Músicos da Hillsong United se emocionam com testemunho de preso e decidem ir à prisão

Em ambas as apresentações eles tiveram o apoio do ministério God Behind Bars (Deus por trás das grades), que lhes ajudou nos contatos

A banda recebeu uma carta em que preso detalhava como havia se convertido por meio das músicas do ministério Hillsong. 

Uma carta de um preso na prisão de Folsom, na Califórnia (EUA), tocou o coração dos músicos australianos da Hillsong United. Em seu texto, Lothar Preston  detalhou como havia vindo a Cristo por meio das músicas do ministério Hillsong. O testemunho encorajou a banda, que decidiu ir à prisão para visitar o novo amigo e louvar com os prisioneiros.

“Eu nunca sonhei que eu iria ver vocês”, disse o preso aos membros da banda Jonathon Douglass, Taya Smith e Matt Crocker. “É inacreditável”.

Preston disse que a melhor coisa que aconteceu na prisão foi quando eles tiveram acesso ao canal de TV da Hillsong. “Um dia na minha cela, ouvi o concerto de Miami e a música me tocou de uma forma que nunca mais fui o mesmo”.

Segundo ele, a música de Hillsong lhe ensinou a conhecer “o Espírito Santo, a graça e saber o quanto Deus me ama.” Douglass compartilhou como a banda esperava alcançar pessoas de todas as maneiras possíveis e até de formas que eles nem imaginavam.

Além de conhecer o autor da carta, a banda passou algum tempo com os prisioneiros, cantando louvores. “Estou seguro em dizer que acabamos de ter uma das experiências mais loucas e memoráveis de nossas vidas”, conclui Douglass após a visita à Folsom.

Para ele, o que viram foi “adoração de verdade”. Em outro vídeo, eles mostram como foi a apresentação na prisão feminina de West Virginia.

Em ambas as apresentações eles tiveram o apoio do ministério God Behind Bars (Deus por trás das grades), que lhes ajudou nos contatos. Refletindo sobre a experiência, os membros da United citaram as palavras de Jesus que os estimulou: “Estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e foste me ver” (Mateus 25:36).