25.5 C
Vitória
terça-feira, 16 abril 2024

Igrejas do mundo se unem em oração por 340 milhões de cristãos perseguidos

Foto: Reprodução

O grupo de vigilância da perseguição com sede nos EUA  disse: “a primeira coisa que os cristãos perseguidos pedem é a oração”

Por Marlon Max

Para observar o Dia Internacional de Oração pelos Perseguidos anual, no domingo (14) , as igrejas em todo o mundo estão orando por mais de 340 milhões de cristãos que são perseguidos ou oprimidos por causa de sua fé.

“O Dia Internacional de Oração pelos Perseguidos é um momento separado para lembrar todos aqueles que compartilham nossa fé, mas não nossa liberdade”, disse Godfrey Yogarajah, embaixador para a Liberdade Religiosa da Aliança Evangélica Mundial.

A Comissão de Liberdade Religiosa lançou o primeiro (IDOP — sigla em inglês) em 1996, incentivando igrejas em todo o mundo a dedicar um domingo em novembro para orar pelos cristãos perseguidos.

- Continua após a publicidade -

“Por mais de duas décadas, todo mês de novembro, a Igreja global tem se unido em oração por nossos irmãos e irmãs perseguidos em todo o mundo. Hoje, mais de 300 milhões de cristãos vivem em lugares onde enfrentam perseguição por sua fé em Jesus Cristo. Surpreendentemente, este é um em cada oito cristãos, globalmente ”, disse o secretário-geral da WEA, Thomas Schirrmacher.

Falando à CBN News, David Curry, presidente e CEO da Portas Abertas nos EUA, colocou o número de cristãos que são perseguidos ou oprimidos por causa de sua fé em Jesus em mais de 340 milhões.

“Alguns desses lugares como a Coreia do Norte são excepcionalmente difíceis se você for pego com a Bíblia, você pode passar o resto de sua vida na prisão ou até mesmo perder sua vida”, explicou ele. “Então, há outros lugares ao redor do mundo onde o Evangelho se opõe. Você pode ser assediado e incomodado, portanto, há várias maneiras de as pessoas serem perseguidas por sua fé. ”

Atrás de cada número e estatística, há uma história humana, observa a World Watch List, que busca identificar os países onde a perseguição cristã é mais violenta.

Durante o bloqueio devido à pandemia do coronavírus, os cristãos na Índia, Mianmar, Nepal, Vietnã, Bangladesh, Paquistão, Ásia Central, Malásia, Norte da África, Iêmen e Sudão tiveram a ajuda negada, diz a Lista do World Watch.

Com informações CBN News

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Publicidade

Comunhão Digital

Publicidade

Fique por dentro

RÁDIO COMUNHÃO

VIDA E FAMÍLIA

- Publicidade -