20.6 C
Vitória
quinta-feira, 4 junho, 2020

Irmão André, fundador do Portas Abertas, completa 92 anos

- Continua após a publicidade -

Mais lidas

Comissão Europeia avança para disponibilizar € 11,5 bi para recuperação da crise

A Comissão Europeia aprovou nesta quarta-feira, 3, modificações em seu orçamento para 2020 para disponibilizar 11,5 bilhões de euros para a recuperação econômica já em 2020.

Vacina contra covid-19 desenvolvida em Oxford será testada no Brasil

A vacina contra a covid-19 que está sendo desenvolvida na Universidade de Oxford, no Reino Unido, será testada também no Brasil, conforme publicação no Diário Oficial da União.

CPI identifica 2 milhões de anúncios do governo em sites de ‘conteúdo inadequado’

Relatório produzido pela CPI das Fake News mostra que o governo federal investiu dinheiro público para vincular 2 milhões de anúncios publicitários em canais que apresentam "conteúdo inadequado".

Bolsonaro formaliza general Eduardo Pazuello como ministro interino da Saúde

O presidente Jair Bolsonaro formalizou no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira (3) o nome do general Eduardo Pazuello para exercer, interinamente, o cargo de ministro de Estado da Saúde.

Irmão André, a incrível história de um homem que se tornou agente secreto de Deus, levando bíblias para os cristãos da Igreja Perseguida

Hoje, 11 de maio, o Irmão André, fundador da Portas Abertas, completa 92 anos. Conhecido como o “Contrabandista de Deus”, o holandês Anne van der Bijl, ficou conhecido no mundo como um grande homem de Deus, que se converteu quando começou a ler a Bíblia, em 1949, após ser ferido por uma bala em combate na Indonésia.

Esse fato o fez voltar para a Holanda, onde decidiu dedicar a vida à obra missionária. As informações sobre a vida e começo do trabalho do Irmão André são encontradas no livro “O Contrabandista de Deus”, que se tornou um best-seller.

“Devemos ser conhecidos não por quem e pelo que somos contra, mas a favor de quem e do que somos, Jesus e seu evangelho”, diz o missionário.

História

Era 11 de maio de 1958 quando mais um integrante da família van der Bijl nasceu em Witte, Holanda. Desde pequeno, a fascinação por aventuras fazia Anne (Irmão André) transcender a realidade dura em que vivia. Filho de ferreiro, o menino observava o pai levantar às cinco da manhã para cuidar da horta da família e depois pedalar mais de seis quilômetros até o trabalho, em Alkmar. Os seis filhos permaneciam em casa na companhia da mãe, uma mulher com doença cardíaca forçada a ficar parte do dia sentada ouvindo rádio.

A residência era a menor da rua, mas era bastante frequentada. “Por nossa porta fluía uma corrente infindável de moradores de rua, pregadores itinerantes, ciganos que sabiam que seriam bem-vindos à mesa da mamãe. Naquela noite, o queijo era cortado em fatias mais finas, a sopa aumentada com água, mas um convidado nunca era recusado, relata Anne no livro “O Contrabandista de Deus”.

XXX

Em 1945, o jovem foi indagado sobre quais planos teria para o futuro. “Eu sabia o que queria por certo: encontrar, de alguma maneira, uma vida que fugisse aos padrões normais. Encontrar aventura”, revelou. Em tempos de guerras, o exército foi o local onde Anne achou que encontraria um motivo significativo para viver.

“Tudo o que fizemos naqueles dois anos, no campo de batalha ou à retaguarda, descansando no acampamento, era nos extremos. Quando lutávamos, nós os fazíamos como loucos. Quando bebíamos, nós o fazíamos até perder o juízo. Juntos rodávamos de bar em bar, arremessando nossas garrafas de gim vazias nas vitrines das lojas”, relembrou.

Mas uma bala que atravessou o tornozelo do jovem soldado durante uma batalha o tirou da guerra. Estirado em uma maca de hospital de campanha na Indonésia, o jovem ouvia os médicos discutindo se os membros dele deveriam ser amputados ou não. “Minha grande aventura falhou. Pior, tinha vinte anos e descobri que não havia nenhuma aventura de verdade em nenhum lugar do mundo”, reconheceu. O destino de Anne estava traçado, nunca mais caminharia sem a ajuda de uma bengala.

Transformação

Mas um dia, um amigo encontrou uma pequena Bíblia no fundo da mochila do soldado e entregou a ele. “Nos dois anos e meio, desde que minha mãe me dera a Bíblia, eu nunca a abri”, reconheceu. Logo começou a devorar o livro e leu de uma vez todos os evangelhos captando pouco do profundo significado.

“Seria de fato verdade tudo aquilo?”, indagava-se. Mas os meses no hospital iam passando e o ressentimento pela nova realidade encontrou lugar no coração do holandês. “Tão logo fui capaz de andar, comecei a sair do hospital toda noite, após o jantar, para manquejar dolorosamente até o bar mais próximo e beber até esquecer de tudo”, contou.

Veja a entrevista com o irmão André

- Continua após a publicidade -

Revista Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

Encontro Sepal em nova data

A data do encontro Sepal, que aconteceria em maio foi alterada para setembro. Medida foi tomada de acordo com as práticas para o enfrentamento da propagação do coronavírus

Vila Mix em Casa Gospel com grandes nomes

Grandes nomes do meio evangélico do Brasil como André Valadão e Deive Leonardo vão participar do VillaMix em Casa Gospel. Evento será transmitido pelo youtube. Saiba mais!

“Carreata da solidariedade”, Marcha para Jesus em SP

Realizada pela organização da Marcha para Jesus, a ação foi batizada de “Carreata da Solidariedade” e será realizada no dia 13 de Junho

Diante do Trono anuncia congresso online

Diante da pandemia do coronavírus, a banda anunciou o "Congresso Mulheres e Moças" online

Receber notícias

Gostaria de receber notícias em primeira mão? Assine gratuitamente agora:

Plugue-se

Lições da Escola Bíblica em libras

Conteúdo está disponível no canal da CPAD no Youtube. Todos os vídeos com as aulas estão em libras

Luiz Gwyer lança single “Ânimo”

Canção integra um repertório produzido por Luiz Gwyer em 2013 O cantor e compositor Luiz Gwyer acaba de lançar o single “Ânimo” em todas as...

Não ao racismo! O silêncio da indústria da música

No Brasil, a maior gravadora do país, a Sony Music, aderiu ao movimento anti racista

“Amazing Grace” cantado por pessoas de 50 países

Clipe foi gravado em lugares simbólicos e em idioma próprio de cada país participante