27.8 C
Vitória
domingo, 11 abril 2021

“Independence Day”: Eritreia entre os 20 países mais opressores do mundo

Nesse domingo (24) o país completou 27 anos de Independência. Os seguidores de Jesus estão entre os mais perseguidos. Confira!

No último domingo, 24, a Eritreia comemorou 27 anos de independência. Durante anos, a Etiópia e a Eritreia foram um único Estado, quando os eritreus conquistaram a independência do país em 1993. Para isso, no entanto, foram 30 anos de guerra que levaram muitas pessoas à morte.

Segundo a mídia internacional, a Eritreia faz parte dos 20 países mais opressores do mundo. Prova disso, foi a prisão de cristãos na capital Ancara, em 20 de maio. Seis casais foram detidos e trancados dentro de uma escola do governo, sem justificativa. A recorrência de fatos como este fez com que a nação fosse conhecida como a Coreia do Norte da África.

Pobreza e insegurança são problemas tão graves que o número de refugiados eritreus na Etiópia, no Sudão e no Quênia só aumenta, revelando a insatisfação da população com o regime político e as condições de vida no país.

Perseguição ao cristianismo

Para os cristãos, a situação é ainda pior. A Eritreia é o 6º país onde há mais perseguição aos seguidores de Jesus, garante a Lista Mundial da Perseguição 2020. Além dos problemas sociais, os mesmos também enfrentam regulamentações severas impostas pelo Estado.

Inúmeros cristãos já foram presos, perseguidos e mortos por serem considerados “agentes do Ocidente”, ou seja, uma ameaça para o governo. Vale destacar também que metade da população eritreia é muçulmana, o que intensifica o extremismo.

*Com informações de Portas Abertas

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se