22.4 C
Vitória
quarta-feira, 27 janeiro 2021

Guedes diz que Bolsonaro indicou necessidade de salvar vidas

O benefício pago a vulneráveis na pandemia começou em R$ 200 propostos pela equipe econômica, depois elevado a R$ 500 pelo Congresso

Por Idiana Tomazelli e Lorenna Rodrigues (AE)

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta sexta-feira, 18, que mais da metade dos recursos destinados pelo governo no combate à pandemia mirou na preservação da vida dos brasileiros e afirmou que, em determinados momentos, foi a equipe econômica que pressionou o Ministério da Saúde para empenhar mais verbas na luta contra a doença.

Em coletiva de balanço de final de ano, Guedes disse que colocou seu secretário-executivo, Marcelo Guaranys, à disposição do Ministério da Saúde para resolver quaisquer problemas de recursos ou medidas para a saúde. A Saúde, porém, enfrentou alguns problemas operacionais para usar os recursos, segundo o ministro da Economia. “Se houve uma pressão foi nossa no Ministério da Saúde para empenhar mais recursos”, disse.

Guedes estimou que aproximadamente 70% dos recursos destinados ao combate à covid-19 foram empregados na preservação de vidas e outros 30% em medidas de crédito, ajuda a empresas e preservação de empregos. Ele voltou a repetir a previsão de que o Brasil deve fechar o ano sem perda de postos de emprego.

“Acho que Brasil é o único que conseguiu manter empregos formais”, disse Guedes. “Converso com ministros de outros países e não há caso de zero empregos perdidos.

O ministro citou que, segundo ele, o próprio presidente Jair Bolsonaro foi quem indicou a necessidade de conciliar duas preocupações: a de salvar vidas e a de preservar empregos. “O próprio presidente calibrou bem para cima o auxílio emergencial”, disse.

O benefício pago a vulneráveis na pandemia começou em R$ 200 propostos pela equipe econômica, depois elevado a R$ 500 pelo Congresso e, por fim, alcançou R$ 600 com chancela de Bolsonaro. Esse valor permaneceu por cinco meses e, depois, foi reduzido a R$ 300.

Ao elencar uma série de medidas tomadas pelo governo na pandemia, Guedes mencionou a ajuda financeira a Estados e municípios, que incluiu um repasse de R$ 60 bilhões em recursos, mas resultou num alívio maior por causa da suspensão temporária de dívidas. “No combate a covid, fizemos valer nosso plano de que mais Brasil, menos Brasília é importante”, afirmou. “A democracia brasileira surpreendeu o mundo e funcionou exemplarmente”, disse Guedes.

Para o ministro, a democracia é “ruidosa e barulhenta”, com disputa de espaços, mas ele avaliou que o Brasil funcionou “de forma surpreendente”. “O Brasil reagiu extraordinariamente bem do ponto de vista econômico”, afirmou.

Mais Brasil, menos Brasília

Guedes chegou a iniciar a coletiva do balanço do ano de 2020 ressaltando a rápida reação do governo para fazer frente à pandemia trazida pelo coronavírus. “Mudamos a agenda de reformas estruturais para medidas emergenciais. No combate à covid, fizemos valer nosso plano de que mais Brasil, menos Brasília é importante”, afirmou.

Em uma das raras coletivas que dá para a imprensa – o ministro costuma fazer pronunciamentos sem responder a perguntas – Guedes disse que o início do ano era “auspicioso” para reformas, com a economia “decolando”, e que ele estava alinhado com o presidente da Câmara dos Deputados e do Senado.

Problemas técnicos

O ministro da Economia demonstrou irritação com problemas técnicos que ocorreram durante a transmissão de coletiva virtual em que ele faz um balanço do ano de 2020. Com pouco mais de 10 minutos do início, a transmissão caiu.

Antes de o ministro perceber, porém, já havia voltado, quando foi possível ouvir as reclamações do ministro. “Aí o pessoal fala mal do governo, como um todo. ‘É muito ruim de comunicação, imagem é péssima, nada funciona direito” disse, incomodado.

Guedes então foi informado pelo técnico de que o áudio estava “passando”. “Um espetáculo. Faço questão de transmitir pra fora o negócio, pra ficar mais bonito”, completou. “Os senhores me desculpem, vamos seguir”, disse o ministro, ao retomar a entrevista.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Disciplinas espirituais em tempos de pandemia!

Mesmo em meio a dúvidas e preocupações com a pandemia do coronavírus, uma certeza permanece: nosso Deus continua trabalhando! Disciplinas espirituais são importantes o tempo...

Infecção por covid-19 dá alguma imunidade, mostra estudo

Os especialistas alertaram que as descobertas significam que as pessoas que contraíram a doença na primeira onda da pandemia

Juíza federal dá 24h para União e AM apresentarem plano para oxigênio

Os órgãos pedem uma liminar urgente para obrigar os governos federal e estadual a agirem para resolver a situação de desabastecimento de oxigênio

Itamaraty: Índia tem ‘boa vontade’ para liberar vacina

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Índia, Anurag Srivastava, disse que é "muito cedo" para falar sobre exportação de vacinas para outros países

PT vai ao STF para pedir atuação do governo federal na crise de Manaus

O estoque de oxigênio se esgotou em diversos hospitais e pacientes morreram por asfixia, segundo relato de médicos

Internações por covid-19 em Manaus dobram em menos de 15 dias

o Amazonas teve 258 novas internações por covid-19, número que é 53% maior do que o pico do novo coronavírus em 2020

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

Encontro para a Consciência Cristã em fevereiro; Saiba mais!

Pela primeira vez em mais de duas décadas, o tradicional encontro para a Consciência Cristã será realizado online.

The Send online será neste sábado, 9

Um dos maiores eventos de louvor, adoração evangelismo no mundo, o The send, costuma reunir milhares de pessoas. Saiba mais!

Passion Conference no último dia do ano; Saiba mais!

O cantor Fernandinho é o único artista brasileiro a participar da Passion Conference. Saiba mais!

Aulas criativas e transformadoras sobre a Bíblia

Para quem ensina a Bíblia, mas tem dificuldade no preparo das aulas, um workshop gratuito será apresentado pelo pastor Lécio Dornas, em janeiro. Saiba mais!
- Publicidade -

Plugue-se

Glorify, o app para meditações e devocional diário

Criado em 2019 na Inglaterra, o app Glorify acaba de chegar ao Brasil na versão em português. Trata-se de um app voltado para reflexões, meditações guiadas, orações e passagens bíblicas.

Fé na caminhada cristã! Fernandinho batiza os filhos

Ao lado do pastor Rodrigo Oliver, Fernandinho batizou seus filhos neste domingo, 17 e escreveu no instagram: "Um dos melhores dias das nossas vidas", escreveu o artista.

Vietnã ganha a primeira Biblioteca pública cristã

Vietnã ocupa a 19 colocação na Lista Mundial da Perseguição de 2021, da Portas Abertas. Saiba mais!

“A Deus seja a glória”, Nani Azevedo sai do hospital

Internado há vários dias por complicações de covid-19, o cantor Nani Azevedo recebeu alta hospitalar nesta sexta-feira, 15.