29 C
Vitória
sexta-feira, 15 janeiro 2021

Em defesa dos direitos das minorias religiosas no Irã

Um assessor do presidente iraniano questionou publicamente a legalidade do recente fechamento de uma igreja e a proibição de professores de minorias religiosas em creches

No início de junho, o governo iraniano proibiu membros de minorias religiosas de ensinar em creches iranianas (excelo em escolas especiais, em que todas as crianças sejam dessa minoria). O decreto vem seguindo uma vasta lista de atos de perseguição, principalmente ao cristianismo no país, que tem violado os acordos internacionais de respeito à religião e crença.

Na semana passada, um conselheiro presidencial, Aliakbar Gorji Azandaryani, defendeu os direitos das minorias religiosas no Irã. Seus comentários foram publicados em dois artigos em um site do governo.

Em primeiro lugar, ele pediu ao governador da Província do Azerbaijão Ocidental que investigasse por que a igreja assíria em Tabriz foi fechada à força no mês passado e sua cruz foi removida da torre da igreja. Posteriormente, ele também questionou a legalidade do movimento da Organização do Bem-Estar Social do Irã, também no mês passado, para proibir professores de minorias religiosas de trabalhar em creches.

Sobre o fechamento da igreja em Tabriz, Azandaryani disse que tinha “sérias dúvidas sobre a legalidade”, referindo-se aos artigos 9, 19, 20, 26, 36 e particularmente 13 da constituição iraniana, que afirma que as minorias religiosas são reconhecidas e livres para atuar em suas cerimônias religiosas. “Portanto, tal ordem é uma violação clara da constituição e dos direitos da minoria religiosa reconhecida”, disse.

Ele acrescentou ainda que o movimento também foi contra várias das disposições da Carta dos Direitos do Cidadão do Irã, que o presidente Rouhani lançou em 2016, e pediu ao governador da Província do Azerbaijão Ocidental “fazer tudo o que puder para descobrir os detalhes deste caso, incluindo as razões de fundo para a tomada da igreja e da autoridade que emitiu a ordem”.

Azandaryani também atentou à exclusão de professoras de minorias igual, referindo-se a vários artigos da Constituição iraniana e da Carta dos Direitos dos Cidadãos ao afirmar que a considerava ilegal. Em particular, ele tomou nota da Constituição que concede a todos os cidadãos o direito de ter “emprego de sua própria escolha, sem preconceito ou discriminação”. Portanto, ele disse que “espera-se que a declaração seja retirada e que o público esteja ciente das ações tomadas” contra os responsáveis.

Essas ações, segundo observadores locais, podem não ter um grande impacto junto ao presidente do Irã, mas levanta a questão junto aos demais conselheiros do país, e também ao público que já está tão acostumado a desmandos desse gênero no Irã.

Perseguição

O Irã é o 9º país da Lista Mundial da Perseguição 2019 e vem, há muitos anos desrespeitando os direitos de minorias religiosas, com a invasão de cultos em igrejas domésticas, como a prisão de líderes cristãos.

A Portas Abertas lançou recentemente uma campanha de cartas para alguns desses líderes que estão presos. Para saber como participar dessa campanha e enviar uma mensagem de encorajamento a esses líderes.

*Com informações de Portas Abertas


Leia mais

Irã: quando cristãos se tornam refugiados 
Seguir a Jesus no Irã é uma escolha perigosa

- Publicidade -

Matérias relacionadas

MS: Pastores vão ao MP para evitar fechamento de igrejas

Consideradas serviços essenciais durante a pandemia da covid-19, as igrejas podem funcionar com limitações e medidas de biossegurança em Mato Grosso do Sul. Saiba mais!

Meninas cristãs soterradas em terremoto na Indonésia

Mesmo soterradas as duas meninas passam bem e estão conversando com a equipe de resgate, mas ainda não foram retiradas dos escombros. Saiba mais!

Mais brasileiros voltaram a igreja nos últimos meses

Pesquisa apontou que dobrou o número de brasileiros que voltaram aos cultos presenciais em igrejas do Brasil, nos últimos 3 meses. Saiba mais!

Manaus, a capital brasileira a beira do colapso

A média móvel de mortes no estado cresceu 183% nos últimos sete dias. O envio de oxigênio ao estado não está sendo suficiente para suprir a demanda, e o governo está transferindo pacientes a outros estados. Saiba mais!

“Amen”, o hino da família Montaner que viralizou na internet

O clipe da música ultrapassou a marca de 100 Milhões de views no YouTube em duas semanas de lançamento. Assista a canção!

Juliano Son e seu “Voaremos”

Em parceria com Júlia Vitória, o artista inicia 2021 desejando novos vôos ao vento do Espírito Santo. Saiba mais!

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

Encontro para a Consciência Cristã em fevereiro; Saiba mais!

Pela primeira vez em mais de duas décadas, o tradicional encontro para a Consciência Cristã será realizado online.

The Send online será neste sábado, 9

Um dos maiores eventos de louvor, adoração evangelismo no mundo, o The send, costuma reunir milhares de pessoas. Saiba mais!

Passion Conference no último dia do ano; Saiba mais!

O cantor Fernandinho é o único artista brasileiro a participar da Passion Conference. Saiba mais!

Aulas criativas e transformadoras sobre a Bíblia

Para quem ensina a Bíblia, mas tem dificuldade no preparo das aulas, um workshop gratuito será apresentado pelo pastor Lécio Dornas, em janeiro. Saiba mais!
- Publicidade -

Plugue-se

Juliano Son e seu “Voaremos”

Em parceria com Júlia Vitória, o artista inicia 2021 desejando novos vôos ao vento do Espírito Santo. Saiba mais!

Larry e Devi Titus em a vida a dois como você nunca viu!

Em "Ele diz, ela diz", Larry e Devi Titus traz uma abordagem inovadora, dedicada a casais em que marido e mulher têm personalidade marcante e atuam em alguma esfera de liderança

Amanda Wanessa apresenta melhoras em seu quadro de saúde

Cantora sofreu um acidente grave na semana passada. Nas redes sociais, família informou que Amanda Vanessa está sem sedativos e com a pressão normal. Saiba mais!

Nani Azevedo continua internado

Em um texto publicado no instagram, o artista está com infecção na garganta e com uma inflamação no miocárdio, causado por complicações da Covid-19. Saiba mais!