back to top
24.9 C
Vitória
quarta-feira, 12 junho 2024

“Geração Selfie”: como melhorar o diálogo com os nativos digitais

Rodolfo Capler, autor de
Rodolfo Capler, autor de "Geração Selfie" (Foto: Reprodução)

Pastores, líderes de jovens, pais e empregadores são o público alvo do livro “Geração Selfie”, de Rodolfo Capler, para ajudar no relacionamento com os mais jovens

Por Carolina Leão

Como a igreja deve lidar adequadamente com a geração dos anos 2000? Como os “millennials” e os “centennials” podem dialogar na igreja? Em meio ao mundo digital, com tantas transformações, aqueles que são nativos deste cenário muitas vezes não são compreendidos pelos mais velhos e podem se sentir em “terra estranha”. O escritor Rodolfo Capler, pastor da igreja Batista Alternativa, é autor do livro “Geração Selfie”, publicado pela editora Quitanda, que se propõe a trazer uma “radiografia da nova geração”, nas palavras do autor. Esse livro é um chamado para a necessidade de diálogo da geração anterior com a chamada “Geração Z”.

A narrativa é fruto de uma pesquisa de campo de Rodolfo Capler, realizada entre 2018 e 2020, antes do lockdown. Ele visitou oito escolas para desenvolver um projeto socioeducativo e entrevistou 300 alunos. Durante esse processo, com a vinda da pandemia, ele alinhou a iniciativa à percepção de uma necessidade que também é comum à igreja e decidiu escrever o livro.

“Eu percebi a grande dificuldade dos adultos, até na faixa dos 20 e poucos e 30 anos, em lidar com a geração que nasce a partir dos anos 2000. Nas escolas, eu percebi professores, mesmo jovens, que não conseguiam compreender direito a nova geração. Então, escrevi esse livro como uma tentativa de diminuir os abismos de gerações, entendendo que o que falta às vezes é informação e aproximação”, explica o autor Rodolfo Capler em entrevista à Comunhão.

- Continua após a publicidade -

A ‘Geração Selfie’ precisa ser conhecida

O autor chama atenção que a tendência geral é tratar todas as gerações da mesma forma, mas as necessidades são diferentes. Uma das diferenças, apontada no livro, é que, enquanto um “millenial”, ou a “geração Y”, costuma ser mais segura de si, a nova geração luta contra sentimentos de insegurança em relação à sua própria identidade.

O livro defende que a falta de conexão, muitas vezes, se dá pela falta de conhecimento. Da mesma forma, para aqueles que são líderes de jovens, professores ou pais, a aproximação da nova geração por meio do conhecimento ajudará a entende-la.

‘O desconhecimento, tanto dos pais, quanto dos pastores, educadores e empregadores em relação aos mais jovens é a causa de não conseguirem se conectar com eles e de lidera-los”. – trecho do livro.

Leia a Sinopse

Foto: Divulgação
Capa do livro Geração Selfie (Foto: Divulgação)

Geração Selfie” trata da mais nova geração de jovens, conhecida também como “nativos digitais”. O livro fornece uma análise de seus principais comportamentos na era digital. O autor entrevistou trezentos estudantes do ensino médio em diversas escolas do país e comenta o que ouviu utilizando pesquisas realizadas no mundo nos últimos anos. O resultado é um quadro detalhado e apaixonante de como os adolescentes e jovens brasileiros vivem as suas primeiras experiências e como enxergam o mundo a sua volta.

Quer entender Como a Geração Selfie se relaciona com as mídias digitais? Como lida com a sexualidade e com a religião? O que pensa sobre o feminismo e sobre o racismo? Como enfrenta suas crises emocionais? Este livro é um excelente material para ajudá-lo nesse processo. O livro “Geração Selfie” é um chamado urgente para a necessidade de dialogarmos com a nova geração, esquecermos preconceitos e nos envolvermos com suas demandas. Um livro indispensável para mulheres, homens, garotos, garotas, pais, mães, professores e líderes espirituais.

Sumário

O livro traz os seguintes temas: “Quem é a geração selfie?”; “Redes sociais: a igreja da nova geração”; “buscando prazer no sexting”; “escravos do cyberpornô”; “Solitários, ansiosos de depressivos”; “Enfrentando a violência digital”; “namoro, sexo e casamento”; “A geração mais inclusiva da história”; “A fé da geração selfie”; “Vivendo num mundo pós-pandemia”; e “Alcançando a gerção selfie”. 

Sobre o autor

Rodolfo Capler é pastor da igreja Batista Alternativa em Piracicaba, pesquisador do laboratório de política, comportamento e mídia da PUC-SP e Autor dos títulos “Geração Selfie” e “ O país dos evangélicos”.  

 

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Publicidade

Comunhão Digital

Publicidade

Fique por dentro

RÁDIO COMUNHÃO

VIDA E FAMÍLIA

- Publicidade -