O ide na educação

Jovens da Primeira Igreja Batista em Jardim Camburi, Vitória (ES) durante ação na Faculdade do bairro. Foto: Juventude MAR/PIBJC

Em tempos de provas, abraços e orações fazem diferença na vida dos estudante. Jovens cristãos de várias partes do país cumpriram o Ide na vida dos candidatos do Enem

Você já foi abordado por um cristão quando foi fazer uma prova? Tem ficado cada vez mais comum cristãos se reunirem para mostrar solidariedade para estudantes. Foi o que aconteceu nos dois últimos domingos. Em vários cantos do Brasil, jovens cristãos fizeram a diferença na vida dos alunos ao fazer o Enem.

No Centro Universitário Tiradentes, em Maceió (AL), um grupos de jovens compareceu para desejar boa prova aos candidatos. Com cartazes que levavam frases de incentivo, os voluntários ofereceram água, bombom e oração para quem chegava ao loca com antecedência.

No Rio de Janeiro, voluntários foram à rua da Pontifícia Universidade Católica (PUC) para distribuir abraços aos candidatos.

“Um abraço faz toda a diferença na vida de uma pessoa. Quanto mais abraço você recebe, mais receptivo você fica. É uma troca de energia e alivia a tensão, principalmente num dia de prova como esse”, disse o estudante Lucas Gama Azevedo, 25.

Foto: Juventude MAR/PIBJC
Abraço e oração

Na maioria dos locais, os jovens cristãos distribuíram abraços, água e orações. Em Criciúma (SC), a Igreja das Nações realizou uma mobilização chamada de “Corredor do Amor”, na Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc). Os jovens ofereciam sorrisos e abraços aos estudantes que entravam no local para as provas.

“O que é essa galera na frente da Unesc batendo palmas para cada aluno, coisa linda, estou até arrepiada”, afirmou uma estudante. “É incrível, fizeram um corredor, aplaudindo e gritando, até ganhei um abraço. Quase chorei!”, disse outra estudante.

Acolhimento

Em Vitória (ES), jovens da Primeira Igreja Batista em Jardim Camburi também foram para a porta de uma Faculdade do bairro da abençoar os estudantes.

Além de orar e abraçar os candidatos, eles distribuíram água e até canetas. O lema era “Você não é o resultado de uma prova”.

“Este é um momento de muita pressão emocional, social, física e até mesmo espiritual na vida destes jovens. Estivemos ali com um grupo de jovens com o objetivo de trazer uma palavra de paz, segurança e esperança. “Temos a compreensão que o pouco que temos a oferecer, se for feito com amor transforma a realidade e o dia de uma pessoa”, explicou o pastor Vandinho Borges, coordenador da ação.


leia mais

Jovens cristãos evangelizam estudantes do Enem
Evangelismo com jovens e futebol