26.6 C
Vitória
terça-feira, 31 março, 2020

Incêndio em orfanato cristão no Haiti deixa 15 mortos

- Continua após a publicidade -

Mais lidas

Atletas mantêm vagas para os Jogos Olímpicos em 2021

COI confirmou que os atletas já classificados para os Jogos Olímpicos tem vaga assegurada. A nova data do evento será de 23 de julho a 8 de agosto de 2021

Consultor da Red Bull queria que os pilotos pegassem a COVID-19

O conselheiro de automobilismo da Red Bull, Helmut Marko, queria que os pilotois de formula 1 de sua equipe, fossem infectados com o COVID-19

McLaren vai produzir 10 mil ventiladores respiratórios

Equipe de Fórmula 1 disponibilizou a fábrica de carros junto com outras empresas para fabricar equipamentos médicos para ajudar as vítimas da Covid-19

Abertura dos jogos olímpicos acontecerá em julho de 2021

Os Jogos Olímpicos de Tóquio têm nova data definida para serem realizados: de 23 de julho a 8 de agosto de 2021 na capital japonesa

Pelo menos 15 crianças morreram no orfanato em Porto Príncipe dirigido por uma congregação cristã dos Estados Unidos, de acordo com autoridades locais

Um incêndio atingiu a casa de crianças haitianas dirigida por um grupo cristão sem fins lucrativos da Pensilvânia, EUA. A tragédia matou 15 crianças de acordo com informações de autoridades locais, na última sexta-feira (14).

Segundo Rose-Marie Louis, trabalhadora da casa, o incêndio começou por volta das 21h de quinta-feira e os bombeiros levaram cerca de 90 minutos para chegar. Devido a problemas com seu gerador e inversor, o orfanato estava usando velas, disse ela. Metade das vítimas eram bebês ou crianças pequenas e as outras tinham aproximadamente 10 ou 11 anos, disse Louis.

A polícia invadiu outra casa administrada pela Igreja do “Entendimento da Bíblia” e levou dezenas de crianças em um ônibus devido a protestos de funcionários. O incêndio aconteceu em Kenscoff, nos arredores de Porto Príncipe, capital haitiana.

“Poderia ter sido eu”, disse Renadin Mondeline, 22, que morou na casa com seu filho, agora com 6 anos, por cerca de dois anos, até que começou a ganhar dinheiro suficiente como vendedor ambulante para começar a alugar sua própria casa. “Essas garotinhas lá dentro eram como meu bebê”, completou.

Equipes de resgate 

Equipes de resgate chegaram ao local em motocicletas e não tinham oxigênio engarrafado e ambulâncias necessárias para transportar as crianças para o hospital, disse Jean-François Robenty, funcionário da proteção civil. “Eles poderiam ter sido salvos, não tínhamos o equipamento para salvar suas vidas”, disse ele.

A Igreja do Entendimento da Bíblia perdeu o credenciamento de suas casas após uma série de inspeções iniciadas em novembro de 2012. Inspetores haitianos acusaram o grupo de superlotação, condições insalubres e falta de pessoal adequadamente treinado.

“‘Estamos cientes do incêndio na casa das crianças no Haiti”, disse Temi J. Sacks, porta-voz do grupo, com sede em Scranton, Pensilvânia. “Seria irresponsável comentarmos até que todos os fatos cheguem.”

Membros do grupo religioso estavam vendendo luminárias caras de edifícios antigos, como corrimões e lustres, em lojas sofisticadas de Nova York e Los Angeles, e usando parte dos lucros para financiar as casas.

Condições precárias 

Em 2013 a Associated Press fez uma visita sem aviso prévio às duas casas do grupo, com 120 crianças, e encontrou beliches com colchões gastos, amontoados em salas sujas. O ar ácido flutuava pelos banheiros e escadas. Os quartos eram escuros e espartanos, sem conforto ou decoração.

A Igreja do Entendimento da Bíblia opera dois lares para quase 200 crianças no Haiti como parte de um “programa de treinamento cristão”, de acordo com o mais recente registro de organização sem fins lucrativos. Ela opera no país desde 1977.

É comum no Haiti pais empobrecidos colocarem crianças em centros de atendimento residencial. Nesses locais, recebem hospedagem e educação amplamente variada por vários anos, mas não são tecnicamente órfãs.

“Acolhemos crianças que estão em situações desesperadoras”, diz a organização em seu documento fiscal mais recente de 2017. “Muitos deles estavam muito perto da morte quando os recebemos.” A organização sem fins lucrativos reportou receita de US $ 6,6 milhões e despesas de US $ 2,2 milhões no ano.

*Com informações de Christianity Today 

- Continua após a publicidade -

Revista Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

26 de março: live – Como inovar na igreja em tempos de disruptura

Nesta quinta (26), as 19h, vai acontecer a primeira live da série "O efeito da liderança na crise” com Josué Campanhã, diretor da Envisionar e Thiago Faria

Novo Som faz show online

Devido a quarentena por causa do coronavírus, a banda vai estar ao vivo no sábado (28) a partir das 20h. Será transmitido pelo Instagram e Facebook

Coronavírus: Os eventos evangélicos que já foram cancelados

Devido a pandemia que se instalou no país por conta da Covid-19, muitos eventos evangélicos foram cancelados, suspensos ou adiados. Confira!

Oficina sobre comicidade no ambiente hospitalar

O Lacarta Circo Teatro abre inscrição para palhaço hospitalar. A oficina acontecerá dia 14 e 15 de março das 09h às 16h, na sede...

Receber notícias

Gostaria de receber notícias em primeira mão? Assine gratuitamente agora:

Plugue-se

Programas on-line para mentoreamento de homens e mulheres

Ministérios vão transmitir série de lives com objetivo de fortalecer as famílias e oferecer aos pastores, líderes e cônjuges ferramentas para o cuidado intencional, discipulado e mentoreamento

Vem aí o Festival de Cinema Cristão 2020

Entre as novidades do Festival desse ano estão a abertura para a categoria de filmes para surdos e mudos. Inscrições começam dia 1º de abril e vão até 30 de junho

Um encontro diário com a Palavra de Deus

A SBB mobiliza-se para levar esperança à população brasileira, disseminando, pelos meios digitais, a mensagem da Bíblia Sagrada. Entre as ações estão a campanha #PalavradeEsperança e o podcast Um minuto com a Bíblia

Como a pandemia deve ser encarada pelos cristãos?

“Creia no sobrenatural de Deus”, diz médica cristã, ao falar sobre o medo do coronavírus e como os cristãos devem encarar a pandemia