23.8 C
Vitória
segunda-feira, 6 dezembro 2021

Irmão caminhoneiro: “Se 10% deles lerem a Bíblia pra nós já é um ganho”

Em sua segunda edição, projeto Irmão Caminhoneiro distribuiu kits de álcool em gel e máscaras em Araguaína (TO). Ação foi realizada por voluntários da Federação Norte de Homens Presbiterianos de Tocantins

Em Tocantis, membros de uma igreja Presbiteriana foram para as estradas realizar um trabalho evangelístico com os caminhoneiros. Foi a segunda edição do projeto “Irmão caminhoneiro”. A ação aconteceu no último sábado, 17 nas cidades de Araguaína e Colinas.

A cada abordagem, os voluntários entregavam um kit contendo panfletos, minibíblias, máscaras de proteção respiratória e álcool gel. Só em Araguaína foram entregues 405 kits. Já em Colinas foram distribuídas dois mil materiais contendo canecas personalizadas, panfletos e minibíblias.

“A segunda edição do Projeto foi uma bênção, onde tivemos a oportunidade de proclamar o Evangelho de Cristo aos caminhoneiros que rodam o Brasil movimento a economia dos brasileiros”, declarou Daniel Lopes, criador do projeto.

Projeto é realizado pela Federação Norte de União Presbiteriana de Homens, em parceria com a Polícia militar. “Espero que essas pessoas sejam aençoadas com a mensagem que tem nesse kit”, disse uma das voluntárias. O objetivo é evangelizar.

“Nós valorizamos o caminhoneiro e ao mesmo tempo estamos evangelizando. Se pelo menos 10% deles lerem a Bíblia, pra nós já é um grande ganho”, disse o pastor Izaías Monteiro da Silva.

irmão_caminhoneiro
Foto: Federação Norte de União Presbiteriana de Homens (TO)

Irmão caminhoneiro

O projeto foi criado ano passado. A ideia surgiu por conta da necessidade de fazer missões à população. Projeto foi levado a Federação Norte de Homens Presbiterianos de Tocantins, que aprovou a ideia. O foco é o caminhoneiro.

“Os caminhoneiros movimentam a economia do Brasil, viajando de norte a sul do país. E ficam muito tempo distante do seio familiar, correndo perigos durante o percurso, sem contar com o estresse e condições adversas que surgem na estrada. Muitos não tem tempo para congregar em uma Igreja. Então a palavra de Deus foi até a eles nas estradas. Levamos o evangelho de Cristo para eles”, explicou Daniel Lopes, criador do Projeto.

Daniel, que também é presidente da Federação, afirmou que o mais importante é cumprir o Ide. “Senti um desejo no coração de fazer uma ação evangelística maior. Então lancei o desafio aos membros da diretoria da Federação e resolvemos colocá-lo em prática”, completou.

irmão_caminhoneiro
Foto: Federação Norte de União Presbiteriana de Homens (TO)

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se