26.6 C
Vitória
segunda-feira, 6 dezembro 2021

Pandemia pode fechar mais de 360 igrejas na Inglaterra

O alerta foi feito com base em um relatório divulgado pelos Comissários da Igreja, órgão que administra as propriedades, em julho. As igrejas poderão ser fechadas por conta da pandemia

Por Priscilla Cerqueira

Mais de 360 igrejas da Inglaterra correm o risco de ser fechadas ou demolidas nos próximos cinco anos. A informação foi divulgada pela organização de preservação de igrejas “Friends of Friendless Churches (FFC)”. O alerta foi feito com base em um relatório divulgado pelos Comissários da Igreja, órgão que administra as propriedades, em julho.

Pelas estimativas, entre 131 e 368 igrejas, incluindo edifícios históricos, poderiam ser vendidos ou demolidos. Entre os motivos apontados estão a perda de dízimos e doações durante o período em que as igrejas foram forçadas a permanecer fechadas, por ordem do governo durante a pandemia de Covid-19.

“Se muitas igrejas não reabrirem de forma sustentável, então outros fechamentos podem ser necessários, mais cedo ou mais tarde”, afirmou o relatório que se baseia em pesquisas realizadas pelas dioceses, pensando nos próximos cinco anos.

A taxa de fechamentos de igrejas seria até oito vezes mais rápida do que antes da pandemia”, relatou o The UK Times. A Igreja na Inglaterra tem cerca de 16 mil templos. Em 1941, esse número era 18.666.

Menos pessoas no culto

A tendência de queda, segundo os autores da pesquisa, está relacionada a uma “forte mudança cultural da fé anglicana” e a menos pessoas comparecendo aos cultos. Também é um reflexo da secularização da população e dos membros que trocam as igrejas anglicanas por católicas ou evangélicas.

Durante a década de 1990, o fechamento de igrejas permaneceu consistente, entre 20 e 25 fechamentos por ano. Os motivos eram porque as congregações das aldeias eram consideradas muito pequenas ou não eram mais capazes de manter as despesas de manutenção contínua.

Entre 1969 e 2021, 2.013 igrejas foram fechadas, conforme o relatório. Isso foi feito entregando os edifícios a outras denominações ou vendendo-os para serem transformados em habitações, lojas, escritórios ou centros comunitários. Mais de 500 dessas igrejas foram demolidas.

Onda de fechamento

A onda de fechamento de igrejas afetou inúmeras denominações na Inglaterra. De acordo com o Instituto Gatestone, de 2001 a 2017, cerca de 500 igrejas em Londres foram fechadas e transformadas em residências particulares.

“Para a comunidade da Igreja, o fechamento e a reutilização de igrejas são frequentemente vistos como um fracasso. O fechamento pode ser traumático para uma comunidade, mas na linguagem das políticas públicas é uma transição, ao invés de uma morte”, concluiu o relatório.

Com informações de The Cristian Post

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se