27.3 C
Vitória
segunda-feira, 30 março, 2020

Igrejas chinesas nos EUA reduziram em 50% este ano

- Continua após a publicidade -

Mais lidas

McLaren vai produzir 10 mil ventiladores respiratórios

Equipe de Fórmula 1 disponibilizou a fábrica de carros junto com outras empresas para fabricar equipamentos médicos para ajudar as vítimas da Covid-19

Abertura dos jogos olímpicos acontecerá em julho de 2021

Os Jogos Olímpicos de Tóquio têm nova data definida para serem realizados: de 23 de julho a 8 de agosto de 2021 na capital japonesa

Hospital no Pacaembu deverá ser entregue em abril

A construção para receber pessoas com a Covid-119 é uma parceria entre Hospital Israelita Albert Einstein e Prefeitura de São Paulo

Bolsonaro recorrerá da decisão da Justiça de fechar igrejas

Uma ação do Ministério Público Federal, a Justiça Federal suspendeu a validade dos decretos presidenciais que incluiu na lista de serviços essenciais, os templos religiosos e casas lotéricas. Confira!

Combate ao coronavírus! Igrejas chinesas nos Estados Unidos na linha de frente da vigilância. Participação nos cultos caíram até 50% este ano

Muitas igrejas chinesas, nos Estados Unidos, como a Raleigh Chinese Christian Church (RCCC) estão fazendo o seu melhor para evitar a transmissão comunitária do coronavírus.

Colado na entrada das portas de vidro da igreja, há um aviso amarelo com a palavra “ATENÇÃO” em letras maiúsculas. Ele adverte os pais a não levarem os filhos para a igreja se tiverem viajado para a Ásia nos últimos 14 dias.

A congregação não denominacional com serviços em mandarim, cantonês e inglês assumiu a responsabilidade de colocar os membros em quarentena, de acordo com a orientação dos Centros de Controle de Doenças. Por isso, outras tomaram medidas de precaução adicionais. Bem como cancelar reuniões de pequenos grupos, almoços de domingo e outros eventos comunitários.

“Acho que há cautela. Pode haver um pouco de medo misturado com isso também, o que é compreensível”,disse Jerry Miller, pastor de jovens da RCCC.

Surto do Vírus 

O surto do vírus, que começou em Wuhan, na China, adoeceu milhares e matou mais de 2.700 pessoas. Pelo menos 35 pessoas nos EUA estão infectadas com o chamado vírus (COVID-19). Todos os infectados, estão ligados a viagens ao exterior, incluindo 18 pessoas evacuadas do Diamond Princess, cruzeiro ancorado em Yokohama, no Japão.

Até agora, nenhum americano morreu do coronavírus e os infectados não o espalharam para a comunidade em geral. Entretanto, a comunidade americana chinesa implementou amplas precauções de segurança. Além disso, o vírus também impediu as comemorações comunitárias do Ano Novo Chinês, que caíram no dia 25 de janeiro.

Queda nos cultos 

A participação nas igrejas chinesas dos EUA caiu 50% a partir do final de janeiro. Porém está se recuperando lentamente, de acordo com alguns pastores entrevistados. Em todo o país, festas, confraternizações e outras celebrações de fim de ano foram quase todas canceladas.

“Todos nós fomos impactados de maneiras muito semelhantes”, disse Carter Tan, um dos pastores da Grace Baptist Church de Richmond, da Convenção Batista do Sul (SBC), Virgínia.

Segundo ele membros de igrejas chinesas nos EUA lamentam a perda de familiares e amigos que morreram em Wuhan, cidade de 11 milhões de pessoas no centro da China. “Temos uma mulher cujo pai faleceu por causa do coronavírus na semana passada”, disse Tan, acrescentando que isso não está afetando apenas os da China.

A placa do lado de fora da Igreja Cristã Chinesa de Raleigh adverte os pais a não levar seus filhos à igreja se eles viajaram para a Ásia nas últimas duas semanas. (Foto: Christianity Today / Reprodução)

Receio do Contágio nas Igrejas 

Igrejas chinesas afiliadas à (SBC) foram aconselhadas a usar copos de comunhão pré-cheios e selados, contendo suco de uva e uma bolacha. Logo, a Igreja Batista Chinesa (CBC), em Raleigh, colocou uma cesta com máscaras na porta, embora Jane Pan, a pastora, tenha dito que poucos se aproveitaram delas. “Tínhamos alguns que usavam máscaras no começo, mas não mais”, disse Pan.

A igreja, localizada a poucos quarteirões da Universidade Estadual da Carolina do Norte, cancelou suas reuniões de bolsas de estudos. O encontro incluía cerca de 40 alunos e há previsão de retomar a reunião em março. Da mesma forma, a igreja cancelou o almoço comunal de domingo após os cultos.

A Igreja Batista Chinesa de Charlotte mudou a maneira como serve o almoço de domingo. Os pratos cheios de comida são colocados em uma mesa e os garçons usando máscaras faciais e luvas os entregam aos membros da igreja.”Nossa igreja está em alerta”, disse Kevin Fu, um líder leigo. “Essa não é apenas a nossa igreja. É toda a comunidade chinesa.

*Com informações do Christianity Today 

- Continua após a publicidade -

Revista Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

26 de março: live – Como inovar na igreja em tempos de disruptura

Nesta quinta (26), as 19h, vai acontecer a primeira live da série "O efeito da liderança na crise” com Josué Campanhã, diretor da Envisionar e Thiago Faria

Novo Som faz show online

Devido a quarentena por causa do coronavírus, a banda vai estar ao vivo no sábado (28) a partir das 20h. Será transmitido pelo Instagram e Facebook

Coronavírus: Os eventos evangélicos que já foram cancelados

Devido a pandemia que se instalou no país por conta da Covid-19, muitos eventos evangélicos foram cancelados, suspensos ou adiados. Confira!

Oficina sobre comicidade no ambiente hospitalar

O Lacarta Circo Teatro abre inscrição para palhaço hospitalar. A oficina acontecerá dia 14 e 15 de março das 09h às 16h, na sede...

Receber notícias

Gostaria de receber notícias em primeira mão? Assine gratuitamente agora:

Plugue-se

Programas on-line para mentoreamento de homens e mulheres

Ministérios vão transmitir série de lives com objetivo de fortalecer as famílias e oferecer aos pastores, líderes e cônjuges ferramentas para o cuidado intencional, discipulado e mentoreamento

Vem aí o Festival de Cinema Cristão 2020

Entre as novidades do Festival desse ano estão a abertura para a categoria de filmes para surdos e mudos. Inscrições começam dia 1º de abril e vão até 30 de junho

Um encontro diário com a Palavra de Deus

A SBB mobiliza-se para levar esperança à população brasileira, disseminando, pelos meios digitais, a mensagem da Bíblia Sagrada. Entre as ações estão a campanha #PalavradeEsperança e o podcast Um minuto com a Bíblia

Como a pandemia deve ser encarada pelos cristãos?

“Creia no sobrenatural de Deus”, diz médica cristã, ao falar sobre o medo do coronavírus e como os cristãos devem encarar a pandemia