22.6 C
Vitória
segunda-feira, 6 julho, 2020

Fragmentos dos pergaminhos do Mar Morto revelam texto oculto

Mais lidas

O mistério da morte de centenas de elefantes na África

Pesquisadores acreditam que o coronavírus possa ser uma das causas das mortes das centenas de elefantes na África. Saiba mais!

Coronavírus deixa 73 países em risco de escassez de remédios para HIV

A incapacidade dos fornecedores de entregarem os antirretrovirais dentro do prazo e a paralisação dos serviços de transportes terrestre e aéreo estão entre as causas

Estudantes com Fies podem suspender parcelas no BB a partir de hoje

A manifestação pode ser feita pelo app BB. Saiba mais! 

Governo amplia vetos na lei que torna obrigatório o uso de máscara

Artigos da lei foram republicados no Diário Oficial de hoje. Saiba mais! 

Pesquisadores continuam suas investigações sobre os fragmentos no Mar morto e os resultados serão publicados em um relatório futuro. Palavras do texto oculto podem estar relacionadas ao livro de Ezequiel

Pedaços ocultos de texto escritos em hebraico e aramaico foram revelados em quatro fragmentos de manuscritos do Mar Morto, que há muito pensava-se estar em branco.

Escondidos por membros de uma seita judaica há quase 2.000 anos, os Manuscritos do Mar Morto contêm alguns dos mais antigos fragmentos conhecidos da Bíblia Hebraica.

Nas décadas de 1940 e 1950, os membros de uma tribo beduína e arqueólogos redescobriram esses textos nas cavernas áridas de Qumran, um local a cerca de 20 quilômetros a leste de Jerusalém, na Cisjordânia, com vista para o Mar Morto.

Estudo de artefatos

Alguns anos atrás, uma equipe de pesquisadores começou a estudar os artefatos achados cavernas que acabaram sendo dispersos para museus e coleções em todo o mundo.

“Nos primeiros dias da pesquisa, nos anos 50 e 60, as escavadeiras às vezes doavam muitos artefatos, geralmente cerâmica, a museus colaboradores como presentes”, explicou Dennis Mizzi, professor sênior de hebraico e judaísmo antigo da Universidade de Malta à revista Smithsonian.

Mizzi e seus colegas suspeitam que algumas evidências das cavernas tenham se perdido ou esquecido ao longo do caminho, à medida que esses objetos foram separados de seu contexto original.

Eles descobriram um papiro em decomposição que antes era considerado esterco de morcego na tampa de um vaso de Qumran, mas eles não pretendiam procurar textos perdidos.

Manuscritos

No entanto, os pesquisadores revisitaram uma coleção de fragmentos supostamente em branco dos Manuscritos do Mar Morto que o governo jordaniano deu a um especialista da Universidade de Leeds, no Reino Unido, na década de 1950.

Como os fragmentos pareciam estar “em branco”, eram considerados inúteis para os estudiosos da Bíblia, mas perfeitos para testes de datação.

“Quando os fragmentos foram submetidos às análises, eles cortaram amostras muito finas (não maiores que alguns mm) dos fragmentos existentes. Em outras palavras, eles não enviaram fragmentos inteiros para essas análises”, acrescentou Mizzi.

Essa coleção foi doada à Universidade de Manchester em 1997 e permaneceu armazenada na Biblioteca John Rylands desde então.

Ao examinar um fragmento supostamente em branco dessa coleção, a pesquisadora Joan Taylor, do King’s College London, pensou ter visto vestígios de um lamed – a letra hebraica “L”.

*Com informações de CNN

- Continua após a publicidade -

Comunhão Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

Artistas cristãos na ação social “Eu Soul VC”

Entre os artistas cristãos confirmados estão Casa Worship, Renascer Praise, André e Felipe, Rebeca Carvalho e Leandro Borges

The send Argentina é adiado para 2021

Em comunicado, os organizadores do The Send disseram que a data exata será definida assim que o governo tiver o poder de reativar eventos maciços

Em agosto, 16º Fórum de Ciências Bíblicas

Com o tema “A Bíblia para as novas gerações”, evento será realizado nos dias 13 e 14 de agosto, no Centro de Eventos de...

Expoevangélica 2020 é adiada para dezembro

Neste ano, a Expoevangélica celebra 15 anos e pretende realizar uma grande festa em Fortaleza (CE).

Plugue-se

“Bíblia de Estudo Swindoll”: mais compreensão e curiosidades

Além de facilitar a compreensão, a "Bíblia de Estudo Swindoll" traz curiosidades sobre o livro mais vendido do mundo

Kanye West anuncia nova música de trabalho com temática gospel

Em um vídeo curto Kanye West divulgou detalhes da melodia da canção "Wash Us In The Blood" (Lava-nos no Sangue)

Enciclopédia dos adventistas em formato digital

Enciclopédia é fruto de um trabalho de dezenas de profissionais em várias partes do mundo e inclui material sobre pioneiros adventistas na América do Sul

Juliano Son canta “Nada mudou”, do EP Tudo Novo

Canção é o quinto e último single do projeto musical Tudo Novo, de Juliano Son