Comece 2020 investindo no seu casamento

artigo_Josué

Casamento dá trabalho, mas é o melhor trabalho do mundo

Assim, Deus criou os seres humanos à sua própria imagem, à imagem de Deus os criou; homem e mulher os criou. Então Deus os abençoou e disse: “Sejam férteis e multipliquem-se. Encham e governem a terra. Dominem sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu e sobre todos os animais que rastejam pelo chão” (Gn 1:27-28).

Trabalho, bendito trabalho! Deus nos criou para representá-lo, para dominar, para nos multiplicarmos, para governar e cuidar desse complexo e deslumbrante ambiente que nós aprendemos a chamar de Terra! Sim, o Senhor nos chamou para a ação, para o movimento, para a execução de tarefas e responsabilidades. O trabalho ficou complicado depois que o ser humano resolveu andar separado de Deus e decidir por si mesmo o que está certo e o que está errado, mas, em seu início, o trabalho era sinônimo de deleites.

Em Gênesis 1, o ser humano é coletivo, recebe benditas atribuições e em Gênesis 2, há uma descrição de como foi o processo: O Senhor Deus disse: “Não é bom que o homem esteja sozinho. Farei alguém que o ajude e o complete” (Gn 2:18).

O homem (macho) é incapaz de cumprir as tarefas por si só. Precisa da mulher. Como multiplicar-se sozinho? Como governar com sensibilidade e justiça sem uma mulher ao seu lado, que é mais atenta aos relacionamentos, que percebe e lê por intuição, por exemplo? O homem, portanto, precisa unir-se, precisa se casar! “Por isso o homem deixa pai e mãe e se une à sua mulher, e os dois se tornam um só” (Gn 2:24).

Homem e mulher estabeleceram uma parceira, um contrato, uma aliança, que hoje nós chamamos de casamento! Por isso, gostaria de desafiar você, meu leitor ou minha leitora, a começar o seu ano investindo na estrutura que possibilita a você e ao seu cônjuge obedecer a Deus com a sua vida de trabalho, que inclui abraçar um filho desanimado; distribuir tarefas para outro; trocar fraldas; fazer compras; cozinhar; ganhar dinheiro; ouvir; aconselhar; buscar o diálogo sexual. Tudo é trabalho que é realizado com leveza e eficiência quando o casamento está alinhado.

Deixe-me dar algumas sugestões:

– Programe umas férias (se necessário, jogue mais para a frente) em que sua esposa e você não precisem realizar tarefas ordinárias. Por exemplo, se você é cozinheiro, programe férias longe da cozinha; se vocês são programadores de computador, fiquem longe das máquinas.

– Programe encontros mensais com seu cônjuge (uma saída por mês, só vocês dois).

– Pergunte o que não deu certo em 2019 e depois organize-se para ajudar o seu cônjuge com essa questão.

– Pergunte o que ele mais gostou em 2019 e façam planos para repetir.

– Faça pequenas renovações, segundo o seu orçamento permitir: pintura da casa, troca de móveis, roupas novas, roupas de cama, ou o que puder trazer novo ânimo. Sempre que um dos dois perceber aquele novo objeto, saberá que o casamento ainda está vivo e agradável.

– Façam planos para os filhos. Conversem sobre eles e organizem-se para abençoá-los ainda mais, mesmo que tal bênção seja um castigo. O importante é exercer excelência nessa tarefa tão agradável e compensadora.

– Por último e a mais importante. Combinem de orar juntos. Que sejam cinco minutos de oração antes de se deitar! Mas orem. Se já têm o hábito, que tal acrescentar um texto em que Deus falou com você? Busquem ao Senhor juntos, pois vocês trabalham para Ele!

Casamento dá trabalho, mas é o melhor trabalho do mundo. Organize-se, empenhe-se, doe-se e faça do seu lar um pedacinho do céu na terra, um jardim, onde o Senhor tem prazer de compartilhar e manifestar toda a sua bondade e graça. Bom casamento, bom trabalho, bom 2020.


Josué Gonçalves é presidente do Ministério Família Debaixo da Graça