Jerusalém é a capital “eterna e indivisível de Israel”

Foto: Sputnik Brasil

O reconhecimento veio do Estado da Flórida. Os EUA anunciaram a transferência de sua embaixada em Israel de Tel Aviv a Jerusalém em dezembro de 2017, reconhecendo a cidade como a capital da nação judaica. 

O governo da Flórida aprovou uma resolução, originalmente proposta pelo diretor financeiro do estado, Jimmy Patronis, reconhecendo Jerusalém como a capital de Israel. Em comparação com a decisão dos EUA tomada em dezembro de 2017, a Flórida reconheceu as reivindicações de Israel em toda a cidade.

“A Flórida proclama Jerusalém como a capital eterna e indivisível de Israel”, diz a resolução. Nós deixamos claro que estamos com nosso aliado mais próximo no Oriente Médio. Eu também acredito que devemos ser fortes com nosso amigo, parceiro e aliado”, declarou Patronis em uma reunião de gabinete em Tallahassee, capital da Flórida, citado pelo jornal The Jerusalem Post.

“Como um estado, devemos continuar demostrando nosso amplo e profundo apoio ao nosso aliado e parceiro econômico com a execução de políticas pró-Israel. Hoje declaramos ao mundo que a Flórida está unida a Israel”, disse.

A Flórida tem uma população judaica significativa. São cerca de 630 mil, que representa 3,2% da população do estado em 2017. Segundo o jornal local Tampa Bay Times, o estado é o mais pró-Israel dos EUA.

“O estado da Flórida tem sido um forte defensor da nação judaica. Vemos um sentido muito mais profundo de amizade verdadeira que define a atual relação Flórida-Israel. ”, explicou.

*Com informações do Jerusalém post


Leia mais

Austrália reconhece Jerusalém como capital de Israel
EUA inauguram embaixada em Jerusalém
“Embaixada brasileira será transferida para Jerusalém”, diz Eduardo Bolsonaro