“O mundo precisa de Deus”, diz pastor que perdeu os filhos

Foto: Heloise Faustino

Joaquim e Kauã, de 3 e 6 anos, respectivamente, morreram carbonizados após quarto pegar fogo em Linhares (ES)

Uma tragédia marcou a vida do casal de pastores George Alves e Juliana Alves, da Igreja Batista Vida e Paz em Linhares, norte do Espírito Santo. No último sábado (21), a casa onde eles moram pegou fogo. As chamas atingiram o quarto onde estavam as crianças. Quando os bombeiros chegaram ao local, os dois já estavam sem vida. Eles morreram carbonizados.

Os corpos das crianças ainda estão na capital do ES para exame de DNA. Por conta disso, ainda não tem previsão para velório e enterro. Mas durante um culto realizado neste domingo (22) o casal recebeu o carinho da família, amigos e da igreja em que congregam. A celebração foi marcada por muita comoção. O pastor tentou resgatar as crianças com vida, mas não conseguiu.

Pelas redes sociais, ele agradeceu o carinho que recebeu. E declarou que não irá desistir. “Quero agradecer a todos a solidariedade e as orações. Quero dizer que só há um caminho, e esse caminho não acaba na cruz, mas na ressurreição. Gere expectativa”, declarou.

Mesmo no sentimento de luto e tristeza, pastor George ainda falou da esperança e da fé.  “A unica certeza que eu tenho é que o tempo é de Deus. Pessoas serão alcançadas por esse testemunho, não há nada que me faça parar, entrar em um quarto, entrar em Depressão, há um censo de urgência. O mundo precisa de Deus,” diz.

Joaquim e Kauã, de 3 e 6 anos, morreram carbonizados. Foto: Facebook

Há um ano e meio, o casal havia perdido uma filha por conta de uma enfermidade. E tentava se recuperar. Com a morte dos outros dois filhos ele declarou que continua com o propósito de pregar o evangelho.

“Meu propósito agora é trazer essa cidade para Jesus porque todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus. Eu creio que o que aconteceu foi um propósito de Deus e eu sei que meus filhos estão em Deus. Ele está na minha vida e Ele está na minha. O Senhor que estabelece essa força que está em mim. Ele está me fazendo suportar e passar por tudo isso. A força que eu tenho é por que eu estou em Deus se não eu não teria suportado. Para mim o mais difícil foi não conseguir salvar os meus filhos, mas tudo tem um propósito”, concluiu.