28 C
Vitória
terça-feira, 7 abril, 2020

Igrejas antenadas na rede

- Continua após a publicidade -

Mais lidas

Empresas endividadas poderão tomar empréstimo

O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, disse que o governo está elaborando uma medida provisória para permitir que empresas com dívidas com o governo federal possam tomar empréstimos durante a pandemia do coronavírus.

Irã liberta cristãos presos por sua fé

O país tem dezenas de líderes cristãos presos por se reunirem em casa para cultuar a Deus. Amin Khaki foi libertado após 3 anos de prisão. Confira! 

Covid-19: Brasil tem 667 mortes e mais de 13 mil casos confirmados

Número de mortes é 13% maior que o anunciado ontem (486). Saiba mais! 

Banco Mundial destaca política comercial brasileira no combate à Covid-19

Instituição multilateral elenca melhores práticas comerciais para enfrentar a pandemia. Saiba mais! 

Cada vez mais, cultos transmitidos nas igrejas pela internet têm ajudado na propagação do Evangelho

Por Rafael Ramos

Cada vez mais as igrejas têm aderido às novas tecnologias na hora de propagar o Evangelho de Cristo. Afinal, não tem como negar que a profecia feita por Daniel no último capítulo de seu livro no Antigo Testamento é mais que uma realidade – “E tu, Daniel, encerra estas palavras e sela este livro, até ao fim do tempo; muitos correrão de uma parte para outra, e o conhecimento se multiplicará” (Daniel 12:4).

Os antigos informativos impressos têm dado espaço às publicações nas redes sociais, e o celular – antes visto como inimigo e até tachado como responsável pela dispersão dos irmãos durante o culto – se mostra uma ferramenta cheia de recursos eficientes no cumprimento de Marcos 16:15 – “E disse-lhes: ‘Ide por todo o mundo, pregai o Evangelho a toda criatura’”. Quem comprova isso é a pesquisa TIC Domicílios, realizada em agosto de 2019, ao mostrar que 97% da audiência na internet vêm dos smartphones.

Mais de 126 milhões de brasileiros usam a internet, representando 70% da população do país, aponta a pesquisa feita anualmente pelo Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic). E entendendo o fenômeno e a própria mudança que a internet gerou no mundo e na forma como as pessoas se relacionam, muitas igrejas enxergam essa janela como uma grande oportunidade para anunciar as boas-novas.

“A Online World Church é a chance que Deus dá para todos que desejam serem cuidados, amados e tratados pela palavra do Senhor” – Pr. Chris Durán, da Online World Church (OWC) – Foto: Divulgação

O Instituto Barna, especializado em pesquisa focada na interseção entre fé e cultura nos Estados Unidos, conversou com pastores evangélicos norte-americanos que comprovaram o crescimento da influência da rede mundial de computadores sobre como eles conduzem suas igrejas e elaboram seus sermões. O estudo, divulgado há quatro anos, concluiu que o futuro da Igreja cristã passa pela internet. E ainda revelou que os pastores entrevistados veem na web a possibilidade de espalhar o cristianismo autêntico e combater heresias e distorções.

De olho nisso, há 15 anos, a Igreja Adventista do Sétimo Dia do Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp) transmite seus cultos pela internet. O que motivou essa iniciativa foi ajudar um grupo de pessoas que não podiam vir aos cultos por algum motivo de saúde ou outros motivos pessoais e que gostariam de acompanhar as reuniões no templo. Com mais de 4.200 membros, a igreja promove reuniões às quartas, sábados e domingos.


De acordo com o diretor do Ministério do Marketing da igreja, Fabio Vinicius de Macedo Bergamo, outros pontos que motivaram a igreja a partir para as transmissões online foram a qualidade dos serviços de adoração, as músicas instrumentais e cantadas – hoje a Unasp soma mais de uma dezena de corais e grupos musicais – e a qualidade dos pregadores e de suas mensagens.

“Na primeira transmissão foram usados uma câmera pequena e um tripé do Alessandro Romaneli Lei, que ainda é o nosso diretor técnico. Como não havia ainda plataformas digitais tão facilmente disponíveis como é o YouTube hoje, por exemplo, utilizamos um servidor de streaming (transmissão) que o escritório da Igreja Adventista no Estado de São Paulo tinha para utilizar em eventos, treinamentos e outros propósitos, além de transmissões de cultos. Logicamente, foi uma experiência bastante caseira, mas funcionou bem para a ideia daquele momento.

