26 C
Vitória
quinta-feira, 7 julho 2022

Governo chinês encerra atividade de site cristão

Foto: Reprodução

Foram mais de 20 anos de serviço ao Reino de Deus. No país, estão proibidas atividades religiosas online não autorizadas pelas autoridades

Por Patricia Scott

Em meio à repressão do governo chinês contra o Cristianismo na internet, o site “Jona Home” deixou de existir, em abril, após mais de 20 anos de trajetória. A organização International Christian Concern afirma que não há mais nada no site, apenas o comunicado:

“Por razões conhecidas por todos, a partir de agora nosso site não pode mais servir irmãos e irmãs em Cristo. Obrigado a todos pela companhia e pelo apoio nos últimos 21 anos!”. A mensagem afirma ainda que “o desaparecimento de um site é só o desaparecimento de um site, não tem nenhum significado. Exceto que o link do site não pode mais ser aberto, não há mais que tenha sido parado; não há com o que se preocupar, só continue seguindo em frente.”

Na maior plataforma de comunicação chinesa, a Baidu Tieba, usuários perguntam o que aconteceu com o site “Jona Home”. Ninguém menciona a repressão do governo chinês. No entanto, algumas pessoas respondem: “Não tem nada a ver com seu laptop. Você deve saber o motivo.”

O governo da China, desde 1º de março, proibiu oficialmente atividades religiosas online não autorizadas. Isto significa que grupos religiosos não podem realizar atividades online sem uma licença emitida pelas autoridades governamentais. Vale lembrar que mesmo antes da implementação da proibição, os aplicativos da Bíblia e muitas contas cristãs do WeChat foram encerradas na China.

Com informações International Christian Concern

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se