29.9 C
Vitória
terça-feira, 18 janeiro 2022

Hernandes Dias Lopes: 3 lições sobre vida de Samuel

“Seu ministério de intercessão foi comparado ao ministério de intercessão de Moisés. Ambos foram conhecidos como os grandes intercessores de Israel” 

Por Marlon Max

Samuel fez a transição do governo teocrático para a monarquia em Israel. Foi o maior profeta, sacerdote e juiz de sua geração. Foi um homem íntegro e um intercessor incansável. De acordo com o reverendo Hernandes Dias Lopes, a história de Samuel pode nos ensinar diversas lições preciosas, estre elas, o pastor destaca três ensinamentos.

A primeira lição acontece antes mesmo de Samuel nascer. Dias Lopes ressalta a forma como a mãe de Samuel clamou a Deus  e pediu um por um milagre. Esse milagre veio, e cresceu para ser um dos homens mais importantes de sua época. 

“Ele foi prometido a Deus antes mesmo de ser concebido. Ana, sua mãe, era estéril. Ela orou a Deus por vários anos, e isso, com lágrimas, para conceber. Ela não apenas queria ter um filho, mas desejava ter um filho para consagrá-lo para Deus. Não apenas pediu um milagre ao Senhor, mas decidiu devolver para Deus o fruto do milagre. Samuel foi concebido por uma intervenção extraordinária de Deus. Para Samuel ser concebido, Deus deu vida ao ventre amortecido de Ana. Samuel foi resposta da oração e da consagração de sua mãe”, explica. 

Rei samuelA segunda lição remete À infância e desenvolvimento de Samuel. O reverendo Hernandes relembra que Ana, mãe de Samuel, havia prometido entrega-lo para Deus e por isso confio seu filho amado a um sacerdote que prepararia aquela criança para seu grande chamamento. 

“Ele foi devolvido ao Senhor na sua infância. Ana fez um voto a Deus e cumpriu-o. Mesmo sabendo que Eli já estava velho, pesado e praticamente cego, não retrocedeu no seu compromisso de levar o menino desmamado e entregá-lo aos cuidados do sacerdote Eli. Ana confiou que o mesmo Deus que dera Samuel a ela, era poderoso para cuidar de seu filho. Sua confiança na providência de Deus jamais enfraqueceu. As marcas que Ana imprimiu na vida de Samuel deram a ele a base para viver longe do lar, mas perto de Deus”, ressalta o pastor. 

A terceira lição diz respeito ao crescimento de Samuel e a ambiência a qual ele foi submetido durante seu crescimento. Sua mãe, Ana, provia todos os anos roupas que era ideias para a estatura de seu filho. O crescimento de Samuel não foi apenas físico, conta Dias Lopes, mas a cada ano ele se aproximava de se tornar o homem que ele foi criado para ser: um rei sábio, um juiz justo e um profeta destemido.

“Ele foi crescendo adequadamente na presença de Deus. A religião naquele tempo estava em baixa. Eli já estava velho demais e seus filhos eram depravados demais. Mesmo assim, o povo ia a Silo. Mesmo que os sacerdotes não levassem Deus a sério, Deus estava no santuário. Foi nesse ambiente hostil que Samuel cresceu. Todos os anos Ana subia a Silo com uma roupa nova para Samuel, de acordo com o seu crescimento. A roupa do ano anterior não era mais adequada. À medida que Samuel foi crescendo sua mãe preparava-lhe uma roupa adequada à sua estatura. Samuel desenvolveu-se física e espiritualmente”, destaca o reverendo Hernandes Dias Lopes. 

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se