A recepção foi a melhor possível. Os membros gostaram muito da ideia e, desde então, compartilham bastante. Temos inúmeros testemunhos”, recorda Fabio.
Com o tempo, a equipe da igreja foi se aprimorando e profissionalizando todo o maquinário para proporcionar uma melhor experiência a quem acompanha os cultos da Unasp pela internet. Atualmente, conta com uma switcher (mesa de corte), três câmeras profissionais, um gravador e duas teradek vidiu, que é um dispositivo de streaming de vídeo que transmite vídeos em alta qualidade da câmera para a web em tempo real. As transmissões são feitas pelo YouTube e pelo Facebook oficiais da Igreja Adventista do Unasp, que juntos somam quase 30 mil seguidores. Eles ainda contam com a TV Novo Tempo, emissora oficial da Igreja Adventista, que retransmite os cultos, com geralmente entre 1.200 e 1.300 views. Um dos pontos altos ocorreu durante uma vigília de 12 horas que teve quase 14 mil pessoas acompanhando pela rede.

Mesmo com todo o aparato, Fabio Bergamo deixa claro que o principal alvo da igreja está na questão evangelística e missionária. “Saber que alcançamos muito mais pessoas, além dos nossos mais de 4 mil membros presenciais, nos mais diferentes lugares do país e do mundo, é um cenário que nos faz entender que hoje em dia a tecnologia será indispensável no cumprimento da comissão dada por Jesus Cristo em Mateus 28. Isso nos tem feito mudar a transmissão de algo estático para um formato mais interativo, com conteúdo voltado a quem está assistindo e cuidando de suas necessidades. Isso inclui grupos de oração intercessória e de estudos bíblicos específicos que já estão sendo montados. A ideia é que cada vez mais nos tornemos uma igreja efetivamente plena, presencial e também digitalmente. Afinal, as quase 1.500 pessoas que estão conosco todos os sábados precisam se sentir abraçadas e integradas à adoração”, concluiu.

“O ideal mesmo é que a transmissão ao vivo não mude a rotina da igrejas, mas que seja uma extensão do que a igreja faz tão bem em sua estrutura local para o mundo inteiro por meio da internet” – Elis Amâncio – Foto: COLAPSO777

Compartilhando do mesmo intuito, a Igreja Batista Betânia, em Sulacap, no Rio de Janeiro, conta com 4 mil membros e realiza reuniões em quatro dias da semana. Presidida pelo pastor Neil Barreto, a igreja existe há mais de 50 anos e, no início, transmitia os cultos com uma câmera amadora, mas desde essa época já havia bastante procura por pessoas de dentro e fora da congregação. As mensagens de Neil Barreto, um pastor influente, logo conquistaram moradores de outros estados do Brasil e até mesmo do exterior.

Responsável por comandar o switcher durante os cultos, o cineasta e publicitário Pedro Duarte disse que a igreja viu a importância de investir em um equipamento mais profissional e chegou até mesmo a contratar profissionais da área. Adquiriu uma mesa de corte totalmente digital, câmeras, cabos, softwares para a transmissão e cabos de fibra ótica para evitar quedas do sinal de internet. “A primeira transmissão foi através do Live Streaming, um software totalmente voltado à transmissão online. Após dois anos, migramos para o YouTube e o Facebook. Temos um público de mais ou menos 700 pessoas assistindo aos cultos, que ficam disponíveis nas redes sociais da igreja e atingem milhares de visualizações”, conta Pedro.

Durante as transmissões, há muitas pessoas conectadas que moram no exterior, em lugares como Estados Unidos e Japão. “A internet tem um poder gigantesco na disseminação da mensagem e usar isso a favor do Reino de Deus é questão de inteligência.

A gente tem que se adaptar às novas tecnologias e ao tempo presente e usar isso a favor do Evangelho. Se temos condições de fazer uma transmissão muito bem-feita, vamos fazer para essas pessoas, porque é uma questão de inteligência e de visão de Reino”, declarou Pedro Duarte.

“Faça o melhor com o que você tem em mãos”

Com especialização em Comunicação Digital, Mídias Sociais e Marketing Digital, a jornalista Elis Amâncio é autora de dois livros que abordam a relação da comunicação com a Igreja e as boas-novas do Evangelho. Professora de mídias e palestrante, ela ressalta que a maioria que assiste a cultos pela internet o faz por estar em cidade diferente, doente ou por alguma impossibilidade mais grave de comparecimento.

