19.6 C
Vitória
terça-feira, 27 julho 2021

O que a igreja deve aprender com a construção do Tabernáculo?

Colocar pessoas nos lugares certos e organizar o trabalho para que haja produtividade está entre os quesitos que a igreja deve seguir, como foi na construção do Tabernáculo nos tempos de Moisés

Por Priscilla Cerqueira 

Lá no monte Sinai, Deus mandou Moisés construir um lugar especial chamado tabernáculo. Ali, os israelitas iam poder adorar ao Senhor. Moisés devia construir o tabernáculo de um jeito que desse para montar, desmontar e carregar. Trata-se da aliança de Deus com o seu povo. Mas o que esse santuário tem a ver com a igreja de hoje?

O Instituo Alvo apontou cinco coisas que a igreja deve aprender com a construção do Tabernáculo. Entre elas a escolha das pessoas certas nos lugares, que compete aos líderes. Isso interfere numa boa gestão. Veja abaixo quais as lições!

1. Saiba identificar os talentos que Deus deu à sua comunidade.

“Eu escolhi Bezalel, filho de Uri, filho de Hur, da tribo de Judá, e o enchi do Espírito de Deus, dando-lhe destreza, habilidade e plena capacidade artística…” (Ex 31:2‭-‬3). Toda capacidade de servir vem de Deus. Na sua multiforme sabedoria ele capacita pessoas com incrível diversidade de dons e talentos.

2. Coloque pessoas certas nos lugares certos

“Então Moisés chamou Bezalel e Aoliabe e todos os homens capazes a quem o Senhor dera habilidade e que estavam dispostos a vir realizar a obra.” (Ex 36:2). Não basta ter os talentos disponíveis. É preciso fazer a gestão correta, reconhecer os talentos existentes, saber delegar aquilo que os líderes não sabem fazer. Isso demanda competência e humildade.

3. Organize o trabalho com eficiência

“Todos os homens capazes dentre os trabalhadores fizeram o tabernáculo…(…) Assim foi encerrada toda a obra do tabernáculo, a Tenda do Encontro.” Ex 36:8; 39:32). Trabalho eficiente tem começo, meio e fim. Havia um modelo claro a ser seguido. Uma filosofia muito bem definida e um propósito claro. Assim mesmo, se o trabalho fosse mal organizado e executado, não teria sido terminado como foi.

4. Exponha as necessidades da comunidade com clareza

Separem dentre os seus bens uma oferta para o Senhor. Todo aquele que, de coração, estiver disposto, trará como oferta ao Senhor: “ ‘ouro, prata e bronze… (Ex 5:5).Ninguém podia adivinhar o que Deus tinha dito a Moisés se ele não dissesse isso claramente para o povo. O engajamento é sempre maior quando as pessoas sabem onde seus recursos serão utilizados e por quê.

5. Preste contas com transparência do uso que se faz dos recursos doados

“Esta é a relação do material usado para o tabernáculo, o tabernáculo da aliança, registrada por ordem de Moisés pelos levitas, sob a direção de Itamar, filho de Arão, o sacerdote”.(Ex 38:21) Qualquer dinheiro levantado em nome de Deus pertence a Ele e a mais ninguém. Não há desculpa ou justificativa para que os números não sejam expostos à comunidade. Se Moisés fez isso, por que você acha que não precisa fazer?

Com informações do Instituto Alvo

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se