20.7 C
Vitória
quarta-feira, 25 maio 2022

Igrejas ajudam comunidades atingidas pelas fortes chuvas na Bahia

Rio Catole transbordou, alagando a cidade de Itapetinga - Foto: Reprodução

São 72 municípios em situação de emergência reconhecida pelo governo estadual. Deste total, mais de 50 ficaram parcialmente ou totalmente submersos

Por Patricia Scott

Mais de 430 mil pessoas foram afetadas com fortes chuvas que atingiram o Estado da Bahia nos últimos dias. São 19.580 desalojados, dois desaparecidos e 18 mortos. Os dados foram atualizados no fim da tarde desta segunda-feira (27), de acordo com dados repassados pelos municípios e totalizados pela Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec).

A estimativa da população total afetada é de 430.869 pessoas. A Bahia tem, ao todo, 72 municípios em situação de emergência reconhecida pelo governo estadual. Deste total, mais de 50 ficaram parcialmente ou totalmente submersos.

“Estamos falando de 58 cidades com comunidades inteiras rurais e urbanas embaixo d’água. Vai desde a região sul, no Vale do Jiquiriçá, até a região de Jequié. Hoje, quatro cidades do oeste da Bahia também tiveram alagamento de muitas casas e comunidades”, ressaltou o governador da Bahia, Rui Costa (PT).

Foto: Reprodução

Devido às estradas e pontes destruídas, há muitas cidades isoladas e incomunicáveis. A Convenção Batista Baiana (CBBA) prestou ajuda aos moradores de Jucuruçu, um dos municípios mais atingidos. A Assembleia de Deus de Nova Alegria também se mobilizou para socorrer as pessoas afetadas pelas tempestades.

A Igreja Universal do Reino de Deus idealizou uma campanha “SOS Extremo Sul da Bahia para arrecadar alimentos, água e produtos de higiene a partir do programa Unisocial-EVG para ajudar as famílias mais afetadas, segundo divulgou o site Uol. Já a agência humanitária Adra (Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais) tem se solidarizado com a difícil situação da Bahia. Foram enviados 43 mil litros de água potável para o município de Jucuruçu, local onde a chuva tem causado muitos estragos.

Segundo o governador Rui Costa (PT), “é uma tragédia nunca vista pela extensão e dimensão. Seja pela quantidade de casas, número de cidades ou extensão territorial. Para se ter uma ideia, fechamos o dia operando com nove helicópteros”.

O Pátria Voluntária, programa do governo federal criado para apoiar iniciativas entre o governo, organizações da sociedade civil e o setor privado, lançou uma campanha para arrecadar roupas às vítimas das chuvas na Bahia. A iniciativa é feita em parceria com entidades, incluindo a Cruz Vermelha Brasileira, a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) e a Polícia Rodoviária Federal.

Instituto Liga do Bem
O Instituto Liga do Bem, na Bahia, também se mobiliza para ajudar as vítimas das chuvas. São 650 voluntários envolvidos na ação assistencial.

Ponto de Coleta em Salvador para mantimentos e roupas: Rua Manoel Antônio Galvão, 25 – Pituaçu, em Salvador (Bahia). Doações podem ser feitas no Banco do Brasil, agência: 2799-5, Conta: 33713-7 e Pix – CNPJ: 35.759.019/0001-09.

Voluntárias Sociais da Bahia
Foi iniciada, nesta segunda-feira (27), uma campanha de arrecadação de doações para ajudar as famílias atingidas pelas enchentes. A iniciativa é do grupo Voluntárias Sociais da Bahia.

Os interessados em ajudar, pode entregar alimentos não perecíveis, água, roupas, materiais de higiene e limpeza na sede da instituição, que fica no Palácio da Aclamação, na Av. Sete de Setembro, 1.330 – Campo Grande, em Salvador, das 8h às 20h. Informações pelo telefone (71) 3329-5055.

Com informações Adra, Uol, CNN e Universal 

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se