Para quem deseja iniciar a transmitir as reuniões da igreja pela grande rede, Elis recomenda fazer testes com transmissões menores antes para saber como é o sinal da internet. Vale lembrar aos preletores que eles estarão na internet e é sempre bom solicitar que assinem um termo de uso de imagem. Inclusive, para aqueles que vão dar algum tipo de testemunho ao vivo, a fim de não se sentirem expostos. “Se as transmissões ao vivo já são uma realidade na igreja, indico que deixem um aviso no telão, antes de começar a reunião, comunicando que estarão ao vivo, que o culto faz registros fotográficos e que se a pessoa não quiser aparecer, que procure a diaconia ou algo assim. O ideal mesmo é que a transmissão ao vivo não mude a rotina da igreja, mas que seja uma extensão do que já é tão bem-feito em sua estrutura local para o mundo inteiro, por meio da internet”.

“A internet tem um poder gigantesco na disseminação da mensagem, e usar isso a favor do Reino de Deus é questão de inteligência” – Pedro Duarte, Igreja Batista Betânia, no Rio de Janeiro – Foto: Ana Cristina Martins Duarte.

Sobre a parte operacional, Elis Amâncio orienta a ter uma boa conexão de internet para que o áudio e a imagem sejam transmitidos na melhor qualidade possível. “Faça o melhor com o que você tem em mãos. Se é possível transmitir apenas por um celular, que seja por ele. Esperar ter um cenário ideal, comprar equipamentos caros, pode estar fora do alcance de muitas igrejas. Precisamos atuar com o que temos e fazer o nosso melhor.”

Responsável pela comunicação e marketing da startup cristã Hitbel, que oferece soluções digitais a músicos, pastores, igrejas e influencers (influenciadores) cristãos, Elis afirma que a mensagem do Reino de Deus precisa ser propagada e, através das lives, que devem ser bem configuradas com título, descrição da mensagem, referências bíblicas, palavras-chave, entre outros pontos, mais e mais pessoas terão acesso à Palavra.

Além disso, uma capacitação técnica é muito importante: saber como funciona o meio digital, as redes sociais e as ferramentas e aplicativos que podem otimizar o tempo e obter conhecimento. “Minha orientação é Marcos 16:15. Seja luz, on e offline. Se o cristão estiver na internet, como igreja, ministério ou individualmente, com a visão de ser um testemunho vivo do que Deus fez por nós, sem dúvidas a mensagem alcançará ainda mais e mais pessoas. O mundo carece de palavras de fé, amor e esperança. Sabemos que a Bíblia é fonte de inspiração e pode impactar muitas pessoas”.

“A tecnologia será indispensável no cumprimento da comissão dada por Jesus Cristo em Mateus 28” – Fabio Vinicius de Macedo Bergamo, Igreja Adventista do Sétimo Dia do Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp – foto) – Foto: Divulgação

Ciber-religião

O pastor Andrey Masson, da comunidade adventista Nova Semente, em São Paulo, classifica este momento da Igreja como “ciber-religião”, funcionando como um canal de pastoreamento virtual e abrangendo todas as categorias. “Quando pensamos a missão da Igreja, necessariamente incluímos nossos membros virtuais. Muitos que moram fora do país, ou mesmo não frequentam nenhuma igreja, acompanham nossos cultos e contribuem financeiramente, com dízimos e ofertas para nossa comunidade. Somos uma cibercomunidade religiosa”.

Com câmeras de boa resolução, mesa de corte e placa de áudio e de transmissão ao vivo, a Nova Semente conta com 737 membros e realiza três reuniões aos sábados. Andrey recorda que, apesar de a primeira transmissão ter sido cheia de erros, não desmotivou a equipe responsável pelas lives. Ao contrário, foram realizadas muitas medições e estudos estatísticos, comparações pré e pós-transmissões.

“Fizemos uma adequação no auditório, depois um planejamento financeiro para aquisição dos equipamentos. A parte mais difícil foi o treinamento das equipes, mas logo tivemos um alcance significativo para conteúdo religioso, ao ponto de um dos nossos cultos ser retransmitido para uma rede de TV aberta. Temos cerca de 60 mil inscritos no canal do YouTube, com vídeos que vão de 3 milhões a meio milhão de visualizações. Em geral, temos um número de 10 mil views por vídeo”.

