23.6 C
Vitória
sábado, 4 julho, 2020

Igrejas são fechadas no Cazaquistão

Mais lidas

Presidente sobrevoou áreas afetadas por ciclone em Santa Catarina neste sábado

"Governo está a disposição para ajudar os atingidos", diz Bolsonaro. Confira!

Flexibilização do isolamento pode ter levado 1,1 milhão de volta ao trabalho

Segundo a Pnad Covid, pesquisa divulgada pelo IBGE, de 7 a 13 de junho, a taxa de desemprego no País estava em 12,4%, ante 11,8% na semana anterior

ES: Igreja celebra aniversário com carreata, culto drive-in

Aniversário de 29 anos da Primeira Igreja Batista da Praia da Costa, em Vila Velha (ES) foi diferente. Além de uma live com o grupo Kemuel, teve a carreta da gratidão e o encerramento com o culto drive-in, com participação de Anderson Freire

Bolsonaro sanciona lei que torna obrigatório o uso de máscara

Medida foi publicada hoje no Diário Oficial da União. Saiba mais! 

Só no primeiro semestre de deste ano, 18 igrejas punidas por realizar cultos secretos. A violência contra cristãos aumenta a cada ano no país

A pressão sobre as comunidades religiosas no Cazaquistão parece estar aumentando. Mais 104 casos judiciais foram movidos contra indivíduos, comunidades religiosas e comércios por atividades religiosas ilegais nos primeiros seis meses deste ano.

A informação da Portas Abertas, que apoia cristãos perseguidos em mais de 60 países. Anualmente, a organização lança a Lista Mundial da Perseguição, que classifica 50 países que mais perseguem cristãos no mundo. O Cazaquistão está em 34º lugar na Lista em 2019.

A situação vem piorando para os cristãos por conta do grande número de incidentes violentos: invasões a lares cristãos, confisco de materiais religiosos, detenções e interrogatórios. A violência física também aumentou acentuadamente. O país, que costumava ser um dos mais suaves da região em relação à perseguição, está cada vez mais parecido com os outros países da Ásia Central.

Pressões governamentais e sociais cresceram sobre a religião. Intolerância religiosa e extremismo em países islâmicos aumenta a perseguição aos cristãos no mundo

Autoridades do país abriram 28 processos administrativos contra comunidades religiosas por reunirem pessoas para cultuar a Deus, ou somente por manter um local de culto entre janeiro e julho de 2019.

Durante todo o ano de 2018, foram 39 casos como esses no Cazaquistão.

Mais casos também foram registrados no primeiro semestre de 2019 por materiais religiosos ou postar conteúdo religioso online do que todo o ano anterior: 20 e 16 casos, em comparação com 18 e 23 casos, respectivamente. O relatório mostra que no primeiro semestre de 2019 um total de 18 igrejas protestantes, todas pertencentes ao Conselho de Igrejas Batistas não registradas, foram acusadas de realizar reuniões proibidas nesse país. Eles receberam multas equivalentes a um e dois meses de salário médio como punição.

Durante o mesmo período, cinco igrejas protestantes e dois cristãos foram punidos por distribuir literatura religiosa, com multas e outra com a proibição de distribuição posterior. As igrejas locais disseram à Portas Abertas, no início deste ano, que sua liberdade de adoração estava diminuindo gradualmente. Igrejas registradas são checadas com mais frequência e enfrentam maiores restrições e, para igrejas não registradas, está se tornando mais difícil de se encontrar, disseram eles.

Um relatório da unidade de pesquisa da Portas Abertas afirma que o cristianismo no Cazaquistão é visto como uma religião russa e que “alguns meios controlados pelo governo retratam os cristãos protestantes como uma ameaça à segurança e à sociedade”.

Perseguição aos cristãos

Existem duas fontes principais de perseguição aos cristãos no Cazaquistão: uma é o Estado e a outra, o ambiente muçulmano. A perseguição do Estado acontece por meio da polícia, serviços secretos e autoridades locais, que monitoram atividades religiosas e frequentemente vigiam os cultos realizados nas igrejas.

As autoridades do Estado perseguem regularmente as igrejas não registradas. A cultura islâmica no geral torna a vida especialmente difícil para os convertidos ao cristianismo. Todas as comunidades cristãs experimentam alguma forma de perseguição.

As igrejas ortodoxas russas são as menos perseguidas, pois geralmente não tentam entrar em contato com a população cazaque. São os cristãos indígenas ex-muçulmanos que suportam o maior peso da perseguição vinda tanto do Estado como da família, amigos e comunidade. Alguns convertidos chegam a ser trancados em casa por longos períodos, agredidos e podem até ser expulsos de suas comunidades. Mulás (clérigos islâmicos) locais também pregam contra eles.

A liberdade religiosa já está restrita pela legislação (que data de setembro de 2011) e o governo do Cazaquistão está constantemente trabalhando para aumentar seu controle sobre toda a sociedade, o que significará mais vigilância, ataques a reuniões e prisão de cristãos.

O governo usa a ameaça do islamismo radical e extremismo religioso para restringir mais e mais esferas da vida. Isso tudo explica a piora da situação da minoria cristã e faz com que a perspectiva do futuro pareça preocupante. É improvável que a pressão do ambiente social, principalmente para ex-muçulmanos, mude.

*Com informações de Portas Abertas


Leia mais

Cresce perseguição a cristãos na América Latina
Não à tolerância religiosa e à discriminação

- Continua após a publicidade -

Comunhão Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

Artistas cristãos na ação social “Eu Soul VC”

Entre os artistas cristãos confirmados estão Casa Worship, Renascer Praise, André e Felipe, Rebeca Carvalho e Leandro Borges

The send Argentina é adiado para 2021

Em comunicado, os organizadores do The Send disseram que a data exata será definida assim que o governo tiver o poder de reativar eventos maciços

Em agosto, 16º Fórum de Ciências Bíblicas

Com o tema “A Bíblia para as novas gerações”, evento será realizado nos dias 13 e 14 de agosto, no Centro de Eventos de...

Expoevangélica 2020 é adiada para dezembro

Neste ano, a Expoevangélica celebra 15 anos e pretende realizar uma grande festa em Fortaleza (CE).

Plugue-se

Juliano Son canta “Nada mudou”, do EP Tudo Novo

Canção é o quinto e último single do projeto musical Tudo Novo, de Juliano Son

Kemuel e o fenômeno da música “Algo Novo”

Com quase cinco milhões de vies no Youtube, "Algo Novo", tem impactado a vida de muita gente e diversos testemunhos de cura 

“Quando o sol se põe” estreia dia 22, na Netflix

Filme é uma boa opção para todas as pessoas, independente da religião. Entre os atores de “Quando o Sol se Põe” estão a cantora Priscilla Alcantara, Lu Alone, Filipe Lancaster e Lito Atalaia

Denzel Washington e seu encontro sobrenatural com o Espírito Santo

O ator é bem conhecido por interpretar o papel de Malcolm X - um filme biográfico relacionado às atuais tensões raciais nos Estados Unidos e o Livro de Eli