27.9 C
Vitória
segunda-feira, 1 março 2021

Inflação dos mais pobres é de 6,22% em 2020, diz Ipea

Segundo os pesquisadores do Ipea, para as famílias mais pobres os gastos com alimentos, energia e gás comprometem 37% dos seus orçamentos

Por Vinicius Neder (AE)

A inflação de alimentos seguiu pesando mais sobre os mais pobres em dezembro, segundo o Indicador Ipea de Inflação por Faixa de Renda, divulgado nesta sexta-feira (15) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). No último mês de 2020, enquanto a taxa das famílias de menor renda apontou alta de 1,58%, a faixa de renda mais alta registrou avanço de 1,05%. Em 2020 fechado, a diferença ficou ainda maior: a taxa dos mais pobres apontou alta de 6,22%, ante avanço de 2,74% na taxa dos mais ricos.

O IPCA, índice de preços calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e usado nas metas de inflação perseguidas pelo Banco Central (BC), fechou o ano passado com alta de 4,52%.

Se, no ano, a dinâmica dos preços dos alimentos no domicílio deu o tom da inflação, em dezembro, o encarecimento da conta de luz também dominou os orçamentos domésticos.

“No caso das famílias de renda mais baixa, observa-se que, em dezembro, as maiores contribuições à inflação vieram dos grupos habitação e alimentos e bebidas, repercutindo a alta de 9,3% nas tarifas de energia e os aumentos no preço do gás de botijão (2,0%), arroz (3,8%), feijão (3,3%), batata (7,3%) e carnes (5,6%)”, diz o relatório divulgado há pouco pelo Ipea.

Em dezembro, o descompasso no ritmo da inflação percebida pelos mais pobres da verificada pelos mais ricos foi menor justamente porque houve pressão de mais itens do que os alimentos. Para os mais ricos, isoladamente em dezembro, “os reajustes nos preços das passagens aéreas (28,1%), dos transportes por aplicativo (13,2%) e da gasolina (1,5%) fizeram do grupo transporte o maior foco inflacionário”, diz o relatório do Ipea.

No ano como um todo, o descompasso se explica pela forte aceleração de preços de alimentos e energia, que pesam para os mais pobres, e por uma alta menos intensa nos preços dos serviços e dos combustíveis, que afetam mais os gastos das famílias mais ricas.

Segundo os pesquisadores do Ipea, para as famílias mais pobres os gastos com alimentos, energia e gás comprometem 37% dos seus orçamentos. E esses itens estão entre os que mais encareceram em 2020. Ficaram mais caros itens como arroz (76%), feijão (45%), carnes (18%), leite (27%) e óleo de soja (104%), além das tarifas de energia (9,2%) e do gás de botijão (9,1%).

Já os itens que ocupam mais espaço na cesta de consumo dos mais ricos, tiveram alta mais modesta. O destaque foram os gastos com serviços livres, “com grande peso no orçamento das famílias mais abastadas, como mensalidades escolares (1,1%) e serviços médicos e hospitalares (1,8%), e as deflações em itens consumidos majoritariamente pela população com maior poder aquisitivo, como passagens aéreas (-17%), seguro de automóvel (-8%) e gasolina (-0,2%)”.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

INPC acumula alta de 5,45% no ano de 2020, afirma IBGE

Movimento diferente dos não alimentícios que apresentaram alta de 1,33%, após elevação de 0,42% em novembro

Inflação da construção civil atinge 10,16% em 2020

A pandemia de covid-19, ainda que por razões diversas, explica, em parte, as elevações no segmento de materiais

Venda de veículos novos soma 2,06 milhões, diz Anfavea

O ano foi marcado pelas restrições trazidas pela pandemia, com fechamento das concessionárias de carros nos dois primeiros meses da crise sanitária

18,8 milhões de famílias sobrevivem sem renda do trabalho

Nos domicílios de renda muito baixa, a perda foi de 2,8%, passando de R$ 1.106 em outubro para R$ 1.075 em novembro

Vendas de veículos somam 2,06 milhões, diz Fenabrave

Desde 2015, primeiro ano da última recessão e quando o consumo de veículos recuou 26,6%, o mercado não registrava queda tão acentuada

IPC-S avança a 1,07% em dezembro, diz FGV

Os itens com maior pressão de elevação no IPC-S de dezembro foram tarifa de eletricidade residencial, condomínio residencial e gasolina

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

Voluntariado no exterior para jovens universitários; Saiba mais!

Organização IYF abre inscrições de voluntariado no exterior para jovens universitários A Organização International Youth Fellowship- IYF(comunhão internacional de jovens), é uma organização com base...

Franklin Graham no Brasil para o “Esperança Rio 2021”

Lançamento do "Esperança Rio 2021" será em Maio e em dezembro a ação evangelística, que terá participação do evangelista Franklin Graham. Saiba mais!

Deive Leonardo ministra em São Paulo fim de semana

O evangelista Deive Leonardo retorna com suas apresentações na capital Paulista nesta sexta-feira, 19 e neste sábado, em Barueri (SP). Saiba mais!

Começou a 23ª edição da Consciência Cristã; Saiba mais!

Consciência Cristã inicia hoje e reúne evangélicos para debater educação, fé, ciência e justiça social. Saiba mais!
- Publicidade -

Plugue-se

Natthália Gonçalves e sua admiração pelas histórias bíblicas

A atriz mirim, Natthália Gonçalves interpreta a personagem Chaya, na novela Gênesis, que é exibida pela TV Record

Deive Leonardo grava primeira série do ano em Florianópolis

Com o tema "Alvorecer", a primeira série gravada de Deive Leonardo promete levar a esperança de um recomeço e de um novo dia. Evento acontece no próximo sábado, 27. Saiba mais!

Cantora Amanda Wanessa sai da UTI

Pelas redes sociais, o marido da cantora, Dobson Santos contou que Amanda Wanessa foi transferida para o quarto: “o milagre está cada vez mais perto”, declarou. Saiba mais!

Deive Leonardo vai se apresentar em Brasília e Goiânia

O evangelista se apresenta na próxima terça-feira, 16, em Brasília e em Goiânia, prometendo trazer importantes reflexões para o público. Saiba mais!