Nos moldes da igreja primitiva

Com a intenção de impactar pessoas e seguir a missão da Igreja, o cantor e pastor Chris Durán lançou a Online World Church (OWC), que, nas suas palavras, “é um braço missionário que faz do seu lar o modelo da Igreja primitiva”. Com transmissões sempre às terças-feiras, às 20h30, pelo canal do cantor no YouTube, o foco inicial tem sido nos países de língua portuguesa, mas Durán já estuda realizar as pregações em vários idiomas. “A OWC dá às pessoas a chance de encontrar um abrigo no meio de grande deserto onde não se fale da Bíblia.

Quem achou uma igreja onde a Palavra de Deus está sendo pregada na sua essência achou um real manancial. Mas se ela não está, Deus tem outras estratégias, e a OWC é a chance que Deus dá para todos que desejam ser cuidados, amados e tratados pela Palavra do Senhor”, disse Chris Durán.


Dicas de leitura

Mídias Sociais na Igreja (Ebook)
Elis Amâncio

 

 

 

 

Comunicando o Reino (Ebook)
Elis Amâncio

 

 

 

 

Desconecte-se – Uma Jornada de Volta à Vida Real (Ebook)
Richarde Guerra

 

 

 


 

A primeira transmissão da Online World Church, realizada no dia 30 de outubro de 2018, foi, nas palavras de Chris, “um verdadeiro desafio como forma de obedecer a um chamado de Deus”. No início, ele precisou transformar o escritório, no Recreio dos Bandeirantes, Zona Oeste do Rio de Janeiro, em um estúdio de filmagem. E recorda que cometeu alguns erros, precisou lidar com falhas técnicas, como perder o sinal de internet durante uma live. Aos poucos, conseguiu contar com profissionais da área que aprimoraram o projeto.

O pastor conta com a plataforma VMIX, que transmite simultaneamente pelo YouTube e pelo Facebook; uma câmera da Sony Alfa 9 e uma boa iluminação, para que todos os estudos se tornam aprazíveis aos que assistam; e um bom computador. Chris Durán ainda tem o apoio de um responsável por toda a parte tecnológica e criativa do desenvolvimento da OWC, profissional que atende às pessoas que se cadastram na OWC, além de pastores e presbíteros que são voluntários para propagar o Reino por meio do projeto. “Em apenas um ano de igreja online, já atingimos várias nações, onde não somente pessoas me assistem, mas também são parte desse maravilhoso projeto divino. Temos pessoas de várias regiões do país, até no Japão e na Coreia”.


leia mais

Expandindo a pegada digital das igrejas
Discipulando através da mídia e da comunicação

- Continua após a publicidade -

Revista Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

Live: “As perguntas cruciais a serem respondidas na crise”

Um dos 25 melhores CEO’s dos EUA, Craig Groeschel fará nesta quinta-feira (02), às 10h30, uma Live exclusiva para o Brasil com tradução simultânea

Vigília online ‘Há uma Luz’: um clamor contra o covid-19

Para levar paz e esperança à população afetada pela pandemia global da Covid-19, a plataforma cristã, InChurch, organizou a vigília online “Há uma Luz” nesta quarta (1º).

26 de março: live – Como inovar na igreja em tempos de disruptura

Nesta quinta (26), as 19h, vai acontecer a primeira live da série "O efeito da liderança na crise” com Josué Campanhã, diretor da Envisionar e Thiago Faria

Novo Som faz show online

Devido a quarentena por causa do coronavírus, a banda vai estar ao vivo no sábado (28) a partir das 20h. Será transmitido pelo Instagram e Facebook

Receber notícias

Gostaria de receber notícias em primeira mão? Assine gratuitamente agora:

Plugue-se

Conheça as novas artistas da Sony Music

Amanda Loyola, que é capixaba, foi destaque do quadro de Jovens Talentos do Raul Gil e Thais Castro, que é líder do ministério de louvor da igreja Por Amor de São Bernardo do Campo (SP). Agora as duas integram o time Sony Music

“Deus nos poupou”, desabafa Soraya Moraes

Em suas redes sociais, a cantora Soraya Moraes fez um desabafo da cura do marido de covid-19. Ela também revelou que estar curada da doença

Vencendo o medo é tema de campanha da SBB

Nesses tempos difíceis que o Brasil e o Mundo têm enfrentado, a Sociedade Bíblica do brasil quer levar Esperança às pessoas. Por isso, foi lançada a campanha de evangelização "Vencendo o Medo", com o objetivo de compartilhar a Palavra de Esperança.

Danilo Franco traz o pop pentecostal em “Confio em Deus”

Em tempos de isolamento social, a mensagem da canção "Confio em Deus", de Danilo Franco, pode fazer grande diferença na vida de milhares de pessoas.