back to top
21.9 C
Vitória
domingo, 23 junho 2024

Fluminense vence Colo-Colo e fica perto da vaga nas oitavas

Fluminense suporta pressão, vence Colo-Colo e fica perto da vaga nas oitavas da Libertadores - Foto: Reprodução Twitter Fluminense F.C. - @FluminenseFC
Fluminense suporta pressão, vence Colo-Colo e fica perto da vaga nas oitavas da Libertadores - Foto: Reprodução Twitter Fluminense F.C. - @FluminenseFC

Com o resultado, a equipe do técnico Fernando Diniz chegou aos oito pontos, deixando para trás Cerro Porteño, Colo-Colo e Alianza

O Fluminense não jogou como o atual campeão da Copa Libertadores, preferiu ficar fechado e ‘por uma bola’, mas conseguiu uma importante vitória, nesta quinta-feira, em Santiago, no Chile, ao bater o Colo-Colo, por 1 a 0, em duelo válido pela quarta rodada do Grupo A.

Com o resultado, a equipe do técnico Fernando Diniz chegou aos oito pontos, deixando para trás Cerro Porteño (cinco), Colo-Colo (quatro) e Alianza (três). A duas rodadas do fim da fase de grupos, a equipe carioca pode obter a vaga nas oitavas na próxima partida.

O Colo-Colo iniciou imprimindo um ritmo alucinante. Com forte marcação, o time chileno dominou a primeira etapa e conseguiu anular qualquer possibilidade de contra-ataque do Fluminense, que teve pouco a posse de bola.

Apesar de todo o domínio, o Colo-Colo pouco invadiu a área do goleiro Fábio. A equipe chilena errou muitos passes finais das jogadas.

- Continua após a publicidade -

Aos 18 minutos, a melhor oportunidade da primeira etapa. Zavala foi lançado, Marcelo caiu, e o atacante. Livre diante de Fábio, chutou para fora.

O Colo-Colo somou outras oito finalizações no primeiro tempo, mas todas de fora da área e sem exigir defesa de Fábio. Já o Fluminense só foi incomodar o goleiro Cortez aos 46 minutos, em uma jogada de Lima e Cano.

O Fluminense voltou para o segundo tempo com a intenção de impor uma postura diferente e atacar mais o Colo-Colo, com forte marcação na saída de bola.

Mas quase o time brasileiro levou um gol de contra-ataque. Zavala, Pizarro e Palacios por pouco não abriram o placar para o time chileno logo no início do tempo final.

Com incrível força física, o Colo-Colo voltou a dominar as ações e empurrou o Fluminense para seu campo. A dificuldade dos chilenos foi passar pela zaga brasileira, composta em muitos momentos por duas linhas de cinco jogadores.

A insistência do Colo-Colo nas bolas aéreas facilitou o trabalho de Manoel e Felipe Melo. A possibilidade era arriscar chutes de longe. Falcon levou Fábio a fazer boa defesa, Mas aos 19, Vicente Pizarro acertou a trave direita em chute de fora da área

Em um dos poucos momentos em que o Fluminense conseguiu chegar na área chilena, conseguiu o gol. Após escanteio cobrado por Ganso pela direita, Marcelo chutou cruzado e Manoel desviou para as redes, aos 29 minutos.

Empurrado pela torcida, o Colo-Colo aumentou a pressão nos últimos quinze minutos, mas não teve talento para criar jogadas e parou no bom trabalho defensivo do Fluminense, com destaque para Paulo Henrique Ganso. Com informações Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Publicidade

Comunhão Digital

Publicidade

Fique por dentro

RÁDIO COMUNHÃO

VIDA E FAMÍLIA

- Publicidade -