23.6 C
Vitória
segunda-feira, 17 maio 2021

Igrejas de São Paulo anunciam suspensão de cultos

Muitas denominações já anunciaram a suspensão dos cultos presenciais por 15 dias, após decreto com novas restrições do governo do estado. A Convenção Geral das Assembleias de Deus do Brasil (CGADB) convoca a população para 7 madrugadas em clamor pelo país

Por Priscilla Cerqueira

Diversas igrejas e denominações do estado de São Paulo já anunciaram a suspenção de seus cultos presenciais a partir da próxima segunda-feira, 15. As igrejas estão seguindo a determinação do governo de SP, que anunciou nesta quinta-feira, 11, novas restrições por conta do aumento dos casos e mortes de covid-19 no estado.

A igreja Evangélica Assembleia de Deus em São Paulo, Ministério Belém, uma das maiores de SP, anunciou, por nota a suspensão. “Estão suspensos cultos, ensaios, escola bíblica dominical e quaisquer outras reuniões coletivas em todas as congregações da Igreja”, diz a nota, assinada pelo pastor presidente, José Wellington Bezerra da Costa.

A determinação do governo é de que os cultos presenciais não aconteçam durante 15 dias. As restrições vão até o dia 30.

“Fica patente a incoerência entre procedimentos e procedimentos. Mas vamos fechar as igrejas sim, seguir o que determina o decreto do poder público e vamos fazer nosso cultos apenas online”, garantiu o pastor Paulo Eduardo, da primeira Igreja Batista de São Paulo.

Durante esse tempo, os cultos vão acontecer, porém, no formato online, como era realizado no início da pandemia, em 2020. “Nosso templos permanecem abertos para orações e atendimento individual durante esse período”, complementa a nota da Assembleia de Deus.

Clamando pelo Brasil

Por conta do momento complicado que estamos vivendo com os números altos de mortes de covid-19 em todo o país, a Convenção Geral das Assembleias de Deus do Brasil (CGADB), está convocando os evangélicos para a campanha “7 madrugadas clamando pelo Brasil”.

A campanha começa nesta sexta-feira, 12 e vai até o dia 18. A convocação foi feita pelo presidente da CGADB, pastor José Wellington Costa Júnior.

“Tendo em vista o crescente número de pessoas infectados pela Covid-19 e de famílias enlutadas, convoco todos os ministros e irmãos para uma semana de clamor intenso, em especial às 3 horas da manhã a partir de hoje. Oremos juntos numa só voz, pois cremos na resposta de Deus”, diz a nota de convocação.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se