Helicóptero que caiu com Bryant tinha nove pessoas a bordo

Kobe-Bryant-
Gianna Bryant, filha de Kobe que também estava no helicóptero e morreu(Foto: Ethan Miller)

Filha de 13 anos do ex-atleta também estava na aeronave. Outras vítimas do acidente também foram identificadas

Em entrevista coletiva realizada pela polícia de Calabasas, na Califórnia, as autoridades afirmaram que havia nove pessoas a bordo do helicóptero que caiu nesse domingo (26), matando o ex-jogador de basquete Kobe Bryant.

Segundo informações anteriores cinco pessoas haviam morrido. De acordo com afirmação atualizada da polícia, a aeronave levava oito pessoas e o piloto. O acidente ocorreu às 9h47 da manhã no horário local (14h47 no horário de Brasília). Com a queda, o helicóptero pegou fogo e as chamas foram apagadas com dificuldade pelos bombeiros da cidade. Investigações sobre as causas do acidente estão em andamento.

Filha também morre no acidente

A imprensa norte-americana também confirmou que uma das filhas do ex-jogador, Gianna, de 13 anos, também estava no helicóptero. O comissário da NBA, Adam Silver, publicou uma declaração lamentando a morte de Bryant.

“A família NBA está devastada pela morte trágica de Kobe Bryant e sua filha, Gianna”, disse Silver, em nota no Twitter.

“Mas ele será mais lembrado por inspirar pessoas em todo o mundo a pegar uma bola de basquete e competir no melhor de sua habilidade”, acrescentou Silver em outro trecho da nota. Vários atletas de diferentes esportes já prestam homenagens a Bryant nas redes sociais. Ele é um dos grandes nomes da história da NBA, com cinco títulos conquistados e 33.643 pontos marcados, a quarta maior marca da liga.

Vítimas 

Outros passageiros da aeronave foram identificados. Legistas afirmam que a identidade deles foram reveladas após testes de DNA. Zobayan foi identificado como o piloto do helicóptero. Armênio por origem, ele foi descrito por conhecidos como uma “piloto incrível”, segundo o Daily News.

Alyssa Altobelli era amiga íntima de Gianna e jogou ao lado dela na equipe Lady Mambas de Los Angeles. Além da jovem morreram os pais: John, que era treinador de basquete no Pirate Athletics, do Orange Coast College; e Keri, que viajava constantemente com a filha para treinos e jogos com os Bryants. O casal deixa outros dois filhos: JJ e Alexis.

Outra vítima foi Christina Mauser, que era treinadora de basquete na Mamba Sports Academy, onde Gianna jogou pela equipe Lady Mambas. A atleta de 38 anos também era treinadora assistente de basquete em uma escola particular em Orange County.

A morte de Mauser foi confirmada pela prefeita de Costa Mesa, Katrina Foley, que twittou: “Essa tragédia devastadora fica pior a cada hora. Muita dor para tantas famílias locais. Nossos corações estão partidos e tristes pelas famílias.” Ela deixa o marido Matt e três filhos: Penny Rose, Tommy e Ivy.

*Da redação, com informações da Agência Brasil 


Leia Mais

Sucesso na quadra e vitória em Deus 
“É preciso se alimentar de Deus”, afirma Stephen Curry 
Seleção brasileira de futebol cai no ranking masculino da Fifa