23.9 C
Vitória
domingo, 20 setembro 2020

França reacende debate sobre legalizar a reprodução assistida

Leia também

Anvisa autoriza que Pfizer dobre número de voluntários em testes para vacina

O laboratório informou que vai expandir o número de participantes do estudo para a vacina, chegando a cerca de 44 mil participantes

Fumaça do Pantanal que chega a SP pode agravar casos de doenças respiratórias

Outra recomendação que Cardenuto indica é a de evitar aglomerações, uma medida que já deveria ser cumprida em função do novo coronavírus

Lava Jato denuncia Cabral e Bezerra por propinas em contratos do DER

Segundo a peça, registros contábeis apreendidos com o operador de Cabral na Calicute mostram que Maciste efetuou, entre 2011 e 2017

“Privar deliberadamente uma criança de ter um pai antes da sua concepção é provocar a esse ser um sofrimento para a vida toda”

A liberação da reprodução assistida para todas as mulheres faz parte do plano para revisar a lei de bioética, cuja votação está prevista para acontecer entre março e junho do ano que vem. Antes, já em novembro, uma missão formada por 36 legisladores entregará um relatório preliminar à ministra da Saúde da França, Agnès Buzyn, que apresentará o projeto de lei depois do recesso de Natal.

“É um paradoxo e uma anomalia que na França todas as mulheres possam se casar e adotar uma criança, mas não que elas possam nascer em seu próprio útero”, considerou em declarações à Efe o relator do projeto de lei, Jean-Louis Touraine, deputado do partido Em Movimento, o mesmo do presidente francês.

Uma das preocupações do Comitê Consultivo Nacional de Ética, que se posicionou favorável, é com as consequências de se “institucionalizar a ausência do pai”. Tanto o relator quanto o secretário da SOS Homophobie defendem que crescer sem um pai não implica ausência de referências masculinas, já que a criança poderá encontrá-las no ambiente familiar.

Eles se apoiam em estudos como os da pesquisadora Susan Golombok, da Universidade de Cambridge (Reino Unido), que asseguram que a qualidade das relações é mais determinante para o desenvolvimento do menor do que a estrutura familiar. O argumento que não convence Ludovine.

“Os avôs e os tios têm um papel importante, mas não podem substituir o pai. Se eliminamos o pai, algum dia veremos crianças cujos avôs serão apenas mulheres”, argumentou.

Para ela, a abertura da reprodução assistida para todas as mulheres significa dar prioridade ao desejo adulto de procriar acima do direito da criança de conhecer suas origens. Sobre isso, o novo projeto de lei, conforme o relator, contemplará a possibilidade de o filho ter acesso a “informações úteis” sobre o doador – como antecedentes médicos – quando atingir a maior idade.

Além disso, a França agilizará o reconhecimento de menores nascidos no exterior por reprodução assistida ou maternidade de substituição. Esse aspecto que deu combustível aos opositores da lei, que defendem que o passo seguinte será a legalização da prática da “barriga de aluguel”.

“Se hoje somos capazes de dizer que uma criança não tem necessidade de um pai, amanhã diremos que dá para alugar uma mulher para ter um filho”, afirmou Ludovine.

Para o coletivo LGBT, a possibilidade representaria a conquista de uma reivindicação histórica. “É um passo lógico que põe fim a anos de discriminação”, disse em declarações à Agência Efe o secretário da Organização SOS Homophobie, Jérémy Faledam.

A visão é oposta à defendida pela organização La Manif pour tous Tous, movimento conservador criado em 2012 para lutar contra a legalização do casamento homoafetivo. “Privar deliberadamente uma criança de ter um pai antes da sua concepção é provocar a esse ser um sofrimento para a vida toda”, afirmou à Efe a presidente do grupo, Ludovine de La Rochère.

*Informações da Agência EFE.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Estou livre para me casar novamente?

Pergunta anônima O padrão divino para o casamento é, segundo as palavras de Jesus, que seja indissolúvel (Mc 10:9). Entretanto, no caso em tela, uma...

A igreja deve se posicionar sobre as eleições?

A FAVOR Se a natureza institucional da igreja tem correlação direta com o exercício da cidadania, pois a mesma se constitui de cidadãos, parece-nos razoável...

Preciso ter o chamado para fazer Missões?

Pergunta anônima de um leitor Comunhão "O chamado de Jesus para todos os cristãos, descrito em Mateus 28:19 e 20, “Ide por todo mundo e...

A Reforma Protestante trouxe benefícios para a sociedade?

Pergunta enviada pelo leitor A Reforma Protestante, marcada pelo 31 de outubro de 1517, foi fundamental para a educação. Antes, a Igreja Católica monopolizava o...

Um gesto de amor e fé de um pai para com o filho

Todos os dias, o pai percorre 13km para orar pela recuperação do filho de 27 anos, que está internado com covid-19, em um hospital de Indaiatuba (SP).

França: Livraria cristã é pichada com ofensas

O diretor de comunicações do Conselho Nacional dos Evangélicos da França (CNEF), Romain Choisnet, respondeu às pichações na livraria cristã como “um atentado à liberdade de religião"

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

Live solidária: artistas em favor da Igreja Perseguida

Denominado de "Seja um com eles", a live solidária é um grito de ajuda a igreja perseguida. Paulo César Baruk, Rebeca Nemer, Eyshila, André Aquino são alguns dos convidados. Saiba mais!

Arte da Graça em casa; Conscientização do setembro amarelo

Em formato online, o evento une shows e workshops incentivando a tolerância, paz e música. Saiba mais!

Aquecimento Sepal 2020, com Edméia Williams e Rodrigo Gomes

Transmissão acontecerá nesta segunda-feira, 14 de setembro, às 19 horas. Saiba como participar!

Encontro nacional Renas: “Ser criança em tempos de incerteza”

É a 13ª edição do Encontro Nacional da Rede Evangélica Nacional de Ação Social (Renas). Evento, que acontece em outubro, será online. Saiba mais!
- Publicidade -

Plugue-se

Vídeos sobre a Bíblia alcançam 1 milhão de pessoas no Tik Tok

Produzidos por Jey Reis, 17 anos, os vídeos diários, que são publicados no Tik Tok, falam sobre Jesus. Saiba mais! !

“Inesquecível”: a história da professora que morreu para salvar crianças

Filme vai contar a história da professora Heley de Abreu, que deu avida para proteger crianças de um incêndio, em Janaúba (MG). Saiba maiws!

Kemuel e Priscilla Alcântara conquistam Platina Triplo

Platina Triplo é uma certificação pelo grande alcance que as canções dos artistas tiveram nas plataformas digitais de música Nesta quinta-feira, 17, Kemuel e Priscilla...

Ajude um cego a ler a Bíblia e ter a vida transformada

A iniciativa quer distribuir a Bíblia para cegos em todo o Brasil e promover a acessibilidade para pessoas com deficiência visual. Saiba mais!