17 anos, os vídeos diários, que são publicados no Tik Tok, falam sobre Jesus. Saiba mais! !

“Inesquecível”: a história da professora que morreu para salvar crianças

Filme vai contar a história da professora Heley de Abreu, que deu avida para proteger crianças de um incêndio, em Janaúba (MG). Saiba maiws!

Kemuel e Priscilla Alcântara conquistam Platina Triplo

Platina Triplo é uma certificação pelo grande alcance que as canções dos artistas tiveram nas plataformas digitais de música Nesta quinta-feira, 17, Kemuel e Priscilla...

Ajude um cego a ler a Bíblia e ter a vida transformada

A iniciativa quer distribuir a Bíblia para cegos em todo o Brasil e promover a acessibilidade para pessoas com deficiência visual. Saiba mais!