24.7 C
Vitória
sábado, 16 janeiro 2021

Graça: que diferença faz para sua vida?

Doutrina essencial da fé cristã, a graça é tratada nas Escrituras Sagradas desde o Antigo Testamento

O entendimento que se tem a respeito da graça é determinante para o comportamento dos servos de Deus.

No fim da Idade Média, a doutrina da graça perdeu espaço para a crença e a prática das penitências difundidas pela Igreja Católica. A Reforma Protestante surgida no século XVI na Alemanha, promovida por Martinho Lutero, João Calvino e outros, foi uma reação contra a excessiva valorização das boas obras em detrimento do significado da graça de Deus para a vida do ser humano.

Desde então, a doutrina da graça virou objeto de estudo. Uma das principais referências sobre o assunto até os dias de hoje é o apóstolo Paulo. Ele fez dela um dos temas principais de suas pregações e escritos, tanto que chegou a afirmar: “Sou o que sou pela graça de Deus”.

De acordo com o Dicionário Internacional de Teologia do Antigo Testamento, o termo (no hebraico, hçn) para favor ou graça é uma palavra cognata do acadiano ençnu, hananu, “conceder um favor”, do ugarítico hnn, “ser gracioso, demonstrar favor” (UT, 19.882) e do árabe hanna, “sentir solidariedade, compaixão”.

Hçn (favor, graça, encanto etc.) ocorre 69 vezes no Antigo Testamento, das quais 43 aparecem na frase “achar favor aos olhos de”, sete com o verbo “dar” e três com o verbo “alcançar” (Et 2:15,17;5:2), restando 14 usos independentes do termo.

O termo grego para graça no Novo Testamento é charis, usado também para graciosidade, amabilidade, favor, graças e gratidão. Há variações de (charisma), “presente oferecido de boa vontade”; “mostrar favor ou bondade”, “dar como favor”, “ser gracioso para alguém”, “perdoar”, “dotar de graça”. O Novo Testamento usa o termo 155 vezes, principalmente nas epístolas de Paulo, onde aparece cem vezes.

Graça é presente, prova de amor. Há muitos relatos nas Escrituras que ilustram a graça de Deus na vida de mulheres e homens. Um dos exemplos mais notáveis é o de Mefibosete, filho de Jonatas e neto de Saul. Jonatas foi o amigo mais íntimo de Davi, com quem fez um pacto de lealdade (1 Sm 18:3).

Mefibosete tinha cinco anos de idade (2 Sm 4:4) quando lhe chegou a notícia das mortes de seu pai e de seu avô. Apavorada, sua ama fugiu com ele, na tentativa de escondê-lo. Por causa de uma queda durante a fuga, Mefibosete ficou aleijado de ambos os pés. Anos mais tarde, depois da estabilização do reino, Davi procurou beneficiar as pessoas da casa de Saul, por amor a Jonatas. Ao inquirir se ainda havia alguém, o rei foi informado sobre Mefibosete e o convidou para viver no palácio.

No encontro com Davi, Mefibosete foi agraciado. Davi lhe disse: “Não temas, porque usarei de bondade para contigo, por amor de Jonatas, teu pai, e te restituirei todas as terras de Saul, teu pai, e tu comerás pão sempre à minha mesa” (2 Sm 9:7).

Sentindo-se miserável e inútil, Mefibosete respondeu: “Quem é teu servo, para teres olhado para um cão morto tal como eu?” (2 Sm 9:8). Mesmo assim, o filho de Jônatas passou a fazer suas refeições sempre à mesa do rei (2 Sm 9:13).

Assim como aconteceu com Mefibosete, a graça de Deus se manifesta a seus filhos, mas por meio de Cristo. Deus os amou quando ainda eram distantes de Sua presença, como descreve Romanos 5.8: “Mas, Deus prova o seu próprio amor para conosco, pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores”.

Graça que vem da cruz

O escritor e pregador conhecido mundialmente, John Stott, traça em seu livro denominado “A Cruz de Cristo”, Editora Vida, o sentido da cruz para a humanidade.

Ao cair em pecado, o homem experimentou suas amargas conseqüências. Naquela condição, não havia nada que pudesse fazer para modificar a sua situação. Se não fosse a intervenção divina, a humanidade estaria condenada a uma miserável existência.

Para o ser humano, perdido, era impossível fazer algo para se salvar. Mas Deus providenciou um presente divino para humanidade: Jesus. “Quando Cristo entregou-se para morrer em nosso lugar, Ele pagou o preço que nenhum ser humano poderia pagar em favor de outro pecador. Em Efésios 1:7 está escrito que, segundo a riqueza da graça de Deus, nós temos a redenção através do sangue de Cristo”, falou o Pr. Cândido Ferreira de Souza Júnior, da Igreja Missionária Manancial, em Vila Velha.

John Stott destaca Paulo como aquele que bem soube definir o valor da cruz para a vida dos crentes. “Paulo definiu seu ministério como a pregação de Cristo crucificado. Ele declarou que a cruz era a própria essência da sabedoria e do poder de Deus. Tão convicto estava desse fato que havia deliberadamente decidido, como disse em Coríntios, renunciar à sabedoria do mundo e, em vez dela, a nada conhecer entre eles senão a Jesus Cristo, e este, crucificado”.

O pastor Cândido Jr. descreve que somente quem se vê na condição de perdido pecador pode compreender o valor do sacrifício de Jesus e do amor de Deus. “Através do prisma da cruz de Cristo, o homem passa a enxergar o quanto Deus nos ama. Um exemplo da graça de Deus é manifestada exatamente no momento da crucificação. O ladrão se viu perdido, indigno do céu. Mas ele cria no Messias e nEle depositou sua esperança de vida eterna. O ladrão e todos nós não merecemos o presente que Deus nos deu. Temos que olhar para a cruz de Cristo e enxergar que o favor de Deus por nós representa a nossa reconciliação com Ele. Sem a graça de Deus ao nosso dispor, estaríamos condenados”.

Viver pela graça e o peso da Lei

Há quem pense que “viver pela graça” é uma vida liberada. Pensamentos assim fazem muitas pessoas terem uma vida cristã inconsequente, fora dos preceitos bíblicos.

O mesmo Paulo que diz “estamos debaixo da graça e não debaixo da lei” (Rm 6:14), diz que “toda Escritura é divinamente inspirada e proveitosa para ensinar, para repreender, para corrigir, para instruir em justiça” (II Tm 3: 16,17).

No tempo de Paulo, não existia ainda o Novo Testamento. Logo, a expressão “toda escritura” se refere à história – o Antigo Testamento. O que Deus inspirou é santo, bom, justo, fiel e válido para hoje e para sempre.

Paulo, que era judeu, exemplifica que a graça de ser salvo deu a ele a experiência do novo nascimento em Cristo, ou seja, a natureza do pecado que habitava nele deu lugar ao Espírito de Deus, não estando mais sob o jugo da natureza pecadora que separa o homem de Deus.

O fato de ser salvo pela fé no sangue de Jesus não torna a lei inválida. Jesus disse em Mateus 5:17: “não pensais que vim revogar a lei ou os profetas, não vim para revogar, vim para cumprir”.

“Em Jeremias 31:31 está escrito que a nova aliança que Deus firmaria com a Casa de Israel (povo eterno) não era uma aliança sem lei, e sim restabelecimento da lei tirada das tábuas de pedra e colocada nos corações”, disse o pastor Cláudio Almeida, da Igreja Evangélica Missão Shekinah, em Vila Velha.

O pastor Claudio destaca que apesar de a humanidade ter sido salva pela maior graça, que foi o sacrifício de Jesus, precisa da lei para se conduzir e orientar. “Não existe país ou qualquer instituição sem normas. Uma comprovação de como Jesus veio completar a lei é a responsabilidade que temos como servos. Quer um exemplo? Na lei de Moisés, era pecado o adultério (Dt 5:18); Jesus disse: ‘Se olhar para uma mulher com uma intenção impura, no coração, já adulterou com ela’ (Mt. 5:28)”.

A lei é prática. Provê orientações morais, éticas, familiares e de qualidade de vida válidas para os dias de hoje. Provérbios diz: “Filho meu, atenta para as minhas palavras, aos meus ensinamentos inclina os ouvidos, não os deixe apartarem-se dos teus olhos, guarda-os no mais íntimo do teu coração, porque são vida para quem os acha e saúde para o corpo” (Pv 4:20-22).

Quem desconsidera o que Deus deseja de seus servos vive o que o teólogo alemão Dietrich Bonhoeffer definiu como “graça barata”. Ele popularizou esse termo a partir de seu livro “Discipulado”, escrito em 1937 e publicado pela Editora Sinodal em 2004.

Logo nas primeiras páginas, ele faz um alerta dizendo: “A graça barata é inimiga mortal de nossa Igreja. Graça barata significa justificação do pecado, e não do pecador. A graça barata é a graça que nós dispensamos a nós próprios. A graça barata é a pregação do perdão sem arrependimento, é o batismo sem a disciplina, é a Ceia do Senhor sem confissão dos pecados, é a absolvição sem confissão pessoal. A graça barata é a graça sem discipulado, a graça sem a cruz de Cristo e sua ressurreição”.

Há 74 anos, Dietrich Bonhoeffer falava do “evangelho das facilidades”, que levava muitas pessoas a uma vida superficial diante de Deus. Uma realidade presente em muitas igrejas na era moderna e que destoa dos ensinamentos bíblicos.

Um exemplo é o entendimento do que é pecado, como descreve o pastor Glalter Garcia Justo Rocha, da Igreja Presbiteriana de Itaparica, em Vila Velha. “Creio que a melhor forma de combatermos o barateamento da graça de Cristo é um compromisso cada vez mais explícito com o Evangelho. Não existe separação entre pecado e pecador. Em nenhum momento a Bíblia fala que haverá condenação de pecado e absolvição de pecador. Não há como servirmos a Deus com a mente e isso não estender-se ao corpo. Qualquer proposta que se oponha a isto pode ser chamada de tudo, menos de graça”.

A leitura isolada e descontextualizada de textos bíblicos agrava a situação. “Só é possível mudar essa realidade em nossas igrejas a partir de um estudo sistemático das escrituras, entendendo que não há divisões na Bíblia entre o ensino do Velho e do Novo Testamento. Não se podem fazer leituras isoladas. Tudo é palavra de Deus”.

Bonhoeffer contrasta a graça barata com a graça preciosa, pela qual, segundo ele, deve-se lutar: “A graça é o chamado de Jesus Cristo, que leva o discípulo a largar suas redes e segui-lo. Essa graça é preciosa porque chama ao discipulado, é preciosa por custar a vida ao homem, e é graça por, assim, lhe dar a vida; é preciosa por condenar o pecado, e é graça por justificar o pecador. Essa graça é sobretudo preciosa por tê-la sido para Deus, por ter custado a Deus a vida de seu Filho – não pode ser barato para nós aquilo que para Deus custou caro. A graça é graça sobretudo por Deus não ter achado que seu Filho fosse preço demasiado caro a pagar pela nossa vida, antes o deu por nós”.

O que é viver pela Graça?

“É viver de acordo com o que Jesus deixou de ensinamento para nós. É buscar a cada dia estar mais perto d’Ele, é viver em santidade em meio ao mundo, onde tudo ocorre para nos afastar da presença de Deus. Viver pela graça é ter fé mesmo em meio aos momentos mais difíceis. Viver pela graça é confiar somente e deixar Deus à frente, nos dando as coordenadas”
Dayanne Cardozo Lima, comerciária

“Para mim, viver pela graça é experimentar diariamente o reinado dEle sobre nossas vidas. Como seminarista, e por ter aceitado o chamado de Jesus para minha vida, tenho experimentado dia após dia o cuidado e a graça de Deus. Porque para muitos viver da graça de Deus pode parecer algo muito louco, mas é isso que Deus espera de nós. Que possamos viver verdadeiramente a graça dEle em nossas vidas”
Matheus Freitas Caboclo, publicitário, seminarista

“É viver em eterna gratidão, ser totalmente rico no amor de Deus. A graça de
Deus é o que nos constrange e nos faz deleitar em Seus braços e descansar. É
pela graça que somos salvos e isso não vem de nós. É dom de Deus”
Eliane de Almeida M. Rodrigues, secretária

“Entendo que viver pela graça de Deus é admitir minha incapacidade carnal de agradar a Cristo. É buscar auxílio diariamente no Espírito Santo e na Palavra para que eu possa viver conforme agrada a Deus, renegando as paixões mundanas e vivendo de forma sensata, justa e piedosa”
Thiago Teixeira de Moraes Camponez, educador físico

A MATÉRIA ACIMA É UMA REPUBLICAÇÃO DA REVISTA COMUNHÃO. FATOS, COMENTÁRIOS E OPINIÕES CONTIDOS NO TEXTO SE REFEREM À ÉPOCA EM QUE A MATÉRIA FOI ESCRITA.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Sobreviventes do Holocausto serão vacinados contra covid-19

Vacinas serão fornecidas por Israel. Os sobreviventes do Holocausto vão receber equipes médicas e voluntários em sua casa. Saiba mais!

Morre o pai da cantora Cassiane

O anúncio de sua morte foi feito pelas redes sociais de Cassiane. As causas da morte ainda não foram reveladas pela família. Saiba mais!

MS: Pastores vão ao MP para evitar fechamento de igrejas

Consideradas serviços essenciais durante a pandemia da covid-19, as igrejas podem funcionar com limitações e medidas de biossegurança em Mato Grosso do Sul. Saiba mais!

Meninas cristãs soterradas em terremoto na Indonésia

Mesmo soterradas as duas meninas passam bem e estão conversando com a equipe de resgate, mas ainda não foram retiradas dos escombros. Saiba mais!

Mais brasileiros voltaram a igreja nos últimos meses

Pesquisa apontou que dobrou o número de brasileiros que voltaram aos cultos presenciais em igrejas do Brasil, nos últimos 3 meses. Saiba mais!

3 palavrinhas e seus bonecos exclusivos

Pensados para garantir a diversão das crianças, os bonecos Sarah, Davi e Miguel já estão disponíveis no mercado

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

Encontro para a Consciência Cristã em fevereiro; Saiba mais!

Pela primeira vez em mais de duas décadas, o tradicional encontro para a Consciência Cristã será realizado online.

The Send online será neste sábado, 9

Um dos maiores eventos de louvor, adoração evangelismo no mundo, o The send, costuma reunir milhares de pessoas. Saiba mais!

Passion Conference no último dia do ano; Saiba mais!

O cantor Fernandinho é o único artista brasileiro a participar da Passion Conference. Saiba mais!

Aulas criativas e transformadoras sobre a Bíblia

Para quem ensina a Bíblia, mas tem dificuldade no preparo das aulas, um workshop gratuito será apresentado pelo pastor Lécio Dornas, em janeiro. Saiba mais!
- Publicidade -

Plugue-se

Morre o pai da cantora Cassiane

O anúncio de sua morte foi feito pelas redes sociais de Cassiane. As causas da morte ainda não foram reveladas pela família. Saiba mais!

Juliano Son e seu “Voaremos”

Em parceria com Júlia Vitória, o artista inicia 2021 desejando novos vôos ao vento do Espírito Santo. Saiba mais!

Larry e Devi Titus em a vida a dois como você nunca viu!

Em "Ele diz, ela diz", Larry e Devi Titus traz uma abordagem inovadora, dedicada a casais em que marido e mulher têm personalidade marcante e atuam em alguma esfera de liderança

Amanda Wanessa apresenta melhoras em seu quadro de saúde

Cantora sofreu um acidente grave na semana passada. Nas redes sociais, família informou que Amanda Vanessa está sem sedativos e com a pressão normal. Saiba